Publicidade

Estado de Minas MISTUREBA COREANA

Creta e novo Tucson complementam a linha Hyundai, mantendo o ix35 e o velho Tucson

Hyundai apresenta no Salão do Automóvel de São Paulo o Creta e o novo Tucson, dois novos SUVs para aumentar sua linha. Mas curiosamente mantém modelos antigos, confundindo a cabeça dos consumidores


postado em 16/11/2016 16:28 / atualizado em 16/11/2016 17:01

O Creta teve seu desenho direcionado ao gosto dos consumidores brasileiros, com linhas modernas(foto: Bruno Freitas/EM/D.A Press )
O Creta teve seu desenho direcionado ao gosto dos consumidores brasileiros, com linhas modernas (foto: Bruno Freitas/EM/D.A Press )
A coreana Hyundai também não quer ficar de fora da aceleração dos segmentos de SUVs e crossovers no Brasil. Para isso, apresenta dois novos produtos no Salão do Automóvel de São Paulo, que vai até dia 20.

O mais acessível é o compacto Creta, produzido em Piracicaba (SP) sobre a plataforma do sedã Elantra, com motores 1.6 16V Gamma, de 123cv (gasolina)/130cv (etanol), câmbio manual ou automático de seis velocidades; e 2.0 16V de 156cv (g)/166cv (e) automático. Começa a ser vendido na segunda quinzena de janeiro, com preços e versões ainda não informados.

Dois degraus acima está a terceira geração do Tucson, que conviverá com as duas gerações anteriores: o velho Tucson e o ix35. Montado pelo grupo Caoa em Anápolis (GO) nas versões GL, GLS e Top (série especial de lançamento, com 30 unidades), traz motor 1.6 GDI de injeção direta, 177cv, câmbio de dupla embreagem e sete velocidades. Ganha as ruas antes, entre o fim de novembro e o início de dezembro, a partir de R$ 138.900.

(foto: Bruno Freitas/EM/D.A Press )
(foto: Bruno Freitas/EM/D.A Press )
Tanto o Creta quanto o novo Tucson chegam para complementar a atual linha da Hyundai, agora composta do velho Tucson como SUV de entrada, o ix35 intermediário entre o Creta e o novo Tucson, e o topo de gama Santa Fé. O curioso posicionamento é explicado pela “concorrência velada” da Hyundai e suas duas operações no Brasil: uma com fábrica própria (Hyundai Motor Brasil), de onde saem HB20 e agora o Creta, outra sob a régie da Caoa, agora responsável pela produção de três gerações de um mesmo carro, algo inédito no Brasil!

Para completar, o VRUM apurou ainda que o velho Tucson ganhará sobrevida em breve, com o acréscimo de equipamentos.

(foto: Hyundai/Divulgação)
(foto: Hyundai/Divulgação)


(foto: Hyundai/Divulgação)
(foto: Hyundai/Divulgação)
CRETA Para convencer o consumidor a se encontrar nessa mistureba, a Hyundai-HMB lançará o Creta com inéditos recursos, algo que o velho Tucson nunca alcançará. Com visual frontal e traseiro revistos para o gosto brasileiro, o SUV compacto de 4,27m de comprimento e 2,59m de distância entre-eixos virá de série com acionamento de um toque para as luzes, alerta sonoro de uso do cinto de segurança, direção elétrica progressiva, destravamento automático das portas em caso de acidente, parada e partida automática do motor (Stop & Go) e monitoramento da pressão dos pneus. Haverá opção de acendimento automático dos faróis, ar-condicionado digital, banco do motorista com ventilação e saída de ar para os bancos traseiros, revestimento interno em couro e partida do motor por botão.

As unidades expostas no Salão são equipadas com airbags frontais, laterais e de cortina, central multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas e GPS, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, luzes diurnas com LEDs e direcionais, sinalização de frenagem de emergência e rodas de liga leve diamantadas de 17 polegadas.

O novo Tucson não lembra em nada a primeira geração do modelo, e traz faróis e lanternas com LEDs(foto: Hyundai/Divulgação)
O novo Tucson não lembra em nada a primeira geração do modelo, e traz faróis e lanternas com LEDs (foto: Hyundai/Divulgação)


(foto: Hyundai/Divulgação)
(foto: Hyundai/Divulgação)
NOVO TUCSON Com 4,47m e entre-eixos de 2,67m, o novo Tucson segue a nova filosofia de design da Hyundai, distante anos-luz do modelo de primeira geração, com faróis e lanternas com LEDs (a partir da versão GLS) e rodas aro 18. A carroceria tem mais de 50% de aços de ultrarresistência, melhorando a rigidez torcional, e a suspensão traseira é do tipo independente Multilink. Desde a versão de entrada (GL), vem com airbags laterais e de cortina, ar-condicionado de duas zonas, assistente de partida em aclives e declives, bancos de couro com ajuste elétrico para motorista e passageiro, central multimídia de sete polegadas, chave presencial e sensor crepuscular. O painel de instrumentos vem com tela LCD de 3,5 polegadas (GL) ou 4,2 (GLS e Top). A partir da versão GLS há o teto solar panorâmico com sistema antiesmagamento.

(foto: Hyundai/Divulgação)
(foto: Hyundai/Divulgação)


(foto: Hyundai/Divulgação)
(foto: Hyundai/Divulgação)
A série Top acrescenta abertura do porta-malas por aproximação, assistente de estacionamento, bancos dianteiros com aquecimento e resfriamento, detector de ponto cego, luzes direcionais e espelho retrovisor interno eletrocrômico.

O ix35 é, na verdade, a segunda geração do Tucson no Brasil(foto: Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press - 26/3/2016 )
O ix35 é, na verdade, a segunda geração do Tucson no Brasil (foto: Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press - 26/3/2016 )


O velho Tucson continua sendo vendido enquanto houver procura(foto: Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press - 24/06/2008)
O velho Tucson continua sendo vendido enquanto houver procura (foto: Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press - 24/06/2008)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade