Compacto em prova de fogo - Avaliação técnica

Chevrolet Corsa 1.4 passa por avaliação técnica, revelando seus pontos positivos e negativos. Leia também os resultados do teste de ergonomia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 21/07/2007 15:10 Caderno de Veículos /Estado de Minas
Análise feita pela fisioterapeuta Danielle Pongellupe - Arte de Henrique Lima/Uai sobre Arte/EM Análise feita pela fisioterapeuta Danielle Pongellupe
BOM

Vão do motor
O acesso à manutenção, em geral, é bom. A sistematização dos vários componentes é racional e os de verificação constante têm fácil identificação. Há isolante acústico somente no painel de fogo, sendo o resultado em insonorização satisfatório.

Climatização
É por comando manual. O tempo gasto para dar a sensação de conforto em todo o habitáculo, após meia hora trancado sob o sol, foi satisfatório. Está bem vedado e a rumorosidade de funcionamento, mesmo na velocidade máxima, é razoável.

Freios
Pedal de freio tem boa sensibilidade o sistema apresentou reações balanceadas nos dois eixos. Emfrenagem de emergência sobre piso de asfalto seco apresentou boa desaceleração, apesar da blocagem das rodas dianteiras, por não ter ABS. O freio de estacionamento sustenta sozinho veículo lastrado em aclive/declive.

Câmbio
As relações de marchas/diferencial atendem bem ao uso na cidade e estrada. A qualidade de engate (maciez e precisão) é satisfatória e a embreagem apresentou bom funcionamento.

Motor
A performance é de um motor 1.6. As retomadas de velocidade e aceleração são boas para a cilindrada e massa do veículo. A perda de rendimento com ar-condicionado ligado e carga máxima é aceitável. A rumorosidade de funcionamento é baixa. O sistema flex funcionou bem. Com álcool no tanque tem melhor dirigibilidade e rendimento, principalmente na estrada.

Vedação
Boa contra água e poeira.

Suspensão
É significativo o ganho em conforto de marcha, com somente condutor ou carga máxima, em relação ao último modelo testado. O nível das transferências das imperfeições do solo para dentro é razoável, inclusive quando com carga útil de 400 kg. A estabilidade é boa em precisão e na qualidade do contorno de curvas de raios variados, apesar da inclinação da carroceria ser um pouco acentuada.
Banco traseiro tem espaço limitado e falta o apoio de cabeça para passageiro do meio. Porta-malas é um dos menores da categoria - Marlos Ney Vidal/EM - 17/7/07 Banco traseiro tem espaço limitado e falta o apoio de cabeça para passageiro do meio. Porta-malas é um dos menores da categoria

Direção
A coluna de direção é fixa, mas a posição em altura satisfaz condutores de várias estaturas. A assistência hidráulica tem cargas bem definidas para o uso na estrada e na cidade. O efeito retorno tem boa velocidade e o diâmetro de giro satisfaz em manobras de estacionamento. A rumorosidade do conjunto em curvas sobre piso irregular é baixa. A precisão na reta e em curvas é boa e as reações são homogêneas.

Iluminação
O eficiente grupo óptico dianteiro tem construção com dupla parábola e conta com auxílio de faróis de neblina embutidos no pára-choque, mas não tem regulagem elétrica de altura em função da carga transportada. Há luz de cortesia no porta-malas e no porta-luvas. A iluminação do habitáculo é composta por somente uma lanterna na zona anterior do teto, com resultado aceitável.

Limpador de pára-brisa
Ao esguichar quatro jatos de água no pára-brisa, as palhetas de boa qualidade varrem automaticamente área satisfatória. No vidro traseiro, o sistema é também eficiente e o reservatório de água instalado dentro do vão do motor tem fácil identificação e manuseio.

Estepe/Macaco
O estepe tema roda emaço, mas o pneu é igual aos de uso e está instalado dentro do porta-malas. O kit de troca (macaco/chave de rodas) está encaixado embase plástica abaixo do aro. A operação de troca é normal.

Ferramentas
Temchave de fenda combinada com Philips.

Alarme
A chave de ignição é codificada e tem proteção perimétrica das partes móveis. Ao dar comando para travar as portas pelo controle remoto inserido na chave de ignição, os vidros dianteiros sobem automaticamente.

REGULAR

Altura do solo
Tem chapa de aço vazada para proteção de toda a zona inferior do motor. Com somente condutor, passa bem sobre estrada de terra com imperfeições, quebra-molas etc. Com 400 kg de carga útil ocorreram leves raspadas na chapa protetora do cárter e câmbio e na zona central do chassi.

Nível interno de ruídos
O efeito aerodinâmico é notório em velocidades mais altas e no habitáculo surgem pequenos ruídos quando
sobre pisos irregulares.

RUIM

Acabamento da carroceria
A qualidade final da pintura é razoável e as quatro portas têm montagem aceitável. A tampa traseira está descentralizada e o capô desnivelado em relação às extremidades das colunas A (dianteiras). Mereciam outra solução os arrebites com cabeça deformada e tinta descascando, que fixam o prolongamento inferior do pára-choque traseiro e as extremidades dos recobrimentos plásticos das soleiras, que têm ainda fita adesiva aparente na união central com a com a carroceria.

EXTRA

Volume do porta-malas
O declarado pela fábrica é de 260 litros, o mesmo encontrado na medição do caderno de Veículos.

Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação