Nissan X-Trail 2.0 16V - Quadrado redondo

Versão topo de linha do Nissan X-Trail tem tração 4x4 com acionamento eletrônico e transpõe facilmente os caminhos ruins pelos bons ângulos de ataque e saída

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 21/03/2009 23:00 Paulo Eduardo /Estado de Minas
X-Trail encara travessia de riachos com tração 4x4 acionada - Fotos: Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press - 5/3/09 X-Trail encara travessia de riachos com tração 4x4 acionada
O X-Trail pode causar estranheza pelas linhas quadradas da carroceria, mas o conjunto é harmônico. O que mais impressiona no X-Trail é a calibragem da suspensão, muito mais para carro de passeio confortável do que para um utilitário. Quando passa sobre imperfeições, principalmente ondulações, o carro não transfere o incômodo para o habitáculo, preservando o bem-estar a bordo. Pode ser em piso de paralelepípedo, costelas em estradas de terra, entre outros, que este Nissan permanece impassível.

Veja mais fotos do Nissan X-Trail!

O acabamento do interior é bom, com o uso de plástico emborrachado no painel central. Nesta versão topo de linha, o revestimento dos bancos e painéis de portas é em couro. Os bancos traseiros dispõem de regulagem nos encostos e cada ocupante pode escolher o posicionamento ideal. Há porta-objetos espalhados em todo o habitáculo e quatro porta-copos refrigerados. No porta-malas enorme há compartimento com gaveta para colocar as tralhas. O teto solar é do tipo panorâmico com comando elétrico e de série na versão topo, que não tem opcional.



Se há espaço suficiente e com muito conforto para cinco ocupantes, com direito a equipamentos básicos de segurança (cintos de três pontos retráteis e apoios de cabeça) para todos, há muitos equipamentos de conveniência, como banco com regulagem elétrica, comandos no volante e até aquecimento nos bancos dianteiros. O sistema de tração é acionado por meio de comando giratório no console central junto à alavanca de marchas. Há opção de 4x2, 4x4 conforme a situação em que o sistema interpreta se há necessidade ou não de tração integral e 4x4 com bloqueio de diferencial central e distribuição proporcional entre os eixos dianteiro e traseiro. Os ângulos de ataque e saídas são muito bons e permitem ao X-Trail trafegar tranquilamente em caminhos ruins. Só não é possível encarar trilhas radicais pela falta da reduzida.

X-Trail X Concorrentes


Modelo Preço (R$)
Nissan X-Trail 2.0 SE 87.890
Nissan X-Trail 2.0 LE 99.990
Honda CR-V 2.0 automático 110.000
Toyota RAV-4 2.0 automático 115.000

Casamento
O motor 2.0 de quatro cilindros acoplado ao câmbio CVT (de infinitas relações de transmissão) proporciona desempenho muito bom em todas as situações. Não se pode compará-lo com o motor de seis cilindros, mas também não há do que se queixar. O câmbio CVT proporciona dirigibilidade excelente. Basta apertar o pedal do acelerador para que o motor trabalhe sempre nas faixas ideais de torque e potência. Para reduzir, é preciso tirar o pé do acelerador e em seguida pisar fundo. O resultado é ultrapassagem segura e firme. Além disso, não há trancos e tampouco ruídos nas trocas. Chamam atenção também os faróis de longo alcance (milha) localizados na base das barras longitudinais no teto.
Lanternas traseiras verticais compõem visual do utilitário-esportivo - Lanternas traseiras verticais compõem visual do utilitário-esportivo

O mais difícil neste utilitário é encontrar pontos negativos. Há problemas de ergonomia (ler análise na página), e falta importante regulagem de facho de farol. Outro senão é a visibilidade na lateral traseira. No mais, o quadradão é bastante redondo em tudo.

Veja a avaliação técnica, a lista de equipamentos de série, de opcionais e a ficha técnica do Nissan X-Trail no Veja Também, no canto superior direito desta página.

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação