Lama e pedra - Avaliação técnica da Strada Adventure Locker

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 17/09/2008 16:55 Caderno de Veículos /Estado de Minas
Marlos Ney Vidal/EM/D. A Press - 4/9/2008
BOM

Vão do motor
O acesso à manutenção é bom e a sistematização dos vários componentes, bem-feita, assim como a identificação dos itens de verificação constante. O resultado do isolamento acústico,em relação ao habitáculo, é muito bom.

Altura do solo
Não ocorreram interferências com o solo no percurso misto de provas. Existe chapa em aço vazado para proteger toda a parte inferior do conjunto motor/câmbio. Os ângulos de ataque e saída são bem aceitáveis para a proposta do veículo.

Climatização
Não tem opção de temperatura diferenciada para condutor e passageiro. A vazão de ar pelos quatro difusores frontais do painel é muito boa. Apresentou bom funcionamento e está bem vedado.

Freios
Apresentaram bom comportamento dinâmico no uso geral (asfalto/terra e cidade/estrada) e o ABS tem boa calibragem. O pedal de freio tem boa relação e sensibilidade, sem ser imediato demais. O freio de estacionamento atuou de forma normal. Em frenagem de emergência simulada, em alta velocidade sobre asfalto e terra, não ocorreu alteração da trajetória, e o espaço percorrido até a imobilização foi coerente. Após uso severo, em longa descida sinuosa, não ocorreu perda de eficiência frenante por superaquecimento.

Iluminação
Novos faróis têm sensor crepuscular e são muito eficientes no baixo e no alto e contam com auxílio de faróis de neblina e de longo alcance, que estão embutidos no pára-choque, mas não têm proteção contra pedras. A regulagem de altura do facho em função da carga transportada é somente manual, feita por meio de chaveta atrás do corpo dos faróis, com fácil acesso dentro do vão do motor. Tem luz de cortesia no porta-luvas e, no teto, lanterna na parte da frente. O novo quadro de instrumentos tem fácil leitura, assim como a identificação das teclas do console central e interruptores elétricos instalados nos painéis de porta.

Estepe/Macaco
O estepe (roda em aço e pneu igual aos de uso)pode ser instalado dentro do habitáculo, atrás do banco do motorista, o que é pouco prático e irracional para essa versão com cabine estendida, pois ocupa muito espaço. Existe a opção de colocá-lo dentro da caçamba. O kit de troca inclui porca/soquete alto, com adaptador antifurto, para soltar o mecanismo que o fixa. A operação de troca é normal e o macaco e a chave de rodas estão acondicionados no assoalho, abaixo do assento do condutor.
Estribo em toda extensão lateral da picape - Estribo em toda extensão lateral da picape

Ferramentas
Tem uma chave de fenda combinada com Philips.

REGULAR

Acabamento da carroceria
A qualidade final da pintura é razoável. Vários parafusos que fixam as molduras plásticas que envolvemos pára-lamas e a cobertura plástica do arco superior do teto têm a cabeça tipo Phillips deformada e descascada. As portas estão desniveladas, mas o capô e a tampa da caçamba têm montagem aceitável.

Câmbio
A velocidade máxima estipulada de 20 km/h para o desacoplamento do sistema Locker, em situações de baixo atrito com o solo das rodas dianteiras, é um pouco limitada para algumas condições, como em trechos mais longos de baixo atrito em piso inclinado. Se o condutor não souber dosar a velocidade, terá de parar o veículo, gerando um momento de apreensão, e reiniciar o processo. Para tirar o carro da inércia, em situações de forte desnivelamento, o sistema Locker apresentou bom funcionamento. As relações de marchas/diferencial atendem o peso do veículo e o rendimento do motor. A qualidade de engate é boa em precisão e maciez, mas o curso da alavanca é longo.

Motor
A sua performance é boa, com retomadas de velocidade e aceleração satisfatórias, mas sem brilho esportivo. Rende um pouco melhor com apenas álcool, na qual também é áspero o seu funcionamento, que é minimizado pelo eficiente isolamento do vão do motor. O sistema flex funcionou bem, com boa partida a frio e a quente, marcha lenta uniforme e aceleração progressiva, com ambos os combustíveis ou misturados.

Suspensão
O conforto de marcha é razoável para uma picape leve. A estabilidade em geral é boa. Em velocidade mais alta, e com o veículo carregado, as suas reações são bem delicadas em manobras simuladas de forte desvio e com retorno imediato à faixa original. Em curvas de raio curto, e no limite da aderência lateral, a roda dianteira interna tende a levantar e patinar, devido à inclinação da carroceria, onde se perde velocidade e um pouco de precisão. Os novos pneus da série 70 de uso misto contribuem para melhor aderência na terra e piso de baixo atrito,mas os da versão antiga da série 80 eram melhores no conforto, além de serem menos ásperos.

Direção
O diâmetro de giro é bem limitado, em manobras de garagem e estacionamento. A velocidade do efeito-retorno é aceitável. O conjunto rodas/pneus do veículo avaliado estavam desbalanceados, o que incomoda no uso em estradas, além de provocar desgaste irregular da banda de rodagem. A precisão na reta e em curvas é satisfatória.

Limpador de pára-brisas
Ao esguichar seis jatos no pára-brisa, com boa vazão e pressão, as palhetas atuam automaticamente, varrendo uma área razoável. O sistema tem sensor de chuva. O reservatório de água tem bocal de enchimento com diâmetro limitado e está posicionado muito próximo da vareta que mantém o capô aberto.

Alarme
A chave de ignição é codificada com Fiat Code geração 2, e o veículo avaliado estava equipado com proteção volumétrica dentro do habitáculo e perimétrica nas partes móveis. Ao dar comando para travar as portas, pelo controle remoto (teclas e símbolos invertidos do usual) na própria chave de ignição, os vidros sobem automaticamente. O sistema antiesmagamento funcionou bem.

RUIM

Nível interno de ruídos
O efeito aerodinâmico, que se inicia a 100 km/h, é alto e crescente com a velocidade, além de incomodar bastante. Os ruídos no habitáculo surgem quando se trafega sobre piso de paralelepípedo, terra com costelas e asfalto mal conservado.

(*) Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan.

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação