Nissan GT-R - Tanto faz na pista e na rua

Principal dilema da Nissan era deixar fera dócil no centro urbano e ao mesmo tempo sem limites na estrada. Porta-malas é pequeno e no banco traseiro, nem criança

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 06/06/2009 15:41 Boris Feldman /Estado de Minas
Fotos: Marlos Ney Vidal/EM/D. A Press - 19/5/09
Quando apresentou, em 2007, o novo GT-R, a Nissan explicou que era um automóvel para "qualquer um, em qualquer momento e em qualquer lugar".

Certíssimo. Seu estilo agressivo não deixa margem à dúvida de que se trata de um feroz esportivo. Mas eu me assustei ao acelerar a fera: olha que já dirigi Ferraris e Porsches "bravas", mas nada que acelere até 100 km/h em 3,5 segundos.

Veja mais fotos do Nissan GT-R!!

A gosto Até aí, não é muito complicado: basta colocar um motor potente (V6, dois turbos, 485 cv) numa carroceria de peso razoável (1.750 kg). O difícil é conciliar o desempenho de "supercar" com a docilidade e o conforto para ir fazer compras no supermercado. O que a Nissan fez com perfeição, pois usou inteligentemente a eletrônica para deixar o GT-R a gosto do freguês: comandos no painel regulam a firmeza da suspensão, os controles de tração, estabilidade e motor. Mude o botão de "Confort" para "Race" e você estará ao volante de um carro de competição. Que só leva, com conforto, duas pessoas. No banco traseiro, nem criança...



Mecânica
Anda muito. Mas para também, e como: freios a disco Brembo nas quatro rodas de 20", com enormes pinças de seis pistãos na frente, quatro atrás. Para melhor equilíbrio de peso, a caixa de marchas vai na traseira, junto ao diferencial. Para ajudar nessa distribuição, o carro tem partes em fibra de carbono, alumínio e chapas de aço especial. Tração nas quatro rodas e caixa de seis marchas do tipo "DSG" com embreagem dupla (como no Passat e Porsche). Assim como o câmbio, a suspensão é também o estado da arte: braços triangulares duplos na frente, multibraços na traseira.
Aerofólio traseiro condiz com o espírito esportivo do Nissan, equipado com rodas aro 20 e pneus de perfil muito baixo. Comandos na telinha mandaram computador de bordo para o museu.Motor V6 biturbo faz GT-R voar baixo. Entradas de ar realçam esportividade - Aerofólio traseiro condiz com o espírito esportivo do Nissan, equipado com rodas aro 20 e pneus de perfil muito baixo. Comandos na telinha mandaram computador de bordo para o museu.Motor V6 biturbo faz GT-R voar baixo. Entradas de ar realçam esportividade

Dispensável lembrar que ele tem tudo de segurança, desde dezenas de letrinhas nos freios, suspensão, direção e câmbio até os airbags, espalhados por todo o carro.

Painel
Quarenta e oito milhões de pessoas já tinham dirigido o GT-R antes mesmo de seu lançamento, em 2007: ele já era a atração do videogame Playstation (Gran Turismo) da Sony. E foi a própria Sony que desenvolveu seu display supermoderno no centro do painel: na telinha desfilam dezenas de funções eletronicamente. Tem pressão e temperatura de água e óleo, turbinas, força centrípeta, frenagem, aceleração, consumo e dezenas de outras. É só comandar que aparece na tela. Computador de bordo foi para o museu.

Chapéu
Tem-se que tirar o chapéu para os engenheiros da Nissan: conciliar um carro que chega aos 200 km/h em 10,9 segundos e passa dos 300 km/h de máxima com a extrema suavidade ao rodar maneiro no trânsito urbano é tarefa ingrata. E não se esqueceram do porta-malas: apesar de esportivo, cabe a bagagem de duas pessoas. Ou as compras do supermercado...

Mais rápido do mundo de série
Carros artesanais têm desempenho incrível, mas é coisa rara modelo produzido em larga escala deixar Ferrari e Porsche para trás e chegar a 100 km/h em 3,5 segundos

Tem carro esportivo que joga você contra o banco ao acelerar. É pouco para descrever a arrancada do GT-R: ele "prega" o motorista no encosto. E se você pisar para valer no freio, precisa do cinto de segurança para segurar motorista e passageiro. A estabilidade dispensa comentário: com a suspensão que tem, a distribuição de peso (53%/47%), tração nas quatro rodas e pneus especiais, ele anda grudado no asfalto. Único senão: a tração integral perturba nas manobras de estacionamento, "segurando" um pouco o carro.

GT-R - Clipe especial


Preço
O melhor da festa é seu preço. Como bom japonês, ele derruba seus concorrentes em desempenho, acabamento e conforto, mas custa menos que a metade que de Porsche GT ou uma Ferrari V-12. E cinco vezes menos que um Mercedes Mc Laren. Entre os super esportivos, a melhor relação custo/benefício do mundo.

O Nissan GT-R não é importado oficialmente para o Brasil, mas lojas independentes e algumas concessionárias Nissan (como a Misaki, de Belo Horizonte) vendem o modelo.

Ficha técnica
Características
Motor
Tipo Seis cilindros em V, 3.8 biturbo
Posição Dianteiro
Cilindrada (cm3) 3.799
Válvulas -
Diâmetro/Curso (mm) -
Taxa de compressão -
Potência (cv/rpm) 485 a 6.400
Torque (mkgf/rpm) 60 a 3.200
Combustível Gasolina
Suspensão
Dianteira Triângulos transversais duplos
Traseira Multibraços
Direção
De pinhão e cremalheira, com assistência eletrohidráulica
Freios
Dianteiros Discos ventilados, com ABS
Traseiros Discos ventilados, com ABS
Rodas/Pneus
255/40 R20 (dianteiro) e 285/35 R20 (traseiro)
Dimensões e Capacidades
Comprimento (m) 4,65
Largura (m) 1,90
Altura (m) 1,37
Entre-eixos (m) 2,78
Peso (kg) 1.750
Desempenho
0 a 100 km/h (s) 3,5
Velocidade máxima (km/h) 332
Fonte: Nissan

Veja mais fotos do Nissan GT-R!!

Veja outras atrações do Programa Vrum!

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação