Publicidade

Estado de Minas

Peugeot 206 SW 1.6 Escapade - Perua de salto alto

Entre as versões aventureiras vendidas no mercado, modelo é o que tem transformação mais verdadeira. Estilo fica entre o esportivo e o fora-de-estrada


postado em 20/12/2006 00:02

(foto: Fotos: Juarez Rodrigues/EM - 22/11/06 )
(foto: Fotos: Juarez Rodrigues/EM - 22/11/06 )
Entre as versões aventureiras vendidas no mercado, modelo é o que tem transformação mais verdadeira. Estilo fica entre o esportivo e o fora-de-estrada

Brasileiro adora carros com adereços, principalmente aqueles que fazem o estilo fora-de-estrada. Prova disso é o sucesso da perua Fiat Weekend Adventure, do VW CrossFox e do Ford EcoSport. A Peugeot demorou, mas acabou entrando na onda e lançou a perua 206 SW Escapade, inspirada em conceito de mesmo nome, apresentado em 1999. O modelo traz, além de adereços, algumas modificações nas suspensões, protetor de cárter, pneus de uso misto e eficiente motor 1.6 16V.

Maquiagem

A estilização externa da perua Escapade é feita basicamente com adornos de plástico. São molduras que vão das caixas de rodas dianteiras, passando pelas laterais e chegando à traseira. Na frente, na parte central inferior do pára-choque, existe um complemento também de plástico, na cor cinza claro, que sugere o prolongamento do protetor do cárter. O mesmo recurso é usado no pára-choque traseiro. Nas laterais, o nome Escapade aparece escrito de forma estilizada. O modelo tem ainda barras longitudinais no teto e bocal do tanque de combustível que lembra os de carros de competição.

Interior

Por dentro, o plástico também predomina no acabamento da Escapade e não transmite a sensação de ser material de boa qualidade. Já o tecido que reveste os bancos causa boa impressão. A posição de dirigir é boa e o motorista conta com ajuste de altura do volante. Os instrumentos do painel têm fundo branco e são de fácil visualização. Os comandos elétricos dos vidros estão no console central. O espaço no banco traseiro é bom para duas pessoas, mas falta o apoio de cabeça central. O porta-malas atende, mas perde feio no volume se comparado com os dos concorrentes. Tem a vantagem da abertura independente no vidro da tampa traseira. O nível de ruídos internos é alto, principalmente quando se trafega sobre pisos irregulares. A visibilidade é ponto positivo da perua, que tem boa área envidraçada.
Vidro traseiro pode ser aberto, facilitando o acesso ao porta-malas
Vidro traseiro pode ser aberto, facilitando o acesso ao porta-malas

Sapato novo

Para reforçar o apelo aventureiro da perua, a Peugeot adotou pneus de uso misto na medida 175/70 nas rodas de liga leve aro 14 polegadas. Os pneus são mais eficientes no asfalto, mas acabam contribuindo também para um melhor desempenho em estradas de terra. Não significa que são apropriados para estradas com lama ou muito cascalhadas. É bom lembrar que o carro não é um fora-de-estrada.

Suspensão

A perua teve a suspensão ligeiramente elevada em relação às outras versões. Para evitar problemas com possíveis interferências com o solo, tem chapa protetora do cárter. A Peugeot declara que o carro tem altura livre do solo de 24cm, quando na verdade essa medida corresponde ao vão livre, que é a capacidade de transpor quebra-molas e lombadas. A suspensão foi recalibrada, ganhando novos semi-eixos, novas buchas e amortecedores com curso mais longo. Na prática, não se sentem aqueles baques secos quando se trafega sobre pisos irregulares, mas as suspensões ainda transferem as imperfeições do solo para o interior, causando certo desconforto. Por outro lado, a perua demonstra que tem boa estabilidade e é segura nas curvas.

Motor e câmbio

Um dos destaques da perua é o motor 1.6 16V com sistema flexível de combustível. Tanto com álcool quanto com gasolina proporciona bom desempenho, com bom torque em baixas rotações, apesar de ser multiválvulas. O ruído de funcionamento em altas rotações incomoda um pouco. O desempenho seria melhor se as relações da transmissão fossem um pouco mais curtas, principalmente a segunda marcha. O câmbio tem curso longo e os engates, embora macios, não são muito precisos.

Freios e direção

A perua Escapade tem freios a disco nas quatro rodas e sistema ABS, ambos de série. Na prática, o sistema mostrou eficiência, tanto no asfalto quanto em estradas de terra. O sistema de direção, com assistência hidráulica, também foi bem calibrado, garantindo segurança em velocidades mais elevadas e facilitando nas manobras.

Leia mais sobre o 206 Escapade no Veja Também, no canto superior direito desta página.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade