Publicidade

Estado de Minas

Audi A3 - Desempenho e tecnologia

Audi A3 impressiona pela sofisticação, o acabamento esmerado e as linhas suaves


postado em 07/07/2007 15:16

O A3 nacional foi substituído pelo Sportback importado que é vendido somente na configuração de cinco portas(foto: Fotos: Euler Júnior/EM - 18/6/07)
O A3 nacional foi substituído pelo Sportback importado que é vendido somente na configuração de cinco portas (foto: Fotos: Euler Júnior/EM - 18/6/07)
Quando a Audi encerrou a produção do A3 no Brasil, no ano passado, deixou uma legião de fãs do modelo (foram vendidas 50 mil unidades de 1999 a 2006), que compartilhava a mesma plataforma do Golf geração quatro e tinha como principais atrativos o alto padrão de qualidade do acabamento e tecnologia. Ao contrário do Golf, que foi ligeiramente reestilizado e continuou a ser produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR), o Audi nacional deixou de existir. O modelo foi substituído pelo Audi A3 Sportback, que é importado da Alemanha, na versão com carroceria de quatro portas, usa a mesma plataforma do Golf geração cinco e é bem mais caro.

Estilo
O hatch tem a cara dos irmãos maiores (A4, A6 e A8), com a característica grade dianteira trapezoidal, que atravessa o pára-choque e estampa no centro os quatro anéis da marca alemã, dando um toque que mistura elegância e esportividade. Na frente, também chamam a atenção os faróis com luzes de xenônio, que iluminam com incrível eficiência. Mas a esportividade é realçada pela cintura alta (que cresce da coluna A dianteira para a coluna C traseira) do perfil e pelo desenho das rodas de liga de 17 polegadas, que dão aparência mais agressiva ao hacth. A traseira, embora com linhas mais modernas, não consegue sair do "lugar comum" do modelo anterior.

Rigidez
Mas o que está escondido é melhor do que a aparência: a carroceria do novo A3 tem rigidez torcional 40% maior do que a da geração anterior. Na prática, isso quer dizer que o veículo enfrenta melhor, com mais desenvoltura e estabilidade, as lombadas e imperfeições do piso. Isso, somado ao conjunto de suspensão independente nas quatro rodas, deixa o carro sempre na mão, sem pregar sustos, mesmo nas curvas mais fechadas e em piso irregular. Por outro lado, a suspensão é muito barulhenta e os pneus de perfil baixo (225/45 R17), embora ajudem no equilíbrio, não combinam com o péssimo estado de nossas estradas.
Linhas da traseira são modernas, mas não chegam a sair da solução comum
Linhas da traseira são modernas, mas não chegam a sair da solução comum

Por dentro
O interior do A3 continua com a mesma proposta externa: a de misturar elegância e esportividade. Os bancos são forrados em couro e prendem bem o corpo do motorista e do passageiro da frente, o que é fundamental em um modelo com desempenho esportivo. O painel tem instrumentos grandes, de fácil leitura, com informações do computador de bordo e da marcha engatada em uma tela no centro. O volante tem boa pega e a coluna de direção regula em altura e profundidade, mas a buzina é difícil de ser acionada. Além de todos os itens de conforto (incluindo ar-condicionado com duas zonas de atuação e sistema de som - tem desde o arcaico toca-fitas até adaptador para iPod), o Sportback também tem mais espaço interno (são sete centímetros a mais de entre-eixos) que o modelo anterior, principalmente para quem senta no banco traseiro. Destaque também para a qualidade do acabamento em geral.

Fôlego
Se a aparência pode deixar alguma dúvida quanto à esportividade, o motor 2.0 TFSI (que significa turbo, com injeção direta de combustível dentro da câmara de combustão), não. Com torque máximo atuando de 1.800 rpm a 5.000 rpm, o propulsor responde rapidamente aos comandos do acelerador, garantindo excelentes arrancadas e retomadas de velocidade. Também contribui para a brilhante performance a direção eletromecânica, que garante maior velocidade de retorno e mais precisão às manobras; e o câmbio S-Tronic (de seis marchas), com duas embreagens, que permite trocas incrivelmente rápidas (o sistema deixa sempre o engate da próxima marcha preparado). Por exemplo, se a terceira está engatada em um eixo, no outro já estão pré-engatadas as segunda e quarta marchas, aguardando apenas o comando do motorista. As mudanças de marchas podem ser feitas de modo automático ou manual, por meio da alavanca no console ou por "borboletas" no volante.

Segurança
O A3 tem pacote completo de segurança, que inclui freios ABS de quinta geração; três apoios de cabeça e cintos de três pontos no banco traseiro; sistema Audi Backguard, que evita que a cabeça dos passageiros dos bancos dianteiros vá para trás em caso de colisão traseira; airbags frontais, laterais e de cortina; e controle de estabilidade.

Leia mais e assista ao teste do Audi A3 no "Veja Também", no canto superior direito desta página.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade