VW Tiguan 2.0 TSI - Força e resistência

Utilitário importado da Alemanha surpreende pelo desempenho, comportamento dinâmico tecnologia e segurança. Diâmetro de giro é longo e porta-malas tem pouca capacidade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 27/07/2009 15:38 Paulo Eduardo /Estado de Minas
Bons ângulos de ataque e saída do Tiguan possibilitam estripulias no off-road - Fotos: Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press Bons ângulos de ataque e saída do Tiguan possibilitam estripulias no off-road
O nome intrigante do segundo utilitário produzido pela Volkswagen, o primeiro é o Touareg, tem explicação fácil. A primeira sílaba significa a força do tigre e a segunda, a resistência do réptil iguana. Utilitário usa a mesma arquitetura do Gol Plus, modelo mais alto do hatch. As linhas do Tiguan se assemelham às do Touareg, mas menos parrudas e agressivas.

Veja mais fotos do Tiguan 2.0 TSI!

Interior

Reina a harmonia e o requinte, com material emborrachado no painel e acabamento em couro (opcional). Prevalece também a sisudez no visual no melhor estilo germânico. Tecnologia está em alta, com controles de estabilidade, tração e airbags de todos os tipos, freios ABS. O banco traseiro tem ajuste longitudinal e desloca-se 16cm, aumentando espaço no porta-malas, que deveria ser maior, ou para os ocupantes. A tampa é muito pesada e exige força física para ser fechada. O encosto é reclinável e três adultos se acomodam bem, apesar do túnel central.

Integral

Lanternas traseiras com elementos em formato circular é característica da marca. - Lanternas traseiras com elementos em formato circular é característica da marca.
A transmissão é automática Tiptronic, de seis velocidades e a tração é permanente nas quatro rodas, com 90% da força no eixo dianteiro e o restante no traseiro. O sistema 4Motion distribui a força do motor conforme a necessidade do momento pelo diferencial central viscoso e, quando uma roda patina, a força é transferida para a outra. Assim, o torque pode ir totalmente para o eixo traseiro. Os ângulos de ataque e saída permitem estripulias moderadas no fora de estrada devido à ausência da reduzida.

Desempenho

O motor 2.0 turbo tem potência e força suficientes para acelerar e retomar velocidade rapidamente. Porém, para sair da inércia há ligeiro retardo e é preciso pressionar um pouco mais o acelerador. O Tiguan é pesado e pouco ágil, apesar de toda a força e potência do motor turbo. O comportamento dinâmico é de automóvel, com facilidade incrível para contornar curvas e excelente estabilidade direcional. O sistema de suspensão privilegia a estabilidade e é confortável, mas há transferência das imperfeições para o habitáculo.

Dirigindo

O motorista fica em posição privilegiada e encontra logo a melhor posição ao volante graças às diversas regulagens elétricas disponíveis no banco. A coluna de direção pode ser regulada em altura e distância. Porém, o diâmetro de giro longo obriga o motorista a manobrar mais em espaços curtos. A visibilidade é boa e os retrovisores estão bem dimensionados. Os comandos dos vidros ficam em excelente posição no painel de porta (ver ergonomia). Os freios são muito eficientes e param o utilitário em espaços curtos. Nas freadas de emergência, todas as luzes dos sinalizadores de direção (seta) começam a piscar para advertir o motorista do carro que está atrás. O consumo registrado no computador de bordo variou de 4km/l a 5,5km/l na cidade e de 8km/l a 10km/l na estrada.



Leia mais sobre o Tiguan no "Veja Também", à direita da tela

Conheça em detalhes o Tiguan no Vrum na TV

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação