Segunda geração do Porsche Panamera chega ao Brasil

Combinando luxo e esportividade como poucos, segunda geração do Panamera já está disponível no Brasil. Versão mais nervosa do modelo traz sob capô um motor V8 4.0 de 550cv

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 24/02/2017 10:16 / atualizado em 24/02/2017 10:39 Pedro Cerqueira /Estado de Minas
Duda Barrios/Porsche/Divulgação

De Tuiuti (SP)*
- A Porsche lançou no Brasil a segunda geração do Panamera, seu sedã de luxo que, desde sua estreia, em 2009, divide opiniões entre os puristas – que acham que todos os carros da marca devem ter as mesmas características de clássicos como o 911 (carroceria cupê, motor traseiro e etc) – e os consumidores mais flexíveis, que buscam justamente por um Gran Turismo, modelos que conjugam esportividade, conforto e luxo. A segunda geração do Panamera foi lançada mundialmente em 2016 e chegou a ser apresentada pela Porsche durante o Salão do Automóvel de São Paulo, mas agora está disponível no Brasil.

Duda Barrios/Porsche/Divulgação

Duda Barrios/Porsche/Divulgação

As novas linhas da carroceria foram aplicadas bem ao estilo Porsche de mudar tudo sem mudar muito, mas o resultado final foi um veículo mais esportivo e atual. O interior é de primeira classe e o conceito do carro pode ser visto na esportividade dos bancos concha revestidos com couro sofisticado. No painel foi feito um esforço para substituir dezenas de botões por novos comandos disponíveis na tela tátil central. Todos ajustes (bancos, volante e retrovisores) são elétricos. Na parte de trás, entre os bancos individuais, outra tela tátil guarda vários comandos, incluindo o de afastar bem o banco do carona para dar mais espaço para quando o dono do veículo quiser ir “de patrão”. Para esse perfil de cliente, a versão Executive 4S (R$ 807 mil) guarda mais 15 centímetros de entre-eixos.

Duda Barrios/Porsche/Divulgação

Duda Barrios/Porsche/Divulgação

A versão mais básica do Panamera é a 4S (R$ 758 mil), equipada com um motor V6 2.9 litros biturbo (dianteiro!) de 440cv de potência e 56kgfm de torque, capazes de levar o veículo à velocidade máxima de 289km/h e acelerar até os 100km/h em 4.2 segundos. Já o Panamera Turbo (R$ 981 mil) traz sob o capô um V8 4.0 biturbo de 550cv e 78,5kgfm, que aumentam a máxima para 306km/h e reduzem a aceleração para 3,6 segundos. Para ambos a transmissão traz câmbio automatizado de dupla embreagem com 8 marchas e tração integral. A suspensão – double wishbone na dianteira e fourlink na traseira – é pneumática e pode ser regulada.

Duda Barrios/Porsche/Divulgação

O Panamera é um veículo grande. São 5,05m de comprimento e 2,95m de entre-eixos. A dieta da carroceria combina aço e alumínio para não elevar muito seu peso, que chega a 1.995kg na versão mais equipada. Para domar tanta massa e tantos cavalos é preciso contar com algumas ajudinhas. O eixo traseiro direcional pode atuar tanto em manobras, reduzindo virtualmente a distância entre-eixos do veículo ao esterçar no sentido contrário do volante, quanto em velocidades elevadas, virando junto com o volante para dar mais estabilidade. Os principais concorrentes do Panamera são Audi A8, BMW Série 7 e Mercedes-Benz Classe S.

* Viajou a convite da Porsche

Duda Barrios/Porsche/Divulgação

Tags: geração segunda panamera porsche vrum cerqueira pedro

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação