Volkswagen Spacefox Sportline - Mais charme para a perua

Modelo passa por mesma reestilização feita no hatch e ganha aspecto mais moderno e esportivo. Motor 1.6 proporciona bom desempenho, mas câmbio I-Motion ainda complica

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 22/07/2010 19:38 Enio Greco /Estado de Minas
Fotos: Marlos Ney Vidal/EM/D.A. Press
A Volkswagen mexeu no Fox e, consequentemente, fez alterações na perua derivada do hatch. Com isso, a SpaceFox ganhou visual mais moderno, com destaque principalmente para os faróis e a grade dianteira, que formam um conjunto mais equilibrado. A traseira também foi modificada, recebendo lanternas com novo desenho. O modelo agrada pelo espaço interno, porta-malas com boa capacidade e motor com desempenho honesto. Os pontos negativos são o câmbio automatizado I-Motion, com os desagradáveis trancos nas mudanças de marchas, e as suspensões ásperas, que transferem as irregularidades do solo.

ESTILO A perua SpaceFox fazia aquele estilo meio apagado. Seu visual não era o ponto forte. A VW, então, resolveu mudar, acompanhando as mesmas linhas aplicadas no Fox. O resultado foi uma perua com aspecto mais jovem e robusto, transmitindo até uma discreta esportividade. As mudanças mais marcantes ocorreram nos faróis e na grade, seguindo tendência de Gol e Polo europeus. O farol agora tem desenho mais moderno, com duplo refletor e moldura interna que separa as lâmpadas. A grade superior ficou mais ampla e reta, com duas barras paralelas e fios cromados. Na parte inferior do para-choque, grade tipo colmeia e faróis de neblina estão embutidos em moldura preta. O capô tem vincos marcantes nas laterais, conferindo robustez. Nas laterais, frisos cromados e retrovisores com lanternas de direção embutidas, além de rach no teto. A traseira tem formas mais arredondadas e as lanternas ganharam novo desenho, sem elementos circulares, mas continuam invadindo a tampa do porta-malas, que tem na parte superior spoiler com a terceira luz de freio (brake light).



ESPAÇOSA Toda perua que se preze tem entre seus principais atributos o espaço interno. E a SpaceFox, apesar de ser derivada de um hatch compacto, não deixa a desejar nesse quesito. Na frente, motorista e passageiro vão bem acomodados e atrás o espaço é satisfatório para dois adultos e uma criança, apesar de o túnel no assoalho incomodar quem senta no meio. Ali faltam o terceiro apoio de cabeça e cinto de segurança de três pontos retrátil. O porta-malas tem boa capacidade de carga, que pode ser ampliada com o rebatimento do encosto (bipartido) do banco traseiro, que também pode ser movimentado longitudinalmente. A área envidraçada também é boa, favorecendo a visibilidade.

ACABAMENTO Faltou um pouco mais de capricho da Volkswagen no acabamento interno da perua, principalmente nos arremates e junções de peças e na escolha do plástico usado. Um carro que custa mais de R$ 60 mil merecia material emborrachado no painel. O que se vê ali é um plástico mais duro. Os bancos são revestidos em couro, com detalhes em tecido tipo tear, mas são mais duros, comprometendo o conforto. O painel é todo preto, com instrumentos de fácil visualização e iluminação azul, que cansa menos o motorista. Os comandos estão bem localizados.

DIRIGINDO O volante tem boa pega e conta com ajuste de altura e distância, além de comandos para o som e computador de bordo e aletas para passar marcha. A posição de dirigir do SpaceFox é elevada, também favorecendo a visibilidade. No trânsito, a perua vai bem graças ao eficiente motor 1.6 flex, que tem bom torque e garante desempenho satisfatório, apesar de ser ruidoso em altas rotações. A performance é boa tanto com álcool quanto com gasolina. O desempenho só não é melhor devido ao câmbio automatizado I-Motion, que evoluiu, mas ainda continua provocando trancos nas trocas de marchas, causando desconforto e irritação. É preciso dosar a aceleração para aliviar o incômodo. Se o motorista faz a opção pelas trocas manuais ou aciona a tecla S (mudanças de marchas em rotações mais elevadas), os trancos ficam bem mais suaves, quase desaparecem. Mas o câmbio ainda permite que o carro volte muito em arrancadas nas subidas e nas retomadas de velocidade o kick-down é lento. Ou seja, o câmbio exige atenção redobrada do motorista para tirar o melhor aproveitamento do motor e não passar por situação difícil no trânsito.

FIRME NAS CURVAS O computador de bordo da SpaceFox apontou um consumo de 6,2km/l com álcool e 8,5km/l com gasolina na cidade, sem ultrapassar os 60km/h. Já na estrada, com máxima de 110km/h, o consumo médio ficou em 9,5km/l com álcool e 11,5km/l com gasolina. Mas se o motorista ficar nervoso com o câmbio I-Motion e pisar fundo no acelerador para tornar a perua mais ágil, os números de consumo pioram significativamente. As suspensões do SpaceFox privilegiam a estabilidade, garantindo firmeza nas curvas, porém transferem muito as irregularidades do solo para dentro do carro, causando desconforto. A direção foi bem calibrada e tem bom diâmetro de giro, proporcionando facilidade em manobras. Os freios, com sistema ABS, funcionaram de forma eficiente.

NOTAS (0 A 10)
Desempenho 8
Espaço interno 9
Porta-malas 8
Suspensão/direção 8
Conforto/ergonomia 8
Itens de série/opcionais (custo/benefício) 9
Segurança 8
Estilo 8
Consumo 7
Tecnologia 8
Acabamento 7

Boa área envidraçada e retrovisores de tamanho adequado favorecem a visibilidade - Boa área envidraçada e retrovisores de tamanho adequado favorecem a visibilidade


Veja a galeria completa de fotos do Spacefox Sportline I-Motion!

Clique aqui e leia teste ponto a ponto do novo Volkswagen Spacefox Sportline I-Motion!.

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação