Avaliação técnica do Tiguan 2.0 TSI

Modelo passa por testes com carga máxima, de ergonomia e enfrenta concorrentes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 27/07/2009 15:41 Caderno de Veículos /Estado de Minas
Com o motor 2.0 turbo, Tiguan tem bom no asfalto e na estrada - Fotos: Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press Com o motor 2.0 turbo, Tiguan tem bom no asfalto e na estrada
Bom

Vão do motor

O capô, que é pesado, é sustentado quando aberto por vareta. O acesso à manutenção em geral é razoável. O resultado da insonorização do vão é muito boa em relação ao habitáculo. Os itens de verificação permanente têm fácil identificação e acesso, sendo mais limitado ao reservatório de fluido de freio.

Altura do solo

Não foram relevadas interferências com o solo no nosso percurso misto de provas. Passa bem sobre trilhas usuais, onde os ângulos de ataque e saída são aceitáveis. Toda a parte inferior do motopropulsor e agregado da suspensão dianteira têm proteção por chapa integral de aço.

Freios

O freio de estacionamento tem acionamento elétrico. Estão muito bem dimensionados e calibrados com ABS eficiente. O pedal de freio tem boa sensibilidade e as reações dos sistemas são equilibradas nos dois eixos. Apresentaram uma ótima desaceleração pelo espaço percorrido até a imobilização e em frenagem simulada de emergência sobre piso misto manteve a trajetória. Não apresentaram perda de eficiência frenante depois de frenagens fortes na entrada de curvas sequenciais em longa descida sinuosa.

Câmbio

As relações de marchas têm ótimo escalonamento e, ajudada pelo turbo compressor e curva de torque do motor, proporciona uma excelente dinâmica ao automóvel. As trocas são suaves e as respostas em kick-down, imediatas. Tem opção de uso esporte e no quadro de instrumentos tem display informando o modo e marcha selecionado.

Motor

É brilhante a sua performance e a sua aceleração merece destaque pela cilindrada do motor e peso em ordem de marcha do veículo, com auxílio no turbo compressor. O turbo atua sem trancos e é bem progressivo e imediato. As retomadas de velocidade são excelentes independentemente da topografia e peso no veículo.

Vedação

Boa contra água e poeira.

Suspensão

Estepe de emergência é pouco apropriado para as condições brasileiras - Estepe de emergência é pouco apropriado para as condições brasileiras
Destaca-se pela notável estabilidade e precisão em curvas sobre piso de terra batida e asfalto liso. É ótimo o comportamento dinâmico. No limite da aderência lateral tem ótimo comportamento. Além do auxilio da tração permanente integral atua também o sistema eletrônico de estabilidade e tração. O conforto de marcha é razoável, sendo o nível das transferências das imperfeições do solo para dentro aceitáveis.

Iluminação

Há sensor crepuscular. Tem luz de cortesia na base inferior dos retrovisores externos, zona dos pés do condutor e passageiro, porta-luvas, porta-malas e para-sóis. No teto tem plafonier com duas lanternas/ spot fixos junto ao retrovisor, e duas lanternas nas laterais traseiras para os passageiros de trás. O farol bixenônio direcional com regulagem automática de altura e esguichos para lavar as lentes é opcional. Apresentaram ótima eficiência em iluminação no baixo e no alto, além de ter auxilio de faróis de neblina no para-choque.

Limpador do para-brisa

O sistema tem sensor de chuva. Os esguichos são do tipo spray em V, com boa abertura e vazão. As palhetas têm ótima qualidade e varrem uma área excelente. No vidro traseiro, o sistema é também eficiente. É fácil o acesso ao reservatório dágua instalado dentro do vão do motor.

Ferramentas

Tem chave de fenda combinada com Philips.

Alarme

O sistema é completo. A chave de ignição é do tipo canivete com transponder. Há proteção perimétrica das partes móveis contra abertura forçada das portas, capô e tampa traseira, e proteção volumétrica contra invasão da habitáculo através da quebra dos vidros.

Regular

Nível interno de ruído

Ao trafegar sobre piso de paralelepípedo, terra irregular e asfalto em má conservação surgem vários pequenos ruídos em todo o habitáculo. O efeito aerodinâmico é contido, mesmo em velocidade mais alta.

Direção

É confortável e leve no uso urbano, e firmeza com segurança em rodovias. Apresentou uma ótima precisão na reta e em curvas com reações homogêneas. O efeito retorno tem boa velocidade e o diâmetro de giro poderia ser mais curto para facilitar manobras de estacionamento. Há sistema de monitoramento da pressão dos pneus.

Estepe/macaco

O estepe está instalado dentro do porta-malas no fundo do assoalho. É do tipo especial para pequenos deslocamentos e com velocidade limitada a 80km/h. A roda/ pneu de uso danificada não cabe em altura no local específico, o que vai desnivelar o plano inferior do porta-malas, que se estiver lotado... Essa solução não é prática no Brasil, devido à baixa qualidade da manutenção em várias rodovias e ruas urbanas, além dos pneus de uso serem da série 50, que são muito vulneráveis a buracos. A operação de troca é normal, mas é necessário retirar as tampas plásticas de acabamento que encobrem a cabeça dos parafusos. Há porca autoadaptadora antifurto e são nas soleiras os pontos de sustentação do macaco.

Ruim

Acabamento da carroceria

A qualidade final da pintura não é boa, pois contém alguns pontos com impurezas. A porta dianteira esquerda está desnivelada, mas as outras têm montagem aceitável. O capô tem montagem satisfatória, mas a tampa traseira está descentralizada.

Extra

Volume do porta-malas

O declarado pela fábrica é de 360 litros, sendo o encontrado com o banco traseiro na posição normal e a tampa do bagajito fechada, 320 litros.

* Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação