Publicidade

Estado de Minas

Nissan Tiida Sedan1.8 16V Flex - Opção equilibrada

O segmento de sedãs médios ganha concorrente de peso, que agrada pelo amplo espaço interno e eficiente conjunto mecânico. Mas não há airbag e ABS nem como opcionais


postado em 11/08/2010 17:33

(foto: Fotos: Marlos Ney Vidal/EM/D.A. Press)
(foto: Fotos: Marlos Ney Vidal/EM/D.A. Press)
A Nissan foi esperta em trazer do México para o Brasil o Tiida Sedan 1.8 16V flex. O modelo pode não ter o design como seu principal atrativo, mas a medida de entre-eixos de 2,60m o capacita a participar do concorrido segmento dos sedãs médios, com opções a partir de R$ 55 mil. Por R$ 10 mil a menos, leva-se para casa um carro com bom espaço interno, acabamento razoável e eficiente conjunto mecânico, que garante uma performance agradável. Porém, para ser competitivo, o Tiida Sedan não tem airbag e ABS nem como opcional, além de ter perdido alguns itens de conforto e conveniência. O porta-malas tem bom volume, mas o encosto do banco traseiro é fixo, impedindo o transporte de objetos maiores. Além disso, as alças de sustentação da tampa ainda tiram espaço. São os prós e contras desse sedã, que chega para abocanhar uma
fatia do mercado.



ESTILO Fazer um sedã a partir de um hatch é uma prática comum, mas nem sempre o resultado éagradável aos olhos. Se o projetista errar a mão, o carro pode parecer um remendo. No caso do Nissan Tiida Sedan a frente não forma um conjunto muito equilibrado com a traseira. A dianteira é a mesma do hatch, com faróis de formas triangulares invadindo os para-lamas e grade com moldura cromada e barras paralelas. O capô tem um vinco essaltado em U, conferindo aspecto mais arredondado. A parte inferior do para-choque tem uma grade preta, mas sem os faróis de neblina. As laterais são lisas, sem frisos e saliências, com retrovisores de bom tamanho e maçanetas na cor da carroceria. A traseira é curta e alta, com lanternas triangulares e para-choque liso. As linhas ali parecem não fluir naturalmente e as colunas traseiras muito largas comprometem a visibilidade. Outro detalhe negativo é a frente baixa, que raspa em saídas de rampas.

ESPAÇO Sedã geralmente é carro para família e por isso não pode falhar no quesito espaço, no qual o Tiida Sedan se sai bem. O carro acomoda com folga motorista e passageiros, mesmo os de estatura avantajada. O banco traseiro é um pouco baixo e o túnel central no assoalho atrapalha um pouco, mas mesmo assim sobra muito espaço para as pernas. As falhas ali são a ausência do terceiro apoio de cabeça e o cinto de segurança central abdominal.

POR DENTRO
A posição de dirigir não é das piores e poderia ser melhor se o banco do motorista tivesse regulagem de altura. O volante tem boa pega e ajuste de altura, mas faltou o de distância. O acabamento interno é razoável, com tecido aveludado revestindo os bancos. É de boa qualidade, mas se grudam pelos. O painel é em plástico que imita
material emborrachado, com boa aparência e encaixes benfeitos. Os comandos estão bem posicionados e os instrumentos do painel têm fundo
preto com números brancos, de fácil visualização. Um pequeno visor digital exibe as funções do computador de bordo, que é item de série.

As laterais são lisas, sem frisos, a traseira é curta e alta com lanternas triangulares
As laterais são lisas, sem frisos, a traseira é curta e alta com lanternas triangulares


PERFORMANCE
A Nissan traz o Tiida Sedan em uma única versão de acabamento, que peca por não ter airbag, ABS e alguns itens de conforto e conveniência nem como opcionais. Por outro lado, o modelo tem direção elétrica com assistência variável, que facilita manobras e garante segurança em velocidades mais elevadas. O motor 1.8 16V tem funcionamento suave, com bom torque em baixas rotações, garantindo respostas rápidas e retomadas eficientes. O câmbio manual de seis marchas contribui para a boa performance, graças às relações bem elaboradas e engates macios e precisos. É um conjunto mecânico que proporciona prazer ao dirigir.

Mesmo de quinta marcha, basta pisar no acelerador que o motor responde.
Na cidade, o computador de bordo apontou consumo médio de 6,2km/l com
etanol e 10km/l com gasolina. Na estrada, 9km/l (etanol) e 13,3km/l (gasolina). As suspensões garantem boa estabilidade ao sedã, porém transferem as irregularidades do solo para dentro, causando certo desconforto. Os freios, mesmo sem o ABS, funcionaram de forma eficiente.

Confira o ponto a ponto do Nissan Tiida Sedan>.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade