Publicidade

Estado de Minas

Compacto em prova - Avaliação técnica do Polo GT 2.0 Flex


postado em 10/01/2009 18:35

Para enfatizar esportividade, rodas de liga leve com pneus de perfil baixo, aerofólio no teto e escapamento de saída dupla(foto: Fotos: Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press )
Para enfatizar esportividade, rodas de liga leve com pneus de perfil baixo, aerofólio no teto e escapamento de saída dupla (foto: Fotos: Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press )
BOM

Vão do motor
A insonorização do vão (interno do capô e painel de fogo) tem resultado satisfatório em relação ao habitáculo. O acesso à manutenção, em geral, é bom. A sistematização dos vários componentes é racional e os itens de verificação permanente têm fácil identificação e manuseio.

Climatização
O sistema é o Climatronic automático digital. Apresentou bom funcionamento, com eficiente vazão pelos difusores de ar do painel e rumorosidade satisfatória, mesmo na velocidade máxima. Está bem vedado. Não tem a opção de regulagem de temperatura diferenciada para condutor e passageiro, nem difusor de ar específico para os passageiros de trás.

Freios
Estão muito bem calibrados e dimensionados para a massa do veículo e rendimento do motor. O pedal de freio tem boa sensibilidade, ABS bem calibrado e o sistema tem reações balanceadas nos dois eixos. É boa a resistência térmica após uso severo em longa decida sinuosa.

Câmbio
As relações de marchas/diferencial estão bem definidas, com bom escalonamento, que dão dinâmica eficiente ao veículo no uso misto, mesmo carregado. A qualidade de engate é ótima em maciez, precisão, além do curso da alavanca e pega no pomo.

Motor
A sua performance agrada, mas a potência máxima é baixa para um GT com 2.0 litros (120 cv com álcool). As retomadas de velocidade e aceleração são boas e o sistema flex funcionou bem. A curva de torque é equivalente para álcool e gasolina. Tem um ganho de 5cv na potência máxima com álcool e a sua dirigibilidade é satisfatória no uso misto.

Vedação
Boa contra água e poeira.

Suspensão
O conforto de marcha é razoável, com nível aceitável das transferências das imperfeições do solo para dentro. A estabilidade é muito boa e os pneus homologados apresentaram boa aderência também sobre piso molhado.

Direção
A coluna de direção tem ajuste em altura e distância e o volante, boa pega. O diâmetro de giro em manobras de garagem é bom e o efeito retorno tem boa velocidade. O sistema tem assistência eletro-hidráulica, com cargas que proporcionam leveza e conforto no uso urbano, sendo firme, segura e com boa sensibilidade no uso esportivo em alta velocidade. Apresentou boa precisão na reta e em curvas e o conjunto tem reações homogêneas.

Limpador de para-brisa
Espaço do banco traseiro é reduzido e ainda falta encosto de cabeça central
Espaço do banco traseiro é reduzido e ainda falta encosto de cabeça central
Ao esguichar água no para-brisa do tipo spray em V, as palhetas atuam automaticamente, varrendo uma área satisfatória. No vidro traseiro, o esguicho é de baixo para cima, com um jato de vazão única, mas eficiente, sendo boa a área varrida. O reservatório de água instalado dentro do vão do motor tem fácil acesso e há tela protetora contra impurezas. O sistema conta com sensor de chuva.

Estepe/macaco
O estepe tem a roda em aço, mas o pneu é igual aos de uso. Está instalado no assoalho do porta-malas. A operação de troca é normal, mas é necessário retirar as tampas plásticas de acabamento que encobrem as cabeças dos parafusos com ferramenta específica.

Alarme
O sistema é completo. A chave de ignição é do tipo canivete, com transponder. Tem proteção perimétrica das partes móveis e volumétrica dentro do habitáculo contra invasão pela quebra dos vidros. Ao dar comando para travar as portas, os vidros sobem automaticamente, se continuar pressionando a tecla. O sistema antiesmagamento funcionou bem.

REGULAR

Acabamento da carroceria
A qualidade da pintura é razoável. As partes móveis têm boa montagem, menos a tampa traseira, que está descentralizada, e a porta traseira esquerda, desnivelada.

Altura do solo
Não tem chapa protetora em aço para o cárter e caixa de marchas e, mas, sim, chapa plástica de espessura e resistência limitada. Não ocorreram interferências com o solo.

Iluminação
Tem luz de cortesia no porta-malas, para-sóis e porta-luvas. O farol é eficiente no baixo e no alto (dupla parábola), mas não tem regulagem elétrica de altura em função da carga transportada. Tem faróis auxiliares de neblina embutidos no para-choque. No teto tem plafoniê junto ao retrovisor, com duplo spot fixo integrado, proporcionando resultado razoável em iluminação. O quadro de instrumentos e o console central têm boa identificação noturna.

RUIM

Nível de ruídos internos
O nível de ruídos no habitáculo é alto, principalmente no painel, deixando a desejar. O efeito aerodinâmico inicia-se a 100km/h e é crescente com a velocidade, causando incômodo.

EXTRA

Volume do porta-malas
O volume declarado pela fábrica é de 250 litros e o encontrado pela nossa medição foi o mesmo.

Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade