Publicidade

Estado de Minas

Fiat Linea LX 1.9 16V Flex Dualogic - Uma entrada mais apetitosa

A versão acessível do sedã médio não é mais vendida, mas demarca território com um bom preço e argumentos de vendas como o bom pacote de equipamentos


postado em 26/06/2010 10:38

(foto: Fotos: Julio Cabral/Vrum/D.A. Press)
(foto: Fotos: Julio Cabral/Vrum/D.A. Press)
Por ocasião do lançamento do Linea, em 2008, a Fiat deixou claro que lutaria de igual para igual no segmento dos sedãs médios, dominado pelas marcas japonesas Honda e Toyota. Para tal, tratou de equipar o novo produto com uma série de equipamentos de segurança, aparência e conveniência, além de uma garantia de 3 anos e um pacote de benefícios para os compradores. Itens que não permitiram uma etiqueta de preço inferior a R$ 60 mil, alinhando assim o Linea em uma faixa superior do segmento. O tempo passou e a marca italiana decidiu reformar o posicionamento da gama em agosto do ano passado para obter melhores patamares de vendas, com as novas denominações das versões LX e HLX, que aproximou também da nomenclatura utilizada pela Fiat então.

Com um preço inicial de R$ 57.350, a configuração acena sedutoramente para os que buscam um médio acessível. Mas, para se obter este desconto, o carro também abre mão de alguns equipamentos de série, como rodas de liga leve e freios ABS, além de contar com um novo ajuste do motor 1.9 16V Flex, que passa a render 127 cv de potência com ambos os combustíveis, contra 130/132 cv do HLX (gasolina/álcool), sem alterações no torque, que permanece de 18,1/18,6 kgfm.

Veja mais fotos do Fiat Linea LX 1.9 16V!

Ao se instalar todos os equipamentos do carro testado, com um pacote de opcionais que inclui câmbio manual automatizado Dualogic, bancos em couro, freios ABS, sistema Blue&Me NAV (de viva-voz e navegador por GPS) e rodas de liga leve aro 15, o preço do Linea LX sobe a menos convidativos R$ 66.639. Um valor que ajuda a explicar a divisão das vendas das configurações de acabamento. A versão responde por 25%¨das vendas do sedã, divididos entre 15% do modelo com câmbio manual e 10% para o manual automatizado Dualogic. No mix, o HLX domina as vendas, com 40% da divisão, enquanto o top Absolute é responsável por 30%. Ao veloz T-Jet, ficam os 5% restantes. Em 2010, o Linea acumulou uma média de 951 carros/mês nos cinco primeiros meses deste ano.

Equipamentos e mercado
O conjunto de equipamentos do Linea é convincente. Estão lá itens como ar-condicionado (manual), direção hidráulica, duplo airbag frontal, volante multifuncional revestido em couro, coluna de direção ajustável em altura e profundidade, volante ajustável em altura, CD/MP3, computador de bordo, controle de cruzeiro, entre outros. Um pacote que o deixa par a par com outras versões de entrada do segmento.

Como comparação, o Citroën C4 Pallas GLX 2.0 16V parte de R$ 58.990, o Chevrolet Vectra Expression 2.0 de R$ 58.167, Ford Focus GL 1.6 16V Flex sai por R$ 52.600, o Renault Mégane Expression 1.6 16V custa R$ 54.800, os mexicanos Nissan Sentra 2.0 Flex e Volkswagen Bora 2.0 partem de R$ 54.990 e R$ 55.800, enquanto o Peugeot 307 Presence 1.6 16V Flex é a opção mais em conta com etiqueta inicial de R$ 51.700. Os líderes de mercado são mais caros. O Honda Civic LXS 1.8 16V custa R$ 68.160, enquanto o Toyota Corolla XLi 1.8 16V sai por R$ 60.980, valor ligeiramente superior aos R$ 60.280 da versão XLi 1.6 16V automática.

Lançado em setembro de 2008, o Linea ainda tem linhas modernas, que não são alteradas na versão LX
Lançado em setembro de 2008, o Linea ainda tem linhas modernas, que não são alteradas na versão LX


Um pouco mais caro que os concorrentes 1.6 16V, o Linea talvez seja beneficiado pelo uso da nova linha de motores E.torQ, que compreende uma opção mais em conta com essa litragem e um 1.8 16V que substituirá sem prejuízos o atual 1.9 16V. A nova linha estréia no final deste mês no Punto, mas não deve tardar para chegar ao Linea, uma versão mais ampla e revisada do compacto premium.

Leia a segunda parte da matéria

Clique aqui para ler a segunda parte da avaliação do Fiat Linea LX, com o Impressões ao dirigir e Ficha técnica.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade