Sofisticação a toda prova

Quarta geração do Lexus RX350 chega ao Brasil a partir de R$ 337.350

Vindo diretamente do Japão, novo crossover Lexus RX 350 desembarca no Brasil trazendo visual agressivo, eficiente motor V6 e algumas mordomias para a família

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 09/07/2016 08:39 Pedro Cerqueira /Estado de Minas
Estúdio Malagrine/Lexus/Divulgação
De Ilhabela (SP) - A Lexus acaba de lançar no Brasil a quarta geração do crossover RX 350. As novas linhas musculosas e agressivas revelam como a geração anterior estava defasada. Mas no que diz respeito ao design do RX 350, assim como o de toda a linha Lexus, não se trata de uma mudança pontual, mas da adoção de um novo conceito que permite ousar mais nas formas.

E o ícone dessa mudança talvez seja a imensa grade do crossover, que faz parecer que o modelo não tem para-choque dianteiro. Rodas de 20 polegadas, conjunto óptico com LEDs e as colunas B e C pretas, que criam a impressão de que o teto está a flutuar, complementam o novo visual do veículo. Os designers explicam que as linhas do RX 350 sugerem um diamante, esculpido a partir de uma peça sólida de metal.

Seguindo o padrão da marca de luxo da Toyota, o interior do RX 350 traz acabamento de qualidade, com materiais nobres como couro e madeira. Chama a atenção o “telão” de 12,3 polegadas que compõe o sistema de informação e entretenimento do veículo, operada por uma espécie de joystick localizado no console central. No painel central, um relógio analógico dá um toque clássico ao ambiente. O banco traseiro tem ajuste no assento, podendo tornar o espaço para pernas muito confortável ou ampliar a área para bagagens, que pode chegar a 521 litros, de acordo com o fabricante. Apesar de o assoalho ter sido rebaixado, a pouca altura do assento traseiro não oferece bom apoio para as pernas.

Colunas pintadas de preto passam a impressão de que o teto está flutuando - Estúdio Malagrine/Lexus/Divulgação Colunas pintadas de preto passam a impressão de que o teto está flutuando
ATKINSON O RX 350 tem motor V6 a gasolina de 3.5 litros, com injeção direta de combustível, que fornece desempenho de 305cv a 6.300rpm e 38kgfm de torque a 4.700rpm. A adoção da tecnologia VVT-iW, que é o ângulo de abertura expandido da válvula de admissão, permitiu o uso do motor com ciclo Atkinson, que, segundo a Lexus, beneficiou o consumo. Mas não existe milagre e, com seis cilindros para alimentar, na prática o motor não é nada econômico.

POR QUE NÃO?
Em compensação, o desempenho do crossover convence. Ainda assim é de se estranhar a não adoção da tecnologia turbo, como todos os concorrentes declarados – Mercedes-Benz GLE 350, Volvo XC90 e BMW X5. De acordo com o fabricante, o maior motor turbo que a marca tem disponível é o 2.0 que equipa o modelo NX, com 238cv potência, que não seria suficiente para o RX. Além disso, a estratégia de economia de energia da Toyota está focada na tecnologia híbrida, motivo pelo qual a marca não investiu em um novo motor turbo.

Interior do RX350 materiais nobres como couro e madeira - Estúdio Malagrine/Lexus/Divulgação Interior do RX350 materiais nobres como couro e madeira
O câmbio é automático de oito marchas, com opção de trocas manuais, e a tração é integral sob demanda. A direção tem assistência elétrica, com bom peso para cada situação. A suspensão traseira é do tipo double wishbone, cujo acerto tende mais para a estabilidade do que para o conforto, com amortecedores adaptativos variáveis. Características das suspensões, direção e potência do motor podem ser ajustadas de acordo com o perfil de direção escolhido pelo motorista, indo do ecológico ao esportivo.

QUANTO? No quesito conteúdo, o RX 350 (R$ 337.350) manda bem no pacote de segurança, que inclui nada menos que 10 airbags, inclusive um no assento do banco do passageiro, freios ABS, assistente de frenagem de emergência, sistema Isofix para fixação de assento infantil, controles de tração e estabilidade e câmera de ré.

Destaques entre os itens de conforto e conveniência: multimídia que inclui navegador, televisão e sistema de som com 12 alto-falantes; ar-condicionado digital de dupla zona; bancos dianteiros com regulagens elétricas, aquecimento e ventilação; teto solar; e abertura e fechamento elétricos do porta-malas. Para um crossover médio de luxo faltam tecnologias autônomas, como controle de cruzeiro adaptativo ou assistente de estacionamento. A versão F-Sport (R$ 352.950) tem visual e conteúdo diferenciados. O exterior ganha grade do tipo colmeia e rodas exclusivas. Por dentro, a versão tem teto solar panorâmico, head up display, painel de instrumentos com indicadores digitais, pedais de alumínio, volante de três raios com paddle shifters e carregador de celular sem fio. O RX 350 é fabricado no Japão e a expectativa da Lexus é vender 150 unidades por ano.

* Jornalista viajou a convite da Lexus

Tags: lexus crossover importado japão RX 350 Lexus RX 350 motor V6 Portal VRUM Estado de Minas

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação