Renault Logan Expression 1.0 16V - Cabe até paciência

Visual melhorou com pequena plástica, mas grande atrativo do sedã continua sendo o espaço para pessoas e bagagens. Mas falta fôlego ao motor 1.0 para levar tanta coisa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 16/09/2010 16:22 Eduardo Aquino /Estado de Minas
Fotos: Marlos Ney Vidal/EM/D.A. Press
Acompanhe também o VRUM pelo Twitter

Como fruto de um projeto da romena Dacia, do Grupo Renault, o Logan, com linhas típicas de carros do Leste europeu, nunca foi sinônimo de beleza. Mas o sedã, que foi lançado no mercado brasileiro em 2007, não foi criado para ser bonito e, sim, para ser um carro barato, de grande volume, para ganhar uma boa fatia no crescente segmento dos sedãs compactos. Em troca de um design bonito, o comprador leva para casa um espaço digno de um carro médio, tanto para as pessoas quanto para as bagagens, mas com preço de um compacto básico. De qualquer forma, diante de linhas cada vez mais modernas dos concorrentes, a Renault resolveu tentar melhorar um pouco o visual do Logan, com uma pequena plástica na frente e na traseira, a mesma que foi feita no modelo europeu.

Veja a galeria de fotos do Renault Logan Expression 1.0 16V!

MAQUIAGEM O que mais se destaca nas mudanças são as barras cromadas que ficam em cima da grade dianteira e em cima da placa, na tampa traseira. Olhando com um pouco mais de atenção, pode-se perceber a nova grade frontal, agora com três barras horizontais na cor escura; os novos faróis, que ficaram maiores e continuam englobando as luzes de seta; os faróis de neblina com moldura preta; tomada de ar com novo formato; frisos laterais, retrovisores e maçanetas na cor da carroceria; novas lanternas traseiras; para-choques dianteiro e traseiro redesenhados, que aumentaram o comprimento em 4cm (4,29m); e nova tampa do porta-malas, com defletor integrado. O resultado quebrou um pouco o desequilíbrio estético e deu ar um pouco mais sóbrio (por que não dizer um pouco mais elegante) ao sedã, mas não consegue esconder o design ultrapassado.

No vídeo abaixo, veja a cobertura do Vrum no lançamento do novo Renault Logan



POR DENTRO O painel também mudou pouco e tem como principal novidade o quadro de instrumentos herdado do Sandero. Outra melhoria, que vem do primo, são as forrações internas das portas, com novas padronagens de tecido. Os puxadores também são novos e incorporam uma novidade importante: os comandos elétricos dos vidros dianteiros, que antes ficavam no painel central, um local ergonomicamente incorreto. A versão Expression, a manopla do câmbio, maçanetas internas e saídas de ar têm detalhes em plástico imitando alumínio. O nível do acabamento melhorou bastante. Em termos de conforto, a Renault comercializa um pacote para essa versão, com ar-condicionado e direção hidráulica, por R$ 4 mil.

FOLGADO Mas o grande barato do Logan é mesmo o espaço interno. Três adultos viajam com certo conforto no banco traseiro, podendo esticar as pernas sem incomodar quem está no banco da frente; e o porta-malas tem uma das maiores capacidades do mercado (510 litros), acomodando a bagagem de uma família de cinco em viagem de férias longas. O ponto negativo é que o encosto do banco traseiro não rebatível impede que se transportem objetos compridos, como uma escada, por exemplo. No quesito segurança, a versão Expression pode ter airbag duplo e freios ABS como opcionais, mas terceiro apoio de cabeça no banco traseiro e trava das portas a 6km/h poderiam ser itens de série.

NO LIMITE O motor 1.0 16V da Renault ainda é uma referência no segmento, mas está no limite para empurrar um carro que pesa mais de uma tonelada. Falta fôlego quando o motorista, e mais três passageiros adultos, se depara com uma subida mais íngreme ou com uma ultrapassagem (retomada de velocidade). É preciso desligar o ar-condicionado e ter muita paciência e prudência. E não se pode nem dizer que ele não anda, mas não bebe porque o computador de bordo registrou, na cidade e com gasolina, média de 8,2km/l. O câmbio tem engates precisos, embora não tão macios, e existe um buraco (queda de rotação) entre a primeira e a segunda marcha, contribuindo para piorar o desempenho em subidas e retomadas. A suspensão tem um bom compromisso entre conforto e estabilidade.

Na traseira, as mudanças se resumem às novas lanternas e para-choques - Na traseira, as mudanças se resumem às novas lanternas e para-choques


VEREDICTO Se você tem uma família grande, que gosta de viajar, mas não tem grana para comprar um médio, e não faz questão de um design mais moderno e arrojado, então seu carro é o Logan. Basta reparar na generosa medida de entre-eixos desse sedã (2,63m), para saber o amplo espaço interno que o carro oferece; e na altura da traseira, para ter a certeza de que todas as malas cabem com folga. Por outro lado, ao optar pela versão com motor 1.0, o motorista também vai ter que arranjar espaço para a paciência.

Clique aqui e leia ponto a ponto o teste do Renault Logan Expression 1.0 16V.

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação