Sedã em revista - Avaliação técnica

Fiat Siena Tetrafuel passa por avaliações. Conheça seus pontos positivos e negativos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 21/04/2007 10:05 Enio Greco /Estado de Minas
Análise feita pela fisioterapeuta Danielle Pongellupe - Arte de Henrique Lima/Uai sobre Arte/EM Análise feita pela fisioterapeuta Danielle Pongellupe
BOM

Vão do motor
Muito bem-feito o layout do vão, com fácil acesso à manutenção em geral e também aos componentes do kit do GNV.

Climatização
O sistema está bem dimensionado para o veículo. O nível de ruídos produzido pela vazão de ar nos difusores do painel é aceitável, mesmo na máxima velocidade. Está bem vedado, quando se usa somente o recírculo de ar interno. O tempo gasto para dar a sensação de conforto, após meia hora trancado ao sol, foi razoável.

Freios
O comportamento dinâmico, em geral, é bom, e o veículo em prova não estava dotado de ABS. O pedal de freio tem boa sensibilidade, sem ser imediato demais, e a reação nos dois eixos foi balanceada. Não ocorreu superaquecimento, depois de uso mais constante, em longa descida sinuosa, com o veículo carregado. O freio de estacionamento atuou normalmente.

Câmbio
As relações de marchas e diferencial atendem bem com e álcool e gasolina, mas, para o gás, que deve ser o combustível mais usado, merecia uma relação mais curta, para melhorar a dirigibilidade. A qualidade de engate é boa (precisão e maciez), e o curso da alavanca, longo.

Vedação
Boa contra água e poeira.

Iluminação
Há luz de cortesia no porta-malas e porta-luvas. O sistema tem sensor crepuscular e os faróis são eficientes no baixo e no alto, mas não existe regulagem elétrica em altura em função da carga transportada. A iluminação no habitáculo é simples, com somente duas lanternas (zonas anterior e posterior do teto), com resultado satisfatório.

Limpador de pára-brisa
Ao esguichar seis jatos de água no pára-brisa, o sistema atua automaticamente, limpando boa área, com palhetas de qualidade. O acesso ao reservatório de água, dentro do vão do motor, melhorou um pouco, mas o diâmetro do bocal poderia ser maior.
Porta-malas perde espaço com os cilindros, mas ainda tem bom volume - Porta-malas perde espaço com os cilindros, mas ainda tem bom volume

Estepe/Macaco
O estepe, que tem a roda em aço e o pneu igual aos de uso, está instalado dentro do porta-malas, apesar dos dois cilindros de GNV, serem montados sobrepostos, atrás do encosto do banco traseiro. A operação de troca é normal.

Ferramentas
Tem chave de fenda, combinada com Philips.

Alarme
O sistema é completo, com chave de ignição codificada, proteção volumétrica no habitáculo e perimétrica das partes móveis. Ao dar comando para travar as portas, os vidros sobem automaticamente, e o sistema antiesmagamento funcionou bem.

REGULAR

Altura do solo
Não tem chapa protetora em aço, para o cárter e caixa de marchas, ambos de alumínio. Com 380 kg de carta útil, raspa levemente a zona central e anterior do chassi, ao transpor quebra-molas salientes e curtos e no uso sobre estrada de terra com várias imperfeições.

Motor

A performance é boa para a cilindrada, quando se usa combustíveis líquidos, mas, com gás, o rendimento é o mesmo de um motor 1.0. A queda de potência e torque, com uso do GNV, é muito significativa, e as retomadas de velocidade e aceleração são apenas aceitáveis, deixando a desejar, quando o veículo está carregado e com o arcondicionado ligado, numa topografia irregular.

RUIM

Acabamento da carroceria
As quatro portas estão desniveladas. A tampa do porta-malas está descentralizada e o capô tem montagem aceitável. A tampa do reservatório de combustível apresenta desnível, em relação à lateral traseira. A pintura tem vários pontos com impurezas.

Nível interno de ruídos
O habitáculo não é silencioso e o efeito aerodinâmico se inicia a partir de 100 km/h.

Suspensão
O conjunto homologado não temum bom acerto, devido à grande transferência das imperfeições do solo para o interior do carro, somente com o condutor ou com carga útil de 380kg. A estabilidade é boa no uso normal, mas, numa condução mais esportiva, a inclinação da carroceria é significativa e a traseira tende a escapar.

Direção
A coluna de direção tem regulagem em altura. Estão mal definidas as cargas do sistema assistido hidraulicamente, principalmente, no uso em rodovias: é muito leve, com reações com pequeno retardo de resposta inicial, passando a imediata. Com o veículo carregado, fica ainda mais evidente, e, em manobras de emergência, com forte desvio e retorno à faixa original, suas reações causam apreensão. Nessa condição de carga, perde também em precisão, em retas e curvas. A velocidade do efeito retorno é boa, e o diâmetro de giro em manobras de estacionamento satisfaz.

EXTRA

Volume do porta-malas
O declarado pela fábrica nessa versão com GNV é de 370 litros, e o encontrado foi de 320 litros.

Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação