Fiat Idea 1.8 Sporting - O traje cai bem

Novo motor melhora desempenho do monovolume compacto e funcionamento não agride os ouvidos. Consumo é menor em relação ao antecessor e correia dentada dá vez à corrente

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 08/11/2010 14:11 Paulo Eduardo /Estado de Minas
 Jair Amaral/EM/D.A Press
O badalado motor EtorQ, da Fiat, não faz do Idea um esportivo autêntico, mas vai além da conta do recado com bons valores de torques e potências. Quando se pisa no acelerador, a resposta é imediata com som suave e progressivo do motor 1.8 flex. Mas, quando se trata de consumo, a imprensa especializada tem sido impotente para desvendar o mistério da bebedeira. O Idea com o novo motor não é beberão, mas poderia frequentar menos o posto de combustíveis. Foi registrada média de 5,7km/l na cidade e entre 10km/l e 11km/l na estrada, com etanol.

Veja a galeria de fotos do Idea Sporting!

O Idea é o primeiro modelo nacional equipado com luzes de LEDs nas lanternas. Prato cheio para a Fiat, que se gaba do primeiro carro com motor transversal (147), primeiro airbag (Tipo nacional), entre outros artifícios de marketing. O Idea transcende a publicidade e convence não apenas pelo visual renovado e, sim, pelo novo coração. O motor 1.8 dá um banho no antigo em três quesitos básicos: usa corrente em vez da famigerada correia dentada; tem som agradável de funcionamento e é bastante elástico, além de consumir bem menos do que o antecessor de oito válvulas, que esbanja torque e deve potência.


Clique aqui e confira a avaliação técnica, ítens de série e opcionais

RELAÇÕES

As de transmissão do Idea não aproveitam tanto o motor. Na arrancada, a embreagem trepida se pisar menos e o carro vacila, e se passar da medida a tradicional cantada de pneus é inevitável. Relações mais adequadas tirariam mais proveito do excelente motor. O consumo com etanol não decepciona de todo, mas os 5,7km/l na cidade foram obtidos com ar-condicionado desligado e motorista e um passageiro. O peso do carro é sentido nas arrancadas e para andar rápido na estrada. Rotações elevadas são imperativo para conseguir desempenho coerente com o traje.

ESPAÇO

Os pneus largos e de perfil baixo contribuem para a boa estabilidade. O preço é o desconforto sobre superfícies irregulares, mais sentido pelos ocupantes do banco traseiro. O Idea tem largura suficiente para três adultos magros ou dois mais avantajados e uma criança no centro. Três apoios de cabeça de série, mas o cinto central deveria ser de três pontos. Continua o abdominal. Porta-malas tem boa capacidade de carga e aproveitamento vertical. Isso faz com que as bagagens sejam empilhadas.

EQUIPAMENTOS

A versão Sporting é equipada de série com ar-condicionado e há muitos itens de conforto, conveniência e de segurança. Os opcionais são poucos e o mais caro deles é o imenso teto solar, de pouca serventia em país ensolarado. E de manuseio chato e pouco prático é o botão do volume dos sistemas de som da Fiat. Fica praticamente enterrado no painel. Não se sabe o motivo nem tampouco por que a encrenca não merece a atenção dos especialistas em ergonomia do fabricante. O Idea evoluiu em design e motorização, mantendo suas boas características. A versão Sporting tem bom conteúdo e preço de carro médio.

Notas (0 a 10)
Desempenho 8
Espaço interno 7
Porta-malas 7
Suspensão/direção 7
Conforto/ergonomia 7
Itens de série/opcionais 8
Segurança 8
Estilo 8
Consumo 7
Tecnologia 8
Acabamento 7
Custo/benefício 8

Quanto custa?
O novo Fiat Idea Sporting 1.8 16V tem preço sugerido de R$ 54.280 e, com todos os opcionais, R$ 68.836.

Design esportivo do volante é coerente com visual externo -  Jair Amaral/EM/D.A Press Design esportivo do volante é coerente com visual externo

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação