Hatches de entrada

No segmento de hatches compactos de entrada, qual o que tem a melhor relação custo/benefício?

Com preços variando entre R$ 32.490 e R$ 44.990, uma diferença de R$ 12.500, não é fácil saber qual dos principais hatches de entrada do Brasil é o melhor negócio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 21/05/2018 15:10 / atualizado em 22/05/2018 14:03 Pedro Cerqueira /Estado de Minas

 

Qual é o hatch de entrada com melhor relação custo/benefício? A resposta desta questão é complicada, já que, dentro desse universo, ambos os fatores são bastante divergentes. Os preços desses modelos variam entre R$ 32.490, do Renault Kwid 1.0 Life, e R$ 44.990, do Nissan March 1.0 S, uma diferença de R$ 12.500. Já o conteúdo de cada uma dessas versões também varia bastante. Dentro do universo analisado, dois grupos acabaram se formando: dois com preços bem mais baixos e conteúdo escasso; e cinco mais equipados, com preços bem acima. Confira um resumo de cada um deles em ordem de preço.

A versão de entrada do Renault Kwid 1.0 é a Life, por R$ 32.490, mas com direção elétrica, vidros elétricos, ar-condicionado e rádio com Bluetooth chega a R$ 36.990, ainda um bom preço - Rodolfo Buhrer/Renault/Divulgação A versão de entrada do Renault Kwid 1.0 é a Life, por R$ 32.490, mas com direção elétrica, vidros elétricos, ar-condicionado e rádio com Bluetooth chega a R$ 36.990, ainda um bom preço

Renault Kwid 1.0 Life – R$ 32.490
O destaque está em itens de segurança como quatro airbags e sistema Isofix (para fixar assentos infantis). Fora isso, o maior mimo oferecido é o desembaçador do vidro traseiro. Vale lembrar que esse preço também só é válido para a cor branco. A qualquer outra opção devem ser acrescentados R$ 1.400. No mais, o modelo não traz ar-condicionado, nem direção assistida, nem vidros elétricos e nem sistema de áudio. O acabamento é rústico, o espaço é restrito, o motor dá conta do recado na cidade, mas o comportamento do veículo em alta velocidade é de assustar, pois o volante e os pedais vibram.

O Fiat Mobi 1.0 Easy custa R$ 34.690, porém se for equipado com ar-condicionado, direção hidráulica, vidros elétricos dianteiros, rodas de aço aro 14 e volante com ajuste de altura, chega a R$ 40.890 - Fiat/Divulgação O Fiat Mobi 1.0 Easy custa R$ 34.690, porém se for equipado com ar-condicionado, direção hidráulica, vidros elétricos dianteiros, rodas de aço aro 14 e volante com ajuste de altura, chega a R$ 40.890

Fiat Mobi 1.0 Easy – R$ 34.690
Difícil achar modelo mais pelado. Não tem ar-condicionado, direção assistida, vidros elétricos, nada. Até as rodas de aço são de aro 13 polegadas, enquanto todos os demais têm aro de 14 polegadas. O preço em questão só vale se o veículo for preto. O interior é muito apertado, o porta-malas é diminuto e o acabamento simples. Vale lembrar que o motor 1.0 que equipa essas versões mais baratas do Mobi é o velho Fire EVO, que não é nenhuma referência em bom desempenho ou baixo consumo de combustível.

 

 

Chevrolet Onix 1.0 Joy – R$ 43.290
Aqui começam as opções que já trazem mais equipamentos de conforto, como ar-condicionado e direção assistida (elétrica ou hidráulica). Esta versão de entrada do Onix é aquela que traz as linhas antigas do modelo, que são bem menos atraentes. Outros conteúdos que podem ser citados são alarme, alerta de pressão dos pneus, vidros elétricos dianteiros, trava elétrica e desembaçador do vidro traseiro. O preço só vale para o Onix Joy preto. O modelo também tem motor 1.0 bastante arcáico, com desempenho sofrível e fama de beberrão. O espaço interno é bom para o segmento, mas o acabamento é espartano.

O Chevrolet Onix 1.0 Joy, com a carroceria antiga, é vendido por R$ 43.290 - General Motors/Divulgação O Chevrolet Onix 1.0 Joy, com a carroceria antiga, é vendido por R$ 43.290

Volkswagen Gol 1.0 Trendline – R$ 43.840
Projeto para lá de antigo, está perto de ser substituído (em 2019). Tanto que ele se tornou o modelo de entrada da marca, tamanha a superioridade do pequeno up!. Itens como ar-condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros elétricos estão na média da concorrência, mas o Gol faz parte da minoria que oferece ajuste de altura do banco do motorista. O preço de entrada se refere à carroceria pintada em branco ou preto. Apesar de pelado e com muito plástico, o interior tem bom aspecto. Espaço interno e porta-malas estão na média dos compactos de entrada. O motor 1.0 de três cilindros é sem dúvida a melhor opção do mercado.

O antigo Volkswagen Gol 1.0 Trendline tem preço sugerido de R$ 43.840 - Juarez Rodrigues/EM/D.A Press O antigo Volkswagen Gol 1.0 Trendline tem preço sugerido de R$ 43.840

Hyundai HB20 1.0 Unique – R$ 43.990
Além de itens como ar-condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros elétricos, o HB20 traz sistema de áudio com telefonia, regulagem de altura do banco do motorista e Isofix. O motor 1.0 de três cilindros tem bom desempenho e consumo. Espaço interno e porta-malas são condizentes com a proposta. Modelo foi lançado em 2012, então também não tarda uma renovação.

O Hyundai HB20 1.0 Unique tem boa lista de equipamentos por R$ 43.990 - Hyundai/Divulgação O Hyundai HB20 1.0 Unique tem boa lista de equipamentos por R$ 43.990

Ford Ka 1.0 S – R$ 44.780
A principal ausência no Ka são os vidros elétricos dianteiros. A versão de entrada traz manivelas mesmo. Em compensação, é o único a trazer apoios de cabeça e cintos de segurança de três pontos para todos os ocupantes, além de Isofix. Naturalmente, o compacto também traz ar-condicionado e direção elétrica. O preço de entrada só vale para as cores vermelho e preto.O motor 1.0 de três cilindros também é eficiente. Por dentro, o modelo surpreende por ter tanto espaço quanto seu irmão premium Fiesta. O acabamento é bem simples.

Por R$ 44.780, o  Ford Ka 1.0 S não traz vidros elétricos, só manivelas  - Juarez Rodrigues/EM/D.A Press Por R$ 44.780, o Ford Ka 1.0 S não traz vidros elétricos, só manivelas

Nissan March 1.0 S – R$ 44.990
O modelo mais caro entre os de entrada é o único a trazer vidros elétricos em todas as janelas e um dos poucos a ter regulagem de altura do banco do motorista. Ar-condicionado e direção elétrica também fazem parte do pacote. O aspecto do interior é extremamente simples, mas o espaço é bom. O motor 1.0 de três cilindros tem desempenho tímido, mas é bastante econômico. O March é outro modelo que está prestes a ganhar uma nova geração no Brasil.

O mais caro entre os hatches de entrada é o Nissan March 1.0 S, por R$ 44.990 - Nissan/Divulgação O mais caro entre os hatches de entrada é o Nissan March 1.0 S, por R$ 44.990

 

E o vencedor é...

Para definir qual modelo é o melhor custo/benefício, foi preciso equipar o Kwid e o Mobi com pacotes que somam ar-condicionado, direção assistida e vidros elétricos dianteiros.
E o resultado foi o seguinte:

1º lugar (com ressalvas)
Renault Kwid 1.0 Zen – R$ 36.990

Nesta versão intermediária, o modelo ganha direção elétrica, vidros elétricos nas quatro janelas, ar-condicionado e ainda rádio com Bluetooth. Vale ressaltar que o resultado leva em conta o menor preço em relação à maior oferta média de conteúdo entre os sete modelos envolvidos. Como já foi dito, o Kwid tem espaço interno na média da categoria, seu acabamento está condizente com o preço e o desempenho do motor é bom no trânsito urbano. Apesar de toda desconfiança inicial quanto à segurança do modelo, os testes de impacto do Latin NCAP mostraram que o Kwid foi até melhor que vários concorrentes (como Onix e Mobi), apesar do resultado alcançado ainda não ser o ideal. Porém, o comportamento do modelo em nosso teste, quando acima dos 110km/h os pedais e volante começavam a trepidar, revela que o mau comportamento dinâmico do modelo pode até provocar um acidente.

2º lugar (com ressalvas)
Fiat Mobi 1.0 Like – R$ 40.890

A versão Like acrescenta ar-condicionado, direção hidráulica, vidros elétricos dianteiros, rodas de aço de 14 polegadas e ainda volante com regulagem em altura. Pelo ponto de vista de equipamento, é o segundo em custo/benefício. Mas vale ressaltar aqui que o Mobi é de fato um modelo bastante compacto. Geralmente, falamos que o banco de trás acomoda com conforto até dois passageiros, mas no caso do Mobi nenhum passageiro viaja feliz. O porta-malas leva no máximo pequenas compras de supermercado. Essas características acabam restringindo o uso do veículo, perdendo em versatilidade.

3º lugar
Empate técnico – de R$ 43.290 a R$ 44.990

Como a diferença de preço entre os cinco demais concorrentes é de apenas R$ 1.700, consideramos um empate técnico. A melhor escolha fica a critério de um ou outro item que seja mais importante na opinião do comprador: se ele valoriza um som, apenas o Hyundai HB20 oferece; se quer espaço, talvez o Onix seja a melhor pedida; se prioriza o conjunto mecânico, opte pelo VW Gol.

Tags: hatches compactos renault kwid fiat mobi chevrolet onix volkswagen gol hyundai hb20 ford ka nissan march

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação