Fiat Palio ELX 1.0 Attractive - As várias faces do hatch

Modelo compacto passa por mais uma alteração de estilo, ganhando a frente do Siena, que o deixa mais simpático. Novo motor não traz melhorias significativas no desempenho

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 06/05/2009 08:00 Enio Greco /Estado de Minas
Marlos Ney Vidal/EM/D. A Press - 19/4/09
A Fiat achou melhor mexer no time que está ganhando, no caso, seu líder de vendas, o hatch compacto Palio. Mais uma vez, o modelo passou por um face lift, para corrigir a última modificação de estilo, não tão bem-sucedida, feita em 2007. Agora, o Palio ganhou a frente do Siena, com faróis de duplo refletor e base abaulada, deixando o conjunto mais equilibrado. Além disso, o hatch passa a ser equipado com motor 1.0 mais potente, mas que na prática não trouxe melhorias significativas à sua performance.

Veja mais fotos de todas as gerações do Palio!

Estilo
Desde que foi lançado, em 1996, o hatch compacto da Fiat já passou por quatro reestilizações. A penúltima, em 2007, quando os faróis ganharam desenho menos expressivo, acabou por comprometer o visual do modelo. E, para complicar ainda mais, a montadora renovou o Siena com uma frente mais agradável, diferente da do Palio. Mas, depois de dois anos, a Fiat resolveu corrigir o erro e aplicou na linha 2010 do hatch a mesma frente do sedã, com faróis de duplo refletor e base abaulada, conferindo um aspecto mais moderno e equilibrado com a grade de fios cromados. Na traseira, a única modificação foram os detalhes cromados no interior das lanternas. E, para valorizar ainda mais o visual do compacto, faróis de neblina, terceira luz de freio e spoiler traseiro são itens de série.
Dianteira de todas as gerações do Palio: de baixo para cima, primeira geração até a geração quatro - Fiat/Divulgação Dianteira de todas as gerações do Palio: de baixo para cima, primeira geração até a geração quatro

Por dentro
As modificações internas não foram muitas. O quadro de instrumentos, agora com fundo preto, traz velocímetro, conta-giros, marcador gradual de temperatura da água, relógio digital, My Car Fiat, computador de bordo e indicação do nível de combustível digital, que poderia ser um pouco maior. O acabamento interno predomina o plástico, com tecido de boa qualidade nos bancos. Porém, ainda existem muitos ruídos internos, principalmente quando se trafega sobre pisos irregulares. O espaço interno é ideal para quatro pessoas e o porta-malas tem capacidade razoável. O banco do motorista tem ajuste de altura (opcional), mas não é dos mais confortáveis. Já o banco traseiro conta com três encostos de cabeça reguláveis, mas o cinto de segurança central é abdominal. O volante também pode ser ajustado em altura, ajudando o motorista a encontrar a melhor posição para dirigir.

Conforto
O Palio ELX com o pacote de equipamentos Attractive fica bem interessante, ganhando vários itens de conforto, como ar-condicionado, vidros elétricos, vidros escurecidos e trava elétrica das portas . O pacote de opcionais inclui ainda acabamento interno em veludo, retrovisores elétricos, rádio com CD Player/MP3/USB, airbag duplo, freios ABS e Bluetooth.

Conheça os problemas mecânicos mais comuns do Palio na série "Não compre no escuro"!

Performance
O modelo ganhou um novo motor Fire 1.0 flex, que, apesar de ter mais potência e torque, não trouxe ganhos significativos em termos de desempenho. Tem funcionamento áspero e só trabalha melhor em altas rotações. Ou seja, é preciso pisar fundo no acelerador para alcançar um rendimento melhor. A performance fica comprometida também devido ao escalonamento das marchas, que poderiam ser um pouco mais curtas. Na prática, o Palio ELX 1.0 exige trocas de marchas constantes, mas os engates do câmbio são macios e precisos. Se o carro estiver cheio e com ar-condicionado ligado, o motorista pode ter dificuldades para superar uma subida íngreme. Vazio, somente com duas pessoas, atende. O consumo não é dos mais animadores. O computador de bordo apontou na cidade médias de 7 km/l com álcool e 8,5 km/l com gasolina. Na estrada ficou em 11,9 km/l (a) e 14,5 km/l (g).

Durinho
A dirigibilidade do Palio é interessante, apesar de o desempenho não ser dos melhores. O carro é firme nas curvas e tem direção bem calibrada, facilitando as manobras na cidade e garantindo firmeza nas estradas. Mas as suspensões são ásperas, transferindo para o interior as imperfeições do solo, deixando o carro mais duro.

Veja a avaliação técnica, os equipamentos de série, os opcionais, o preço e a ficha técnica do Palio ELX 1.0 Attractive no Veja Também, no canto superior direito desta página.

Testes anteriores do Fiat Palio

. Palio ELX 1.4 Flex - Modelito da hora
. Palio 1.0 ELX flex x Fiesta 1.0 First flex - Duelo de prematuros
. Fiat Palio 1.4 X VW Gol 1.6 - Desconforto é pecado
. GM Corsa 1.4 X Fiat Palio 1.4 - Briga de compactos
. GM Corsa 1.8 SS x Fiat Palio 1.8 R - Maquiagem esportiva
. Teste: Palio 1.8R flex - O nervoso da família

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação