Publicidade

Estado de Minas

Porsche lança o Cayenne E-Hybrid no Brasil a partir de R$ 435 mil

Motores a combustão interna e elétrico 'entregam' juntos 462cv de potência e 71,3kgfm de torque, estes disponíveis já com 1.000rpm. SUV acelera até os 100km/h em apenas 5 segundos


postado em 30/07/2019 19:16

(foto: Porsche/Divulgação)
(foto: Porsche/Divulgação)

A Porsche abriu pré-venda do novo Cayenne Plug-in Hybrid no Brasil, vendido a partir de R$ 435 mil. O utilitário-esportivo está em sua terceira geração, e já não encontra tanta resistência por parte dos puristas da marca. Até porque, foi o sucesso deste modelo que tirou a marca alemã do vermelho, e, de certa forma, “patrocinou” a manutenção de esportivos clássicos como o 911. Soma-se a isto o fato de outras marcas esportivas terem pegado carona na onda dos SUVs, e os alemães deixaram de lado a tarefa de provar que seu veículo é um autêntico esportivo, passando a representar o papel de lançador de tendência.


Há cerca de um ano, a atual geração do Cayenne chegava ao Brasil com três versões (a de entrada custa R$ 423 mil, seguida pela S, vendida por R$ 508 mil, e a Turbo, a partir de R$ 717 mil), mas faltava a versão eletrificada. Apesar da proposta sustentável, o desempenho do SUV híbrido está ainda mais emocionante. A associação entre os motores a combustão – um V6 3.0 com 340cv – e o elétrico – de 136cv – resultou em uma potência final combinada de 462cv entre 5.250rpm e 6.400rpm e um respeitável torque máximo de 71,3kgfm, “estupidamente” obtidos já aos 1.000rpm e estendido até os 3.750rpm.

(foto: Porsche/Divulgação)
(foto: Porsche/Divulgação)

Com esta duplinha, bastam 5 segundos para acelerar do repouso até os 100km/h, nada mal para uma jamanta com 2.295 quilos de massa. A velocidade máxima é de 253km/h. De acordo com o fabricante, o veículo pode rodar por até 44 quilômetros e alcançar velocidade de 135km/h usando apenas eletricidade. O câmbio é o novo Tiptronic S, de oito velocidades, com trocas mais rápidas. Já a tração é integral, garantindo mais estabilidade e melhor desempenho no fora de estrada. As suspensões trazem sistema de gerenciamento ativo (Porsche Active Suspension Management).

(foto: Porsche/Divulgação)
(foto: Porsche/Divulgação)

Graças ao Sport Response (Resposta Esportiva), derivado do 918 Spyder, agora o motor elétrico pode ser usado em todos os modos do Sport Chrono, proporcionando um ganho adicional na performance. Como o motor elétrico entrega todo o seu torque assim que “provocado”, nos modos voltados a desempenho – Sport e Sport Plus – toda a energia da bateria pode ser usada para dar este “plus” no desempenho. A capacidade das baterias de íons de lítio foi ampliada de 10,8kWh para 14,1kWh, um ganho de aproximadamente 30%. Em uma tomada de 230 volts e 10 amperes, são necessárias 7h48min para carregar totalmente a bateria de alta voltagem. O conjunto está alojado sob o assoalho do porta-malas e tem resfriamento líquido.

(foto: Porsche/Divulgação)
(foto: Porsche/Divulgação)

O Cayenne é o primeiro modelo da Porsche a oferecer o head-up display, que projeta as informações de condução mais importantes na linha de visão do motorista. Novos equipamentos de comodidade são o controle de velocidade de cruzeiro adaptativo e bancos com massagem. As rodas de 22 polegadas são de série. A Porsche afirma que vem investindo na infraestrutura de recarga, já tendo instalado carregadores elétricos em cinco estados do Brasil. Mas, na prática, este trabalho ainda é muito tímido. Em Minas Gerais, por exemplo, existe apenas um carregador disponível, localizado dentro do estacionamento de um supermercado de Belo Horizonte. A pré-venda do Cayenne E-Hybrid inicia-se em agosto, com entrega prevista para outubro, e a expectativa é ampliar a participação de mercado.

(foto: Porsche/Divulgação)
(foto: Porsche/Divulgação)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade