Publicidade

Estado de Minas

Bela perua - Avaliação técnica

Mégane Grand Tour tem linhas harmônicas e poucos problemas


postado em 27/03/2007 23:34

Análise feita pela fisioterapeuta Danielle Pongellupe(foto: Arte de Henrique Lima/Uai sobre Arte/EM)
Análise feita pela fisioterapeuta Danielle Pongellupe (foto: Arte de Henrique Lima/Uai sobre Arte/EM)
BOM

Altura do solo
Com carga máxima, não houve interferências com o solo, mas tem proteção com chapa em aço para toda a zona inferior do motopropulsor.

Climatização
É por comando manual. Não tem a opção de temperatura diferenciada para condutor e passageiro, nem difusores de ar para quem se senta atrás. Está bem vedado e tem saída de ar climatizado para dentro do porta-luvas.

Freios
O conjunto está muito bem dimensionado e calibrado. O ABS atuou com precisão e eficiência sobre piso de baixo atrito (terra cascalhada, asfalto e paralelepípedo). O freio de estacionamento sustenta o veículo em aclive/declive. O pedal de freio tem boa sensibilidade e o sistema apresentou reações bem equilibradas nos dois eixos, inclusive em frenagem simulada de emergência.

Vedação
Boa contra água e poeira.

Suspensão
O conforto de marcha satisfaz, bem quando somente com o condutor, tendo pequena perda com carga máxima. A estabilidade é boa, onde contorna curvas de raios variados em velocidade elevada com precisão e inclinação moderada da carroceria.

Limpador de pára-brisa
O sistema não tem sensor de chuva. Ao esguichar água (quatro jatos) no pára-brisa, as palhetas, que têm boa qualidade, varrem uma área satisfatória, sendo também eficiente o limpador traseiro. O acesso ao reservatório para reposição de água dentro do vão do motor é fácil.

Estepe/macaco
O estepe fica no porta-malas. A roda é em aço e o pneu igual aos de uso. É necessário retirar a calota central com chave apropriada para ter acesso aos parafusos de roda e ao colocar a roda reserva existe um jogo de parafusos específicos que vem junto com o kit. A operação de troca é normal.

Alarme
Tem moderno sistema antiarranque de cartão eletrônico, com chave integrada que, em caso de emergência, abre a porta do condutor e a tampa do porta-malas. Não tem proteção volumétrica por ultra-som no habitáculo, somente perimétrico nas partes móveis. O sistema antiesmagamento funcionou bem e, ao dar comando para travar as portas, os vidros sobem automaticamente, apertando a tecla.
Capacidade do porta-malas é menor do que a declarada pela fábrica. Com cinco adultos, bagagem e ar-condicionado ligado, o desempenho do motor cai e deixa a desejar em algumas situações de uso na cidade e na estrada(foto: Fotos: Marlos Ney Vidal/EM - 15/3/07)
Capacidade do porta-malas é menor do que a declarada pela fábrica. Com cinco adultos, bagagem e ar-condicionado ligado, o desempenho do motor cai e deixa a desejar em algumas situações de uso na cidade e na estrada (foto: Fotos: Marlos Ney Vidal/EM - 15/3/07)

REGULAR

Vão do motor
O motor preenche todo o vão, limitando bem o acesso à manutenção de vários componentes. O isolamento acústico do vão está presente no painel de fogo e no interno do capô (mal fixado), sendo bom o resultado em insonorização. Os itens de verificação permanente têm fácil identificação e manuseio, mas a vareta de medição do nível de óleo do motor deveria ser maior.

Câmbio
As relações de marchas e diferencial deveriam ser mais curtas, para melhorar as retomadas de velocidade e aceleração, principalmente com carga máxima e ar-condicionado ligado. A qualidade de engate é muito boa em precisão, maciez, pega no pomo, posicionamento da alavanca no túnel central e curso.

Motor
O sistema flex funciona muito bem pela manhã, com álcool no tanque, em que teve partida a frio imediata e boa progressividade na aceleração e marcha lenta uniforme. Com carga útil de cinco adultos, bagagem e ar-condicionado ligado, o desempenho cai e deixa a desejar em algumas situações de uso na cidade e na estrada.

Nível interno de ruídos
O nível de ruídos no habitáculo não é baixo e o efeito aerodinâmico, evidente a 110 km/h.

Direção
A precisão na reta e em curvas é boa, assim como a velocidade do efeito retorno e o diâmetro de giro. A assistência é elétrica, o que representa muito conforto no uso urbano e em manobras de estacionamento. Na estrada, é um pouco leve, apesar da assistência variável, mas as suas reações e sensibilidade são aceitáveis. A coluna de direção tem ajuste manual em altura e distância.

Iluminação
O grupo óptico anterior é eficiente no baixo e no alto, mas não tem regulagem elétrica em altura em relação à carga transportada. Tem faróis de neblina embutidos no pára-choque. A iluminação no habitáculo é boa, com uma lanterna central, e outra na zona anterior, de duplo spot fixo integrado. Possui luz de cortesia somente no porta-luvas e no porta-malas.

RUIM

Acabamento da carroceria
As portas dianteiras estão desniveladas em relação às traseiras; o capô e a tampa traseira, descentralizadas. A qualidade final da pintura é baixa, pois há vários pontos com impurezas. O pára-choque dianteiro está com a pintura descascando.

Ferramentas
Não tem.

EXTRA

Volume do porta-malas
O volume declarado pelo fabricante é de 520 litros e o medido com a cortina do bagagito fechada foi de 498 litros.

Avaliação do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade