Cidade à meia luz

Edição 2018 do Salão do Automóvel de Paris se destaca pela ausência de marcas importantes

Entre as montadoras 'de casa', Peugeot foi a mais criativa, com conceito inspirado no 504 Coupé. Confira as principais atrações da mostra

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 05/10/2018 16:55 Pedro Cerqueira /Estado de Minas
Peugeot e-Legend - Peugeot/Divulgação Peugeot e-Legend

O Salão do Automóvel de Paris abriu as portas ao público na quinta-feira (4) um pouco mais triste do que de costume. Logo no ano em que comemora 120 anos de existência, a mostra foi esvaziada pela ausência de marcas de peso e tradicionais, como Volkswagen, General Motors, Ford, Jeep, Fiat, Alfa Romeo, Nissan, Mitsubishi, Mazda, Subaru, Opel e Volvo. Mas o show precisa continuar, e quem for ao Porte de Versailles vai conferir várias novidades do mundo automotivo.


O modelo mais interessante no salão é o Peugeot e-Legend, conceito elétrico que homenageia o 504 Coupé da década de 1960, com design assinado por Pininfarina. Se a inspiração está no passado, o trem de força é atual, 100% elétrico, e dotado de tecnologias autônomas. O modelo tem 462cv de potência e 81,5kgfm de torque, suficientes para acelerar até os 100km/h em menos de quatro segundos. A velocidade máxima é de 220km/h. A autonomia é de 600 quilômetros. De acordo com a marca do leão, uma carga rápida de 25 minutos já é o suficiente para rodar 498 quilômetros.

Peugeot 508 SW - Peugeot/Divulgação Peugeot 508 SW

PERUA Já entre os veículos de produção, a Peugeot estreia o novo 508 SW. O modelo foi apresentado na série limitada First Edition, baseada na versão topo de linha GT, mas com visual mais incrementado, com contorno de grade preto brilhante e rodas de 19 polegadas. O interior traz acabamento em madeira Zebrano e revestimentos de couro Sellier, preto ou vermelho. Os comandos seguem o conceito i-Cockpit, com volante compacto, painel digital configurável e tela de 10 polegadas. O porta-malas conta com sistema de abertura sem as mãos e tem piso em madeira. São duas motorizações disponíveis: a 1.6 turbo a gasolina, com 225cv de potência; e um 2.0 a diesel, com 180cv, ambos combinados com câmbio automático de oito velocidades.

Citroën C5 Aircross - Christophe Archambault/AFP Citroën C5 Aircross

FUTURISTA A Citroën apresentou o C5 Aircross, que foi confirmado para o mercado brasileiro, mas sem uma data definida. Na Europa, o SUV médio já está disponível para pedidos em seis versões. O modelo tem 4,50m de comprimento e porte robusto, mas sem abrir mão do design futurista típico da marca francesa. O interior traz painel de instrumentos digital de 12,3 polegadas, além de outra tela de oito polegadas, como um tablet. O porta-malas é bem espaçoso, com 580 litros. São duas motorizações, sendo uma a gasolina e outra a diesel, com 130cv e 180cv, respectivamente, sempre com câmbio automático de oito marchas.

BMW Série 3 - Eric Piermont/AFP BMW Série 3

MUSCULOSO A BMW lançou durante o salão a nova geração do Série 3. Os vincos bem marcados deixam o sedã com linhas musculosas. Além de ter perdido em média 55kg, graças ao uso de metais sofisticados, esta sétima geração também melhorou o coeficiente aerodinâmico. Ele ganhou 8,5 centímetros de comprimento (totalizando 4,70m) e 4cm de entre-eixos (2,85m), evidenciando que o espaço interno foi ampliado. São três opções de motor a diesel, além de dois a gasolina, que são os que nos interessam, de 184cv e 258cv.

Renault K-Ze - Eric Piermont/AFP Renault K-Ze

ELÉTRICO COMPACTO O destaque da Renault foi o conceito elétrico K-Ze. O protótipo usa como base a mesma plataforma do compacto Kwid, que já entrega a intenção de ser um modelo de baixo custo, mirando principalmente o mercado chinês. O compacto elétrico é menor que o Zoe, com dimensões parecidas com as do Kwid, e sua bateria tem autonomia de 250 quilômetros.

Honda HR-V - Honda/Divulgação Honda HR-V

QUASE NADA A Honda mostrou o HR-V reestilizado. Lançado em 2015, o visual do modelo foi renovado com luzes de condução diurna de LED integradas aos faróis, lanternas escurecidas e grade em preto brilhante. As mudanças foram sutis, mas se você achou pouco, espere para ver a renovação do modelo no Brasil, bem mais simples. Naquele mercado, o modelo ganhou motor 1.5 turbo para a versão mais sofisticada, que também traz novo quadro de instrumentos.

Tags: vrum 2018 paris salão

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação