Publicidade

Estado de Minas

Honda City 1.5 flex x Kia Cerato 1.6 - Duelo asiático

Sedãs têm público cativo em países emergentes e os dois modelos que vêm a Ásia conquistam pelo tipo de carroceria, com espaço interno e porta-malas para família


postado em 11/11/2009 14:04

O Honda City fabricado no Brasil e de origem japonesa enfrenta o importado coreano Cerato. Os sedãs de estilos semelhantes se caracterizam pela capacidade do porta-malas. Já o espaço interno é maior no Cerato, que tem motor mais potente, mas o do City é flex. O Kia tem garantia de cinco anos. O City carrega o estigma da confiabilidade e qualidade de construção Honda, mas não precisava custar tão caro no Brasil. O preço é ponto negativo. Leia o teste e saiba por que o Kia vence o combate.

Espaço interno
Os dois modelos têm bom espaço para as pernas nos bancos dianteiros e traseiro. Porém, o Cerato leva vantagem por ser mais largo, o que acomoda melhor três ocupantes no banco traseiro. O City é mais estreito e apenas dois passageiros desfrutam de conforto atrás.
City 3 Cerato 4

Porta-malas
Empate técnico. O City leva vantagem de apenas cinco litros, o que é insignificante pelas dimensões. Apesar de levar muita bagagem, a abertura pequena, característica de sedã limita a colocação de objetos maiores.
City 4 Cerato 4

Câmbio
Ambos têm engates precisos, macios e muito bem definidos, o que torna mais prazeroso o ato de dirigir. As relações de transmissão estão adequadas nos dois carros, apesar de o City ter ligeira queda de rotação entre a primeira e segunda marchas, o que não compromete.
City 4 Cerato 4

Suspensão
Tanto Cerato quanto City transferem com intensidade as imperfeições do solo para o habitáculo, penalizando o conforto dos ocupantes do banco traseiro, principalmente com carga máxima. Pneus de perfil baixo sacrificam muito o conforto em pisos irregulares, como na maioria das ruas e estradas brasileiras.
City 2 Cerato 2

Motor/desempenho
Se o City leva vantagem por ser flex, o propulsor do Cerato tem mais potência e torque, o que significa melhor desempenho. Nem Honda nem Kia divulgam dados de desempenho. Mas ambos têm boa performance em todas as situações, com vantagem perceptível para o Cerato.
City 3 Cerato 4

Estilo
Quesito é subjetivo e ambos agradam bastante. Se o Cerato é inspirado no City, a cópia ficou melhor do que o original pelas linhas mais limpas e rejuvenescidas.
City 3 Cerato 4

Veja mais fotos do Honda City e do Kia Cerato!

Ergonomia
Não é o ponto forte dos dois modelos, com problemas em volante e bancos. Mas nada que desabone os carros e que não sejam encontrados em outros.
City 2 Cerato 2

Conforto/tecnologia
Há muitos itens de conforto e conveniência em ambos, como entrada USB, MP3, computador de bordo, ar-condicionado eletrônico. Mas o Cerato não tem regulagem de distância do volante.
City 4 Cerato 3

Consumo
Apesar de os fabricantes não declararem consumo oficial, é possível perceber que os motores não são beberrões. Maior ou menor consumo depende muito da maneira de dirigir e da topografia. Subidas íngremes, como Belo Horizonte, implicam maior gasto de combustível por exigir sempre marchas fortes, primeira e segunda.
City 3 Cerato 3

Acabamento
Muito bom nos dois modelos com encaixes e arremates benfeitos. Não há rebarbas de plástico e a montagem dos componentes é boa.
City 4 Cerato 4

Segurança
Melhor para o Honda, que tem apoios de cabeça e cintos de três pontos retráteis para todos os ocupantes. ABS e airbags frontais são de série em ambos. O coreano não tem nem cinto de três pontos nem apoio de cabeça central no banco traseiro.
City 4 Cerato 3

Resultado


City 36 Cerato 37

1 – ruim; 2 – regular; 3 – bom; 4
– muito bom; 5 – ótimo

Saiba o que cada um dos sedãs médios têm de melhor e de pior em avaliação e conteúdo!

Leia o teste completo do Honda City EXL 1.5 16V.

Leia o teste completo do Kia Cerato 1.6 16V.





Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade