Publicidade

Estado de Minas 'IRMÃ' DA NISSAN FRONTIER

Alaskan, primeira picape de uma tonelada da Renault, é lançada na Colômbia

Inicialmente produzida no México, Renault Alaskan também será feita na Argentina a partir do ano que vem, abastecendo mercado brasileiro. Picape média tem três opções de motores


postado em 01/07/2016 15:32 / atualizado em 01/07/2016 15:59

(foto: Renault/Divulgação)
(foto: Renault/Divulgação)
A Renault apresentou em Medellín, na Colômbia, a versão de produção da Alaskan, sua primeira picape média com capacidade para uma tonelada. A semelhança com a nova geração da Nissan Frontier não é mera coincidência, já que os modelos compartilham a arquitetura, que também será utilizada por uma terceira picape sob a marca Mercedes-Benz.

Inicialmente produzida em Cuernavaca (México), a Alaskan também será feita em Barcelona (na Espanha) e Córdoba (Argentina), esta última abastecendo o mercado brasileiro, a partir do ano que vem, juntamente com a picape Mercedes-Benz. O desenvolvimento do projeto da Renault foi feito na França, Japão e América Latina.

A marca francesa já antecipou que a Alaskan vai trazer sob o capô o motor dCi turbodiesel de 2.3 litros de 160cv ou 190cv. De acordo com o mercado, também existe a opção de um motor a gasolina de 2.5 litros e 160cv. A transmissão tem opção de câmbio manual de seis marchas ou automático de sete velocidades, além de tração em duas ou quatro rodas (com reduzida).

A transmissão tem opção de câmbio manual de seis marchas ou automático de sete velocidades(foto: Renault/Divulgação)
A transmissão tem opção de câmbio manual de seis marchas ou automático de sete velocidades (foto: Renault/Divulgação)
De olho também no uso para o trabalho, o modelo terá opções de cabine simples, dupla e chassi. Mas no caso da cabine dupla, quase sempre voltada para o passeio, a suspensão traseira é multilink.

Na Alaskan cabine dupla, quase sempre voltada para o passeio, a suspensão traseira é multilink(foto: Renault/Divulgação)
Na Alaskan cabine dupla, quase sempre voltada para o passeio, a suspensão traseira é multilink (foto: Renault/Divulgação)
A altura em relação ao solo é de 230mm e a capacidade de reboque de 3,5 toneladas. O nome Alaskan deriva da palavra aleúte Alaska, que significa grande terra, o que remete a paisagens selvagens.

OROCH AUTOMÁTICA
Enquanto isso no Brasil a Renault lançou a linha 2017 da dupla Duster e Oroch. A principal novidade da picape foi a chegada do câmbio automático, ainda que seja de quatro marchas. Os modelos equipados com motor 2.0, que ganhou melhorias referentes ao atrito interno, passam a ter direção eletro-hidráulica. Também exclusivo para a motorização 2.0, o Duster ganhou pneus com baixa resistência à rolagem, que já equipa a Oroch. No interior, houve ganho em ergonomia no posicionamento de alguns comandos, além de vidros com abertura tipo “um toque” para todos os passageiros.

Na Oroch 2017, novidade é o câmbio automático, ainda que de quatro marchas(foto: Rodolfo Buhrer/ La Imagem/Renault/Divulgação)
Na Oroch 2017, novidade é o câmbio automático, ainda que de quatro marchas (foto: Rodolfo Buhrer/ La Imagem/Renault/Divulgação)
SUV e picape agora contam com um sistema de regeneração de energia bem mais simples que o dos veículos híbridos e elétricos. Chamado de Energy Smart System, o sistema aproveita os momentos de desaceleração para recarregar a bateria convencional do veículo. A vantagem seria que o alternador não “roubaria” energia do motor nas acelerações, poupando esforço e consumo de combustível.

(foto: Rodolfo Buhrer/ La Imagem/Renault/Divulgação)
(foto: Rodolfo Buhrer/ La Imagem/Renault/Divulgação)
Os novos preços do Duster são: Expression 1.6, R$ 66.490; Dynamique 1.6, R$ 72.580; Dynamique automático 2.0, R$ 83.540; e Dynamique 4x4 Plus 2.0, R$ 84.690. Os valores da Oroch são: Expression 1.6, R$ 66.080; Dynamique 1.6, R$ 70.580; Dynamique 2.0, R$ 74.580; e Dynamique automático 2.0, R$ 76.580.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade