Publicidade

Estado de Minas

Mecânica continua boa - Avaliação técnica

Fiat Palio passou por mudança de estilo um pouco mais profunda em relação às anteriores, mudando frente, lateral e traseira. Motor, câmbio e suspensão não mudaram


postado em 11/04/2007 12:43

Análise feita pela fisioterapeuta Danielle Pongellupe(foto: Arte de Henrique Lima/Uai sobre Arte/EM)
Análise feita pela fisioterapeuta Danielle Pongellupe (foto: Arte de Henrique Lima/Uai sobre Arte/EM)
BOM

Vão do motor
Acesso à manutenção em geral é bom. O isolamento acústico, na parte interna do capô e no painel de fogo, dá resultado satisfatório, para seu segmento de mercado.

Climatização
Apresentou funcionamento normal, com boa vazão pelos difusores de ar do painel. O nível de ruídos de funcionamento é aceitável, mesmo na máxima velocidade. O sistema está bem vedado contra gases e fumaça de fora, na opção de recírculo interno.

Freios
Apresentaram um bom comportamento dinâmico, no uso misto (cidade/estrada), com ABS muito bem calibrado. Não ocorreu superaquecimento, depois de uso constante em longa descida sinuosa, com o veículo carregado. O freio de estacionamento sustenta bem o veículo. O pedal de freio tem boa sensibilidade e suas reações são balanceadas nos dois eixos, inclusive em frenagens de emergência.

Câmbio
A qualidade de engate é muito boa, com excelente precisão e maciez, mas o curso da alavanca está um pouco longo. As relações de marchas e diferencial proporcionam uma dirigibilidade satisfatória, tanto na cidade como na estrada.

Motor
A performance é semelhante, com álcool ou gasolina. O sistema flex funcionou bem, mas ocorreu pequena variação da marcha lenta, inclusive com o motor já aquecido. O nível de ruídos de funcionamento é aceitável, inclusive usando apenas álcool. As retomadas de velocidade e aceleração são razoáveis para a cilindrada. Com cinco pessoas, bagagem e ar-condicionado ligado, a dirigibilidade ainda é aceitável no uso misto.

Vedação
Boa contra água e poeira.
Mudanças de estilo incluem novos vincos laterais, que deram um ar mais esportivo. Novo Palio tem três apoios de cabeça no banco de trás(foto: Fotos: Marcos Vieira/EM - 23/7/07)
Mudanças de estilo incluem novos vincos laterais, que deram um ar mais esportivo. Novo Palio tem três apoios de cabeça no banco de trás (foto: Fotos: Marcos Vieira/EM - 23/7/07)

Direção
O efeito retorno tem boa velocidade, e o diâmetro de giro, em manobras apertadas, é bom. A precisão na reta e em curvas é satisfatória. O nível de ruídos do sistema é baixo em curvas sobre piso de paralelepípedo e terra com costelas. A calibragem da assistência hidráulica satisfaz em conforto e leveza, no uso urbano, e com boa firmeza e sensibilidade, em velocidades mais altas.

Estepe/macaco
O estepe tem a roda em aço, mas o pneu é igual aos de uso. A operação de troca é normal. O kit de troca está encaixado em base de isopor, abaixo do aro do estepe, dentro do porta-malas.

Ferramentas
Tem uma chave de fenda, combinada com Philips.

Alarme
O veículo tem chave de ignição codificada e proteção volumétrica no habitáculo e perimétrica das partes móveis.

REGULAR

Suspensão
O conforto de marcha (vazio ou carregado) não está bem elaborado, pois é significativa a transferência das imperfeições do solo, chegando a incomodar. A estabilidade é boa, e a inclinação da carroceria, um pouco acentuada no uso mais esportivo.

Iluminação
Os faróis apresentaram resultado normal em iluminação, no baixo e no alto. Na versão testada, falta regulagem elétrica em altura, em função da carga transportada. O conjunto do modelo anterior, com dupla parábola, era superior em iluminação, claridade, abertura e alcance. Tem luz de cortesia somente no porta-luvas. A iluminação do habitáculo é simples, com apenas uma lanterna junto ao retrovisor.

Limpador de pára-brisa
Ao esguichar seis jatos de água no pára-brisa, o sistema de varredura não tem mais acionamento automático, sendo disponível somente no vidro traseiro, que também tem boa vazão e ampla área varrida. Melhorou um pouco o acesso ao reservatório dentro do vão do motor, para o reabastecimento de água, que agora tem tampa azul de identificação. Mas o diâmetro do gargalo poderia ser maior.

RUIM

Acabamento da carroceria
Qualidade final da pintura é baixa, com impurezas, manchas no verniz e marca de lixadeira. As quatro portas estão desniveladas entre si, e o capô também, em relação aos pára-lamas. A tampa do porta-malas está descentralizada e desnivelada. Os frisos de acabamento, da união do teto com as laterais da carroceria, apresentam trincas/deformação nas suas quatro extremidades. O vinco da porta do motorista não tem continuidade linear, na união com o pára-lama dianteiro.

Altura do solo
Não tem chapa protetora em aço para cárter e câmbio, de série. Com carga útil de 400 kg, ocorreram leves raspadas na parte central do chassi, ao transpor quebra- molas salientes e em estrada de terra com imperfeições.

Nível interno de ruídos
Os ruídos no habitáculo são vários, e o efeito aerodinâmico (barulho do vento na carroceria) fica evidente e crescente a partir de 100 km/h.

EXTRA

Volume do porta-malas
O declarado pela fábrica é de 290 litros, e o medido, com a tampa do bagagito montada e banco traseiro na posição normal, foi de 235 litros.

Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade