Fiat Idea 1.6 16V Essence - Hora da inspeção

Confira os detalhes do novo Fiat Idea e veja como o monovolume se saiu nas avaliações

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 18/09/2010 20:08 Enio Greco /Estado de Minas
Fotos: Marlos Ney Vidal/EM/D.A. Press
AVALIAÇÃO TÉCNICA

Positivo

Climatização
É por comando manual. Não tem opção de difusor de ar específico para os passageiros de trás nem regulagem de temperatura diferenciada para condutor e passageiro. Apresentou bom funcionamento, com tempo satisfatório para dar a sensação de conforto no habitáculo, depois de deixar o veículo trancado ao sol por meia hora. A rumorosidade de funcionamento é razoável na velocidade máxima e está bem vedado.

Veja a galeria de fotos do Fiat Idea Essence 1.6 16V!

Freios
Apresentaram bom comportamento dinâmico no uso urbano e em rodovias. O pedal de freio tem boa sensibilidade e relação e o ABS, boa calibragem. O espaço percorrido até a imobilização foi coerente com a velocidade imprimida. Numa condução esportiva, a reação nos dois eixos permite frear forte na entrada das curvas sem alterar a trajetória imposta e afundamento exagerado do eixo dianteiro.

Motor
A performance no uso misto não apresenta a mesma dinâmica encontrada no Punto com a mesma motorização. Pesa 90kg a mais do que o Punto. As retomadas de velocidade e aceleração são aceitáveis e em algumas situações, no uso urbano e em rodovias, são lentas. Na estrada, o motor custa a encher nas retomadas de 4ª e 5ª marchas. É elástico e tem ruído baixo de funcionamento. A qualidade da dirigibilidade é satisfatória para uso familiar. Começa a ter um rendimento razoável a partir de 2.500rpm. A arquitetura do cabeçote com quatro válvulas por cilindro é bem sentida a baixo regime de rotação, pois o torque máximo é a 4.500rpm.

Vedação
Boa contra água e poeira.

Direção
As cargas do sistema assistido estão bem definidas para o uso urbano e em manobras, mas são um pouco leves em rodovias com o veículo em velocidade. A coluna de direção tem ajuste angular em altura e o volante, boa pega. O conjunto apresentou baixa rumorosidade em curvas sobre calçamento e estrada de terra. A velocidade do efeito/retorno e o diâmetro de giro em manobras satisfazem. A precisão na reta e em curvas é razoável, com reações uniformes e balanceadas em relação ao eixo traseiro.

Estepe/macaco
O estepe tem a roda em aço, mas o pneu é igual aos de uso. Está instalado dentro do porta-malas no assoalho. A operação de troca é normal e os pontos de apoio do macaco estão indicados nas soleiras.

Ferramentas
Tem chave de fenda conjugada com Philips.

Alarme
O sistema é completo, com chave de ignição codificada, proteção volumétrica contra invasão do habitáculo pela quebra dos vidros e proteção perimétrica das partes móveis contra abertura forçada. Ao dar comando por controle remoto inserido na chave de ignição para travar as portas os vidros sobem automaticamente, se continuar pressionando a tecla, e o sistema antiesmagamento atuou com precisão.

Regular

Vão do motor
O ângulo de abertura do capô é ótimo e a área livre do vão é pequena. A sistematização dos vários componentes é razoável e é fácil a identificação e manuseio (menos ao reservatório de fluido de freio) dos itens de verificação periódica. O condensador do ar-condicionado apresenta vários pontos com as aletas de ventilação amassadas, fato estranho para um automóvel novo com apenas 400 quilômetros rodados. O resultado do isolamento térmico termo acústico (capô e parte do painel de fogo) em relação ao habitáculo é satisfatório. O acesso à manutenção é bem limitado na zona posterior do motor e no sistema de freios (cilindro mestre, servo freio etc), pois o mesmo invade a cobertura do painel de fogo. O reservatório de gasolina para partida a frio tem capacidade de 1,28 litro, mas há luz de advertência no quadro de instrumentos indicando quando vazio. O bocal de enchimento tem diâmetro e posicionamento ruins e ao reabastecer deve-se ter cuidado com o refluxo de gasolina, devido ao posicionamento da mangueira (alto e plano) que conecta o gargalo com o reservatório.

Altura do solo
Toca com frequência a aba inferior do para-choque dianteiro e proteção inferior do motopropulsor ao trafegar sobre piso irregular normal de estrada de terra, transpor quebra-molas e em saídas de garagem com desnível.

Câmbio
Merecia um câmbio com escalonamento das marchas bem próximas e um diferencial bem definido para fazer bom par com o novo motor. As relações de marchas/diferencial proporcionam uma dirigibilidade razoável usual, sem brilho, deixando o novo e eficiente motor sem o rendimento esperado. As trocas são constantes numa topografia irregular como a de Belo Horizonte e em algumas rodovias. A qualidade de engate é boa, mas o curso da alavanca é longo.

Suspensão
O conforto de marcha merecia um melhor acerto para esta versão, pois são evidentes as transferências das imperfeições do solo para dentro (equipado com pneus da série 60). A estabilidade é boa numa condução normal e aceitável num uso mais esportivo. A inclinação da carroceria é acentuada em situação de manobra de forte desvio e retorno imediato à faixa original e numa utilização esportiva em curvas de raio curto e médio feitas no limite da aderência lateral.

Iluminação
Os novos faróis têm construção com duplo refletor e melhor eficiência que o anterior, mas não tem regulagem elétrica de altura em função da carga transportada. Tem auxílio de faróis de neblina embutidos no para-choque. O sistema tem sensor crepuscular e luzes de cortesia somente no porta-malas e porta-luvas. No teto, tem uma lanterna central e plafonier atrás, com a lanterna integrada com dois spots fixos. O quadro de instrumentos e console central têm boa identificação noturna.

Limpador do para-brisa
O sistema tem sensor de chuva. A área de varredura do para-brisa é razoável e os seis jatos dos esguichos satisfazem. No vidro traseiro, o esguicho é de cima para baixo, com boa vazão, e a palheta de boa qualidade varre boa área. É ruim o diâmetro e inclinação do bocal e posição da mangueira de acoplamento do terminal ao reservatório, que é alta e plana, ocorrendo refluxo de água.

Negativo

Acabamento da carroceria
A qualidade da pintura não é boa, por conter pontos com impurezas e imperfeições, mas a tonalidade da tinta é homogênea entre as partes de aço e plásticas. As quatro portas estão desniveladas entre si e a carroceria. As folgas fixas das quatro portas em relação à carroceria são diferentes entre os dois lados. O capô tem montagem aceitável, mas a tampa traseira está descentralizada.

Nível interno de ruídos
O efeito aerodinâmico inicia-se a 100km/h e é crescente com a velocidade. Sobre pisos irregulares surgem vários pequenos ruídos no habitáculo.

Volume do porta-malas
O declarado é de 380 litros e o encontrado foi de 340 litros, prejudicado pela caixa sub-woofer e o triângulo de segurança, com a tampa do bagagito fechada.

Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan

FICHA TÉCNICA

MOTOR
Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 16 válvulas, gasolina/etanol, 1.598cm³ de cilindrada, que desenvolve 115cv (g)/117cv (e) de potência a 5.500rpm e torques máximos de 16,2kgfm (g)/16,8kgfm (e) a 4.500rpm

TRANSMISSÃO
Tração dianteira, câmbio manual de cinco marchas

DIREÇÃO
Pinhão e cremalheira, com assistência hidráulica

FREIOS
Discos ventilados dianteiros e tambores traseiros, com ABS (opcional)

SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS
Dianteira, independente, McPherson, com braços oscilantes inferiores transversais e barra estabilizadora; traseira, semi-independente, com travessa de torção de seção aberta/roda de ligaleve/6 x 15 polegadas/195/60 R15

CAPACIDADES
Tanque, 48 litros; carga útil (passageiros e bagagem), 400 quilos; peso, 1.260kg

EQUIPAMENTOS
DE SÉRIE

Conforto/conveniência - Alertas de limite de velocidade e manutenção programada, banco do motorista com regulagem de altura, banco traseiro bipartido, chave canivete com telecomando para abertura e fechamento das portas e vidros, check luzes e portas, comando elétrico de abertura do porta-malas, comando interno de abertura da tampa do tanque de combustível, computador de bordo, console no teto com quatro porta-objetos e espelho suplementar, direção hidráulica, para-sóis com espelho, Fiat Code, Follow me home, iluminação no porta-malas, limpador e lavador dos vidros dianteiro e traseiro com intermitência, limpador traseiro com acionamento automático à ré, luzes de leitura dianteira e traseira com dimmer, My Car Fiat, predisposição para alarme e som, retrovisores externos com comando interno manual, rodas de aço estampado aro 15 polegadas, sistema de gerenciamento elétrico e eletrônico Venice Plus, travas elétricas com comando centralizado, vidros elétricos dianteiros com one touch e antiesmagamento, volante com regulagem de altura.

Aparência - Barras longitudinais no teto, calotas integrais, para-choques, maçanetas e frisos na cor da carroceria, grade frontal com acabamento cromado, lanternas traseiras com LEDs, retrovisores externos na cor da carroceria e com luzes indicadoras de direção, revestimento externo na coluna central das portas, spoiler na tampa traseira na cor do veículo e vidros verdes.

Segurança - Três apoios de cabeça traseiros rebaixados e com regulagem de altura, terceira luz de freio (brake light), cintos de segurança dianteiros de três pontos retráteis com regulagem de altura, desembaçador do vidro traseiro com temporizador, luz indicadora de portas abertas e trava automática das portas a 20km/h.

OPCIONAIS
Desembaçador com ar quente, faróis de neblina, air bag duplo, freios ABS, ar-condicionado, para-brisa degradê, rodas de liga leve aro 15 polegadas, bancos revestidos parcialmente em couro, rádio/CD Player com MP3, viva voz Bluetooth e entrada USB, retrovisores externos elétricos, sensores de chuva, crepuscular e de estacionamento, computador de bordo, side bags dianteiros, subwoofer, teto solar elétrico Skydome e vidros elétricos traseiros com one touch e antiesmagamento.

QUANTO CUSTA?
O novo Fiat Idea é vendido na versão Attractive 1.4 por R$ 43.590. A versão testada, Essence 1.6 16V, tem preços que vão de R$ 45.610 a R$ 66.467. Já o Idea Adventure Dualogic 1.8 16V tem preço a partir de R$ 59.010.

NOTAS (0 a 10)
Desempenho 7
Espaço interno 6
Porta-malas 8
Suspensão/direção 7
Conforto/ergonomia 7
Itens de série/opcionais (custo/benefício) 9
Segurança 8
Estilo 9
Consumo 8
Tecnologia 8
Acabamento 7

Quem vai no centro do banco trasiero conta com apoio de cabeça, mas a Fiat seesqueceu de oferecer também o cinto de três pontos - Quem vai no centro do banco trasiero conta com apoio de cabeça, mas a Fiat seesqueceu de oferecer também o cinto de três pontos

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação