VW Jetta tem nova versão de entrada, vendida por R$ 99.990, e ganha mais competitividade

Sedã traz o mesmo conjunto mecânico das versões mais caras, com motor 1.4 turbo e câmbio automático de seis marchas. Confira quanto custam os principais concorrentes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 07/12/2018 14:36 Pedro Cerqueira /Estado de Minas
Volkswagen/Divulgação

A Volkswagen lançou uma nova versão de entrada do Jetta, sem nome de identificação, por R$ 99.990. Fabricada no México, a sétima geração do sedã chegou ao mercado nacional em outubro em duas versões, Comfortline 250 TSI (R$ 109.990) e R-Line 250 TSI (R$ 119.990). O lançamento deixa o modelo mais competitivo dentro do segmento, já que os principais concorrentes trazem versões – equipadas com câmbio automático – abaixo dos R$ 100 mil: Toyota Corolla GLI 1.8 CVT (R$ 90.990), Honda Civic Sport 2.0 Aut. (R$ 98.900) e Chevrolet Cruze LT (R$ 96.760).


Entre os itens de série do Jetta 1.4 TSI, destaque para faróis e lanternas de LED, ar-condicionado digital de duas zonas, sensor de chuva, seis airbags (dois frontais, dois laterais e dois do tipo cortina), controle de estabilidade, bloqueio eletrônico do diferencial, freio de estacionamento eletromecânico (com acionamento por botão), assistente de partida em rampa, vidros, travas e retrovisores com acionamento elétrico, volante multifuncional, rodas de liga leve de 16 polegadas, além de sistema de multimídia Composition Media, com tela tátil de 8 polegadas e espelhamento com smartphones (Android Auto, Apple CarPlay e Mirrorlink).

A nova versão traz o mesmo conjunto mecânico dos pacotes mais caros, combinando motor 1.4 TSI Flex – com 150cv de potência máxima a 5.000rpm e 25,5kgfm de torque máximo entre 1.400rpm e 3.500rpm – e câmbio automático de seis marchas, com trocas manuais pela alavanca. O motor 1.4 turbo substitui com vantagens – em consumo e desempenho – um propulsor 2.0 aspirado. Para uma direção mais dinâmica, fazem falta aletas atrás do volante para as trocas manuais de marcha. O Jetta acelera até os 100km/h em 8,9 segundos e alcança a velocidade máxima de 210km/h. A direção tem assistência elétrica progressiva, enquanto as suspensões são McPherson na dianteira e de braços longitudinais na traseira. Os freios são a discos ventilados na dianteira e discos sólidos na traseira.

Volkswagen/Divulgação

As novas linhas do Jetta ficaram mais aerodinâmicas e musculosas, com dianteira mais alta, vincos pronunciados e queda do teto mais suave. Agora o modelo é construído sobre a plataforma modular MQB, que permite não só equipá-lo com mais conteúdo e tecnologia, como aumenta significativamente sua performance de segurança. O sedã cresceu em todos os sentidos: são 4,70 metros de comprimento (mais 6 centímetros em relação à geração anterior), 1,8m (mais 2cm) de largura, 1,47m de altura e entre-eixos de 2.69m (mais 4cm).

Volkswagen/Divulgação

O espaço interno melhorou, mas o banco traseiro não leva três passageiros com conforto devido ao enorme túnel no assoalho. Faz falta na parte de trás da cabine uma saída de ar-condicionado, que existia em algumas versões da geração anterior. O porta-malas tem bom volume, com seus 510 litros de capacidade. Como no restante da linha Volkswagen, o painel tem orientação horizontal, com destaque para a tela de 8 polegadas do sistema de infotainment.

Tags: cerqueira vrum preço entrada versão nova jetta volkswagen

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação