Publicidade

Estado de Minas

Mercedes-Benz Classe E500 - Nem tudo é perfeito

Mercedes-Benz Classe E500 é automóvel luxuoso, exemplo fiel do zelo da montadora alemã na construção dos modelos. Mas o sedã também tem seus pequenos problemas


postado em 13/04/2007 23:28

Mercedes E500 atrai olhares e promove um festival de bocas abertas e queixos caídos(foto: Fotos: Marlos Ney Vidal/EM - 2/4/07)
Mercedes E500 atrai olhares e promove um festival de bocas abertas e queixos caídos (foto: Fotos: Marlos Ney Vidal/EM - 2/4/07)
Sedã com estilo de cupê, o Classe E500 impressiona também pela qualidade do acabamento, tecnologia embarcada e conjunto motor/câmbio, que lhe confere desempenho de causar inveja. Mas, por incrível que possa parecer, o modelo tem seus pontos fracos, como o excesso de ruídos internos.

Estilo
O sedã da Mercedes-Benz se rebela contra a caretice, comum no segmento, apresentando linhas verdadeiramente esportivas. A frente tem estilo agressivo, com vincos e ondulações no capô, que formam um V que se estende desde a grade cromada. Ali faltou a tela de proteção para evitar danos ao radiador. No centro do capô está o cartão de visita: a estrela da marca, que se reclina diante da possibilidade de ferir alguém. Os faróis ovais, com lanternas embutidas, completam o moderno visual. As laterais são lisas e os retrovisores incorporam as luzes de seta. A traseira, não muito longa, tem lanternas triangulares, com aspecto mais discreto.

Por dentro
Entrar na Mercedes-Benz Classe E500 e não se impressionar é quase impossível. O automóvel tem acabamento impecável, luxuoso, com couro macio nos bancos e no painel, que tem detalhes em madeira e instrumentos com fundo branco. O motorista goza de todas as regalias, como banco com ajustes elétricos de altura, lombar e até das abas laterais, para evitar que escorregue no encosto em curvas. Os bancos dianteiros têm ainda sistemas de aquecimento e ventilação, atendendo os friorentos e calorentos. O volante abriga comandos do som, telefone e menu do computador de bordo. O eficiente ar-condicionado tem controles e dutos individuais, até para os passageiros do banco traseiro, que tem encosto reclinável. É pura mordomia.

Conforto
O espaço interno é destaque no sedã, que tem todos os comandos bem localizados. E olha que são muitos. O banco traseiro proporciona conforto apenas para duas pessoas, já que, no centro, tem um apoio de braço embutido no encosto e o túnel no assoalho atrapalha. Lá atrás, quem não quer ser visto tem a possibilidade de fechar as cortinas nas laterais e traseira. O porta-malas é amplo e tem profundidade, mas não tem altura.
Lanternas triangulares dão aspecto mais discreto à traseira, que não é muito longa
Lanternas triangulares dão aspecto mais discreto à traseira, que não é muito longa

Tecnologia
Enumerar o que o Classe E500 tem de tecnologia embarcada exigiria muito espaço e tempo. Mas vale citar alguns exemplos, como o computador de bordo com mostrador digital, que fornece todas as informações necessárias, como distância percorrida, consumo, temperatura externa e outras. Para a diversão, um sistema de áudio impecável e DVD player, com tela central no painel. Detalhe: para assistir ao DVD, só com o carro parado. Quando o automóvel está em movimento a imagem desaparece e fica apenas o som. Além disso, o modelo tem os aparatos tecnológicos mais importantes, como controles de tração e estabilidade.

Usina de força
Um carro de quase duas toneladas precisa ter motor. E o E500 tem um V8 de 388 cv, que impressiona pela força, disponível de imediato, ao simples toque no acelerador. E o propulsor é educado, pois trabalha em silêncio. Associado ao câmbio automático de sete marchas, o motor proporciona performance esportiva, com arrancadas rápidas e retomadas seguras. O câmbio tem ainda as opções de modo conforto ou esporte, com tecla no console, e de trocas manuais, limitado em seis marchas. As trocas são suaves e, quando se pisa fundo no acelerador, sente-se apenas as costas sendo pressionadas contra o encosto do banco. Para conter o ímpeto de correria, o carro tem controlador de velocidade.

Na mão
O volante tem ajuste elétricos de altura e profundidade e a direção tem calibragem perfeita, proporcionando uma condução segura e facilitando as manobras. O sistema de freios conta com a sopa de letrinhas que não deixa o carro escorregar. As suspensões pneumáticas Airmatic permitem ajuste mais esportivo ou que privilegie o conforto. Para isso, basta apertar uma tecla no painel. O carro fica mais alto ou mais baixo, e faz curva sem inclinar a carroceria. Pode pisar fundo que os controles de tração e estabilidade corrigem possíveis erros. Mas, mesmo assim, as suspensões são um pouco ásperas e transferem para o interior as imperfeições de nossas vias maltratadas. Os pneus de perfil baixo certamente contribuem para esse desconforto.

Segurança
Na lista de equipamentos de segurança, o modelo tem airbags por todos os lados, encostos de cabeça que se movem para frente em caso de colisão e podem ser rebatidos. Se um pneu perde pressão, um sistema corrige e avisa ao motorista. O volante levanta quando se retira a chave da ignição, e os retrovisores externos se recolhem. É um autêntico Mercedes-Benz.

Leia mais sobre o Mercedes Classe E 500 e assista ao teste do modelo, em alta e baixa resolução, no Veja Também, no canto supeior direito desta página.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade