Publicidade

Estado de Minas

Um show de tecnologia - Avaliação técnica

Saiba como o jipão se saiu nos testes


postado em 19/03/2008 12:17

Análise feita pela fisioterapeuta Danielle Pongellupe(foto: Arte de Henrique Lima/Uai sobre Arte/EM)
Análise feita pela fisioterapeuta Danielle Pongellupe (foto: Arte de Henrique Lima/Uai sobre Arte/EM)
BOM

Altura do solo
A suspensão pneumática tem três opções de altura livre do solo. Com a suspensão elevada, para situações especiais na condução off-road, o veículo tem eficientes ângulos de ataque e saída (ambos com 33°), boa inclinação lateral máxima (35°) e bom ângulo ventral máximo (27°). A altura máxima para travessia de água é de 580 mm, no nível extra-alto. Existe chapa integral plástica de boa espessura, para a proteção de toda a parte inferior do motopropulsor. No fora-de-estrada leve ou médio não ocorreram interferências com o solo.

Climatização
O sistema é completo e muito eficiente, com quatro zonas. Existe a opção de temperatura diferenciada, para condutor e passageiro, assim como a velocidade do fluxo de ar (climatizado/quente). Para os passageiros de trás, há dois difusores de ar no final do console central, além de dois embutidos nas colunas B. Apresentou ótimo funcionamento, em geral. O sistema está bem vedado e tem nível baixo de ruídos, mesmo na velocidade máxima.

Freios
Estão muito bem dimensionados e calibrados para o peso do automóvel e rendimento do motor. O pedal de freio tem boa sensibilidade e reações balanceadas nos dois eixos. O sistema ABS atuou com precisão. Numa condução bem esportiva, não ocorreu superaquecimento.

Câmbio
As relações de marchas atendem bem o uso cidade/estrada; as trocas são suaves, sem trancos; e a sensibilidade em kick-down é boa. Sistema tem seleção manual do bloqueio de diferencial central e traseiro, com comando giratório do console central. O quadro de instrumentos tem display informando a marcha e a opção selecionada. Dispõe da opção do modo esportivo de condução.

Motor
O funcionamento e a performance são brilhantes, levando em conta o peso do veículo. Sua aceleração e retomadas de velocidade são notáveis, além de ser muito silencioso e elástico. A dirigibilidade é muito prazerosa no uso misto e, quando o veículo está carregado (com carga útil de 400 kg) e ar-condicionado ligado, a perda de rendimento é desprezível.

Vedação
Boa contra água e poeira.
Suspensão pneumática permite variar, de modo manual ou automático, altura do solo de 160 mm a 300 mm, facilitando a rodagem no asfalto ou no fora-de-estrada(foto: Marlos Ney Vidal/EM - 11/3/08)
Suspensão pneumática permite variar, de modo manual ou automático, altura do solo de 160 mm a 300 mm, facilitando a rodagem no asfalto ou no fora-de-estrada (foto: Marlos Ney Vidal/EM - 11/3/08)

Suspensão
Para um utilitário-esportivo, o comportamento dinâmico é excelente e merece destaque pela alta precisão no contorno de curvas de raios variados, com inclinação moderada da carroceria. As suspensões com sistema pneumático estão muito bem dimensionadas e calibradas, proporcionando boa dirigibilidade e ótimo conforto de marcha, quando na opção de regulagem no modo confort e com altura das suspensões para uso normal.

Direção
As cargas definidas pelo sistema assistido favorecem bastante a dirigibilidade na cidade, com boa leveza e baixo esforço, sendo segura e firme em alta velocidade. As reações são uniformes. O sistema tem boa sensibilidade. A precisão na reta e em curvas é muito boa. A velocidade do efeito retorno é aceitável.

Iluminação
Existem luzes de cortesia em todos os locais úteis e funcionais. A iluminação na zona do teto é também eficiente e bem distribuída. Os faróis auxiliares de neblina estão embutidos no pára-choque. O grupo óptico dianteiro (com duplo xenônio) tem regulagem automática de altura e apresentou excelente eficiência, no baixo e no alto, e contando ainda com esguichos para lavar as lentes. Existe sistema direcional, que ajuda o motorista em manobras e curvas de raio curto, e sensor crepuscular.

Limpador de pára-brisa
O sistema tem sensor de chuva. As áreas de varredura do pára-brisa e do vidro traseiro são muito boas, assim como a qualidade dos esguichos e das palhetas. O acesso para reposição de água no reservatório, no vão do motor, é fácil.

Ferramentas
Dispõe de chave de fenda, combinada com Philips; uma chave de boca (10x13 mm); e uma chave tipo canhão (de seis), acoplado a uma chave halen.

Alarme
Tem chave de ignição com imobilizador do motor, proteção volumétrica dentro do habitáculo e perimétrica das partes móveis. O sistema antiesmagamento funcionou bem e os vidros só sobem automaticamente, ao dar comando para travar as portas, se o motorista girar e segurar a chave na fechadura da porta.

REGULAR

Acabamento da carroceria
A qualidade final da pintura é boa. As portas do lado direito estão desniveladas, a tampa traseira, descentralizada, e o capô, desalinhado na curvatura superior, em relação ao pára-lamas do lado direito.

Vão do motor
O motor V8 e seus componentes externos preenchem todo o vão, sendo bem limitado o acesso à manutenção. O leiaute é bem-feito, deixando o aspecto limpo e organizado, além de facilitar o acesso aos itens de verificação permanente, exceto ao reservatório do fluido de freio, que fica encoberto, dentro do vão do painel de fogo. O resultado do isolamento acústico, em relação ao habitáculo, é ótimo.

Nível interno de ruídos
O efeito aerodinâmico é contido, mesmo em altas velocidades. Mas são ouvidos leves ruídos no habitáculo, quando o veículo passa sobre piso de calçamento, asfalto ruim e terra.

RUIM

Estepe/macaco
O estepe, que tem o pneu especial do tipo inflável e a roda bem diferentes dos de uso, está acondicionado no porta-malas, no assoalho, encobrindo a bateria. O kit de troca tem compressor com mangueira e manômetro, para enchimento do pneu reserva, que só vazio cabe no compartimento. Para retirar a roda, existe uma porca auto-adaptadora antifurto. A operação de troca não é simples e o conjunto roda/pneu de uso não cabe no local específico, dentro do porta-malas. Imagine se o compartimento estiver lotado de bagagem...

EXTRA

Volume do porta-malas
O declarado pela fábrica é de 555 litros até a altura do encosto do banco traseiro, sendo que o encontrado, com o banco traseiro na posição normal e a cortina superior fechada, foi de 476 litros.

(*) Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade