Publicidade

Estado de Minas

Peugeot 207 SW 1.6 Escapade - A última na fila do bisturi

Assim como os demias da linha, perua aventureira também melhorou suspensão, câmbio e isolamento acústico e passou pela mesma reestilização, para ficar com cara da europeia


postado em 16/02/2009 12:16

(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press - 04/02/2009 )
(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press - 04/02/2009 )
Para renovar a linha 206 fabricada no Brasil, que começava a sentir o peso dos anos, a Peugeot escolheu um caminho fácil e enganoso: fazer uma reestilização da frente, para deixá-la parecida com a linha 207 produzida na Europa, e promover pequenas mudanças (quase imperceptíveis) no resto da carroceria. Ou seja, o 207 é, na verdade, um 206 e meio. Por outro lado, a fábrica também realizou algumas melhorias importantes na suspensão, que ganhou em acerto que equilibra melhor a equação conforto/segurança; no câmbio, que agora tem comando por cabos; e no isolamento acústico do habitáculo, que ficou menos barulhento. A última a passar por esse processo foi a perua aventureira.

Converse sobre os carros que "parecem ser", mas que "não são" hoje (09/04), às 14h30 no videochat!



Estilo
As pesquisas, que serviram de base para o desenvolvimento da Escapade e que buscavam identificar o perfil do cliente potencial para o modelo, revelaram que a principal razão da compra é a aparência externa do veículo. Mas, como a faixa etária desse cliente foi muito ampla (entre 30 e 60 anos), os designers resolveram misturar componentes que agradassem aos "jovens" de todas as idades. O contraste fica evidente entre faróis e lanternas. Enquanto os faróis ganharam máscaras negras que não chamam tanto a atenção, as lanternas têm lentes brancas que lembram aquelas usadas nos carros tunados.

Veja mais fotos do Peugeot 207 SW 1.6 Escapade!
Na traseira, a grande novidade são as lanternas brancas, que parecem com as de um carro tunado(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press - 04/02/2009 )
Na traseira, a grande novidade são as lanternas brancas, que parecem com as de um carro tunado (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press - 04/02/2009 )

Diferente
Mas, como o perfil revelou que esse cliente também tem espírito aventureiro e gosta de dar umas "escapadinhas" para fora da cidade, eles mantiveram a maior altura do solo (de 25 mm, em relação à perua normal) e todos os acabamentos diferenciados na carroceria: barra de impacto frontal integrada; elementos de plástico cinza integrados aos para-choques dianteiros e traseiros; saias laterais em aplique preto, que se iniciam no para-choque dianteiro, contornam para-lamas mais salientes e alongam-se pela lateral até o para-choque traseiro; faróis de neblina com molduras cinza; e (é claro) os enormes adesivos nas laterais com o nome da versão.

Por dentro
O interior é todo em preto, com detalhes em plástico cinza imitando metal nas molduras das saídas de ar e dos controles dos retrovisores, nas maçanetas internas e pomo de alavanca de marchas. Os bancos têm forração com tecido de toque agradável. Os da frente têm a palavra Escapade bordada no alto e abas que prendem bem os corpos de motorista e passageiro. O painel tem instrumentos de fundo branco, números grandes e iluminação vermelha, que facilitam a visualização tanto de dia quanto à noite. Os controles dos vidros, trava e retrovisores continuam mal posicionados: no console, atrás da alavanca de marchas.

Leia mais:
Melhor custo/benefício - Peruas atrevidas

Espaço
O 207 Escapade oferece conforto razoável apenas para quatro adultos, pois quem senta no meio do banco traseiro tem que viajar de perna aberta, devido ao túnel central e ao prolongamento do console, e não tem apoio de cabeça nem cinto de três pontos. Banco e coluna de direção têm regulagem em altura, que ajudam a encontrar uma boa posição de dirigir. O porta-malas tem capacidade compatível com uma perua compacta, rede para pequenos objetos e gancho para fixação de carga. Retrovisores de bom tamanho e ampla área envidraçada proporcionam boa visibilidade em todas as direções.

207 Escapade X Palio Adventure Locker


Versão Preço (R$)
207 Escapade básico 46.100
207 Escapade completo 48.890
Palio Adventure Locker básico 52.568

Teste - Palio Adventure Locker - Desbloqueando o caminho

Dirigindo
O motor 1.6 tem fôlego de sobra para um bom desempenho tanto no asfalto quanto na terra. Mas, como tem 16 válvulas, é preciso manter o giro acima das 3.000 rpm, pois abaixo disso o propulsor demora um pouco para acordar. Em uma viagem de 50 quilômetros por uma estrada de terra castigada por chuvas, com cinco adultos, a Escapade mostrou muita desenvoltura, mesmo com o ar ligado, tanto em termos de propulsor como de suspensão. Os pneus de uso misto (30% terra e 70% asfalto) também ajudam. O câmbio tem engates precisos e relações de marchas bem escalonadas.

Veja a avaliação técnica, os equipamentos de série, os opcionais e a ficha técnica do Peugeot 207 SW no Veja Também, no canto superior direito desta página.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade