Publicidade

Estado de Minas

De olho nele - Avaliação técnica

Renault Logan 1.0 passa por avaliações e revela seus pontos positivos e negativos


postado em 03/08/2007 16:07

Painel com desenho simples é recuado, obrigando motorista a se curvar para ter acesso aos comandos(foto: Fotos: Marlos Ney Vidal/EM)
Painel com desenho simples é recuado, obrigando motorista a se curvar para ter acesso aos comandos (foto: Fotos: Marlos Ney Vidal/EM)
BOM

Vão do motor
O acesso à manutenção, em geral, é bom. A sistematização dos vários componentes é racional e os itens de verificação constante têm fácil identificação. O resultado da insonorização em relação ao habitáculo é aceitável para a proposta do automóvel.

Altura do solo
Com carga útil de cinco pessoas e bagagem (400kg) não ocorreram interferências com o solo e, por prevenção, tem chapa em aço integral para toda a zona inferior do motor.

Climatização
É por comando manual. Os quatro difusores de ar frontais do painel têm formato circular e as aletas de orientação do fluxo de ar giram 360 graus. Apresentou bom funcionamento, com tempo satisfatório para climatizar todo o habitáculo e está bem vedado. A quarta velocidade da caixa de ar é um pouco rumorosa.

Freios
Apresentaram bom comportamento dinâmico na cidade e na estrada. O pedal de freio tem boa sensibilidade e o sistema apresentou reações equilibradas, inclusive em frenagem de emergência sobre piso seco. Não tem a opção de ABS e o freio de estacionamento atuou normal.

Suspensão
A calibragem dos componentes das suspensões está muito bem definida, proporcionando notável conforto de marcha, com estabilidade muito boa para um sedã.

Direção
A coluna de direção é fixa, mas está bem posicionada em altura. A precisão na reta e em curvas é boa, assim como suas reações. O efeito retorno tem velocidade aceitável e o diâmetro de giro satisfaz em manobras de estacionamento. O conjunto tem baixa rumorosidade quando em curvas sobre calçamento e estradas de terra.

Iluminação
O grupo óptico dianteiro tem construção com parábola simples e eficiência normal no baixo e no alto, além de não contar com auxílio de faróis de neblina. O quadro de instrumentos tem fácil identificação noturna e luz de cortesia somente no porta-malas. Na zona anterior do teto tem lanterna bipartida.

Volume do porta-malas
Motor é um dos pontos fracos do Renault e o espaçoso porta-malas é atrativo do modelo
Motor é um dos pontos fracos do Renault e o espaçoso porta-malas é atrativo do modelo
O volume declarado pela montadora é de 510 litros, o mesmo confirmado pelo caderno Veículos.

Alarme
Tem chave de ignição codificada.

REGULAR

Câmbio
Para melhorar um pouco a dinâmica desse veículo, com essa motorização, deveria ter uma relação de diferencial mais curta e as de marchas com escalonamento mais próximo, com mínima perda na rotação do motor, mesmo perdendo em velocidade máxima e acréscimo no ruído de funcionamento do mesmo. As trocas de marchas são constantes e numa topografia irregular, com vários tipos de aclive, deixa a desejar a eficiência das relações de marchas/diferencial. A qualidade de engate é boa e a embreagem suportou uma série de arrancadas seqüenciais sobre piso inclinado, com carga máxima, mas a unidade testada apresentou aspereza de funcionamento do mecanismo.

Vedação
Boa contra água e poeira.

Nível interno de ruídos
O efeito aerodinâmico é alto e notório já a 100km/h e incomoda muito em velocidades mais altas. Os ruídos no habitáculo surgem quando se trafega sobre piso irregular.

Limpador de pára-brisa
Ao esguichar água no pára-brisa, por meio de quatro jatos de boa vazão, o sistema não entra automaticamente em funcionamento. A área de varredura é razoável e as palhetas têm boa qualidade. O reservatório de água instalado no vão do motor tem fácil acesso.

RUIM

Acabamento da carroceria
A qualidade final da pintura não é boa devido a alguns pontos com impurezas. O capô e a tampa do porta-malas estão descentralizados. A porta dianteira direita está desnivelada e as outras têm montagem aceitável. A concordância da lanterna traseira direita com a lateral da carroceria deixa maior folga em relação ao outro lado.

Motor
A performance é bem limitada e, em algumas situações de topografia, com carga máxima no veículo e o ar-condicionado ligado, é ruim o seu rendimento. As retomadas de velocidade e aceleração são bem discretas em função do peso de 1.025kg e da caixa de marchas homologada. O sistema flex funcionou bem. O torque máximo em alta rotação (4.350rpm) também prejudica a dirigibilidade no uso misto.

Estepe/macaco
O estepe, que fica dentro do porta-malas, tem a roda e o pneu iguais aos de uso. As calotas integrais são de encaixe e para fixá-las é preciso pressionar fortemente. E para removê-las, para se ter acesso aos parafusos de roda, não tem no kit ferramenta específica, o que impede a operação de troca que seria normal.

Ferramentas
Não tem.

Volume do porta-malas
O volume declarado pela montadora é de 510 litros, o mesmo confirmado pelo caderno Veículos.

Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade