Citroën C3 Picasso Exclusive 1.6 16V Flex - Longe do convencional

Monovolume compacto chama a atenção pelas linhas ousadas e assimétricas da carroceria. Desempenho convence, mas suspensão barulhenta e consumo desapontam. Leia o teste

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 16/06/2011 14:17 / atualizado em 16/06/2011 14:46 Paulo Eduardo /Estado de Minas

Fotos: Marlos Ney Vidal/EM/D.A PRESS

O que mais chama a atenção no C3 Picasso, monovolume do C3 hatch, são as formas assimétricas e proporcionais da carroceria. É o Aircross desprovido de fantasia aventureira. Dependendo do ângulo de visão, a lateral traseira se assemelha aos furgões antigos. Os faróis herdados do conceito C-Lounge nada têm a ver com a caretice da maioria. Uma peça que valoriza o conjunto e torna o carro atraente. A linha de cintura é alta e ligeiramente ascendente no sentido da traseira, que fica bem melhor e mais limpa sem o estepe fixado na tampa.

 

 

Confira a galeria completa de fotos do Citroën C3 Picasso Exclusive!

 

INTERIOR A visibilidade dianteira é muito boa, pois a coluna A dividida, com vidro entre os dois pilares, mata o ponto cego presente na maioria dos monovolumes. Há espaço suficiente para cinco ocupantes. O pecado no banco traseiro é o cinto abdominal para o passageiro central. Motoristas de todas as estaturas encontram facilmente a melhor posição de dirigir com regulagens da coluna de direção em altura e distância e de altura do banco. O senão é a ausência do apoio lombar para a coluna ficar posicionada corretamente. A maioria dos comandos está ao alcance das mãos, exceto a alavanca do freios de mão, que é muito baixa, exigindo inclinação do tronco para acioná-la.

Material do painel deveria ser melhor e volante tem base achatada - Material do painel deveria ser melhor e volante tem base achatada


PRATICIDADE São muitos os porta-trecos no habitáculo, como convém a um veículo com essa proposta. O porta-malas é de bom tamanho (ver avaliação técnica) e fácil de ser arrumado. A tampa do porta-malas fecha fácil, mas exige esforço para abrir (ver análise ergonômica). Há ainda o espelho vigia para controlar o movimento de criança no banco traseiro.

CONFORTO O espaço interno é bom e o habitáculo, arejado pela boa altura interna. No banco traseiro há bom espaço, mas o ideal em viagens são dois adultos e uma criança pequena. Há itens de conveniência como o viva-voz, sensor de obstáculos traseiro, mesinha para lanche atrás dos bancos dianteiros, ar-condicionado digital, entre outros. Incômodo mesmo é a transferências das irregularidades do solo para dentro. A calibragem da suspensão traseira é dura, talvez devido à altura do veículo. E é barulhenta. A Citroën resolveu esse problema no C3 hatch, mas fica devendo no C3 Picasso.
Apoios de cabeça para todos, mas cinto central é abdominal - Apoios de cabeça para todos, mas cinto central é abdominal


DIRIGINDO Para tirar o C3 Picasso da inércia não é preciso afundar o pé no acelerador. Apesar do peso, a dinâmica é boa tanto com etanol quanto com gasolina. A direção está bem calibrada para todas as velocidades e o volante tem ótima pega. A calibragem dura da suspensão favorece a estabilidade, tradicionalmente um dos pontos fortes da Citroën. O carro não prega susto nas curvas, apesar da inclinação da carroceria. Outro incômodo é o barulho do trambulador na troca de marchas. E o motorista toca o cotovelo no encosto do banco ao engatar segunda e quarta marcha. Porém, os engates são precisos. O diferencial muito curto faz com que a rotação do motor suba rápido, aumentando consumo e barulho. É o artifício usado pelo fabricante para melhorar o desempenho.

Porém, o consumo registrado no computador de bordo variou de 4km/l (trânsito muito pesado) a 5,2 km/l na cidade com etanol e média de 6,5km/l a 7km/l com gasolina. Na estrada, depende muito da maneira de dirigir e dentro dos limites estabelecidos por lei varia de 7,6km/l a 10km/l com etanol e de 10km/l a 13km/l com gasolina. É muito para motor 1.6.

Enfim, o conjunto da C3 Picasso agrada, principalmente as linhas ousadas da carroceria e os muitos equipamentos de conforto/conveniência da versão Exclusive, o espaço interno avantajado e a praticidade dos monovolumes. Consumo elevado e suspensão dura podem ser resolvidos pelo fabricante.

 

Vocação urbana

C3 Picasso tem dimensões apropriadas para rodar em grandes cidades e o interior é prático, mas suspensão traseira incomoda.

 

AVALIAÇÃO TÉCNICA

Acabamento da carroceria
A pintura contém alguns pontos com impurezas. As quatro portas estão desniveladas. A tampa traseira está descentralizada e desalinhada em relação às laterais traseiras. O capô está desalinhado em relação aos para-lamas. NEGATIVO

Vão do moto
r
O vão pequeno é preenchido totalmente pelo motor e seus componentes externos, limitando muito o acesso à manutenção a vários itens. O ângulo de abertura do capô é bom. O resultado da insonorização em relação ao habitáculo é razoável. REGULAR

Altura do solo

Há chapa em aço vazado para a parte inferior do motopropulsor. Ocorreram pequenas interferências com o solo no nosso percurso misto de provas na parte inferior dianteira (chapa de aço e base inferior do para-choque). REGULAR

Climatização

É automático digital. Os difusores de ar têm formato circular e giram 360º. Não há regulagem diferenciada de temperatura para condutor e passageiro nem difusor de ar específico para os passageiros de trás. Apresentou bom funcionamento, está bem vedado, e o tempo gasto para dar a sensação de conforto no habitáculo foi bom. POSITIVO

Freios

O sistema apresentou um bom comportamento dinâmico nos dois eixos e boa resistência térmica. O pedal de freio tem boa sensibilidade e o ABS atuou com eficiência, assim como o freio de estacionamento. POSITIVO

Câmbio

Apresentou uma rumorosidade das engrenagens em regime de desaceleração, sem carga no motor. As relações de marchas/diferencial estão bem definidas em função da curva do motor e peso do veículo. Numa topografia irregular, no uso misto, as trocas são mais constantes com carga máxima. A qualidade de engate é razoável, mas o trambulador é rumoroso. O curso da alavanca é aceitável, e o pomo tem boa pega e ótimo acabamento. REGULAR

Motor

A performance é satisfatória no uso em geral. As retomadas de velocidade e aceleração são eficientes em função do peso para a sua cilindrada. Proporciona boa dirigibilidade mesmo no uso urbano em rotações mais baixas, na qual o câmbio definido contribui bem para a dinâmica. Tem ganho mínimo em dirigibilidade com somente etanol no tanque. O sistema flex atuou bem, e a rumorosidade de funcionamento é normal para um multiválvulas. Com carga máxima e ar-condicionado ligado satisfaz a sua condução. POSITIVO



Vedação

Boa contra água e poeira. POSITIVO

Nível interno de ruídos

Apresentou nível elevado de ruídos no habitáculo, mas o efeito aerodinâmico é aceitável mesmo em alta velocidade. REGULAR

Suspensão

A estabilidade é boa numa utilização normal, e razoável numa condução mais rápida sobre asfalto liso e seco. A inclinação da carroceria é moderada e a precisão em curvas satisfaz bem. O conforto de marcha não tem um bom acerto, devido ao grau das transferências das imperfeições do solo para dentro. A falta de conforto se dá principalmente na suspensão traseira, piorando bem com carga máxima e com a pressão recomendada dos pneus (33 dianteiro/ 44 traseiro), quando se torna muito áspero, gerando ruídos no habitáculo. REGULAR

Direção

O volante tem boa pega e a coluna de direção, regulagem manual em distância e altura com bom curso. A velocidade do efeito/retorno e o diâmetro de giro satisfazem. A precisão na reta e em curvas é boa. Em curvas sobre paralelepípedo, terra e asfalto ruim, o conjunto apresentou baixa rumorosidade. As cargas do sistema assistido estão bem definidas para o uso na cidade e em rodovias. POSITIVO

Iluminação

O sistema tem sensor crepuscular. Há luz de cortesia no porta-malas e porta-luvas. O teto tem duas lanternas (dianteira com duplo spot fixo integrado e traseira), com resultado satisfatório em iluminação. O quadro de instrumentos com iluminação permanente tem fácil leitura, assim como a identificação dos interruptores elétricos instados nos painéis de porta. Os faróis têm duplo refletor, boa eficiência no baixo e no alto e contam com auxilio de faróis de neblina embutidos no para-choque, mas não tem regulagem elétrica de altura em função da carga transportada. REGULAR

Estepe/ macaco

O estepe está instalado dentro do porta-malas no fundo do assoalho. A roda é em aço, mas o pneu é igual aos de uso. O kit de troca está encaixado dentro do aro e não tem porca autoadaptadora antifurto. A operação de troca é normal, mas é necessário retirar as tampas plásticas, com grampo específico, que encobrem as cabeças dos parafusos. POSITIVO

Limpador de para-brisa

Os esguichos do para-brisa são do tipo spray em “V”, com boa vazão e abertura, e quando acionados, ativam palhetas de boa qualidade, que varrem uma área satisfatória. No vidro traseiro, o sistema é também eficiente. Há sensor de chuva e é fácil a identificação e manuseio do reservatório d’água instalado dentro do vão motor. REGULAR

Alarme

O sistema é completo, com chave de ignição do tipo canivete com transponder, proteção volumétrica dentro do habitáculo e perimétrica das partes móveis. O vidro do condutor tem função de abertura/ fechamento por um toque, e o sistema antiesmagamento atuou com precisão. POSITIVO

Volume do porta-malas
O declarado pela fabrica é de 403 litros, e o encontrado foi 380 litros com o banco traseiro na posição normal, tampa do bagagito fechada e com fechamento suave da tampa traseira.


Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan

FICHA TÉCNICA
Motor

Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 1.587cm³ de cilindrada, 16 válvulas, que desenvolve potências máximas de 110cv (gasolina) e 113cv (álcool) a 5.800rpm e torques máximos de 14,5kgfm (gasolina) a 4.000rpme 15,8kgfm (álcool) a 4.500rpm

Transmissão
Tração dianteira e câmbio manual de cinco marchas

Direção
Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência hidráulica de vazão variável

Suspensões/rodas/pneus
Dianteira, rodas independentes, do tipo McPherson, com braços inferiores triangulares e barra estabilizadora; e traseira, travessa deformável e barra estabilizadora em liga leve de 16 polegadas / 195/55 R16


Freios
Disco ventilado na dianteira e tambor na traseira, com ABS e repartidor eletrônico de frenagem

Capacidades

Peso (kg) , 1.362; porta-malas (litros), 403; de carga (passageiros e bagagem), 407kg; tanque (litros), 55

EQUIPAMENTOS
De série
Conforto/conveniência
– Controlador automático de velocidade; vidros, travas e retrovisores externos com comando elétrico; apoio de braço central dianteiro; ar-condicionado digital; banco do motorista com regulagem de altura; banco traseiro com encosto rebatível 1/3 e 2/3; chave com comando à distância de abertura das portas e destravamento do estepe; ganchos para bagagem no porta-malas; luzes de leitura dianteira e traseira; mesinhas atrás dos encostos dos bancos dianteiros; computador de bordo; travamento automático de portas, porta-luvas refrigerado; porta-revistas no costado dos bancos dianteiros; rádio CD Player com MP3 com comando no volante seis alto-falantes entrada USB e iPod Bluetooth som digital; tomadas de 12V dianteira e volante com comandos de rádio e controle multifunção.

Segurança – ABS com EBD, airbag duplo frontal; acendimento automático do pisca em caso de frenagem de urgência; imobilizador eletrônico de motor; aviso sonoro da falta de uso do cinto de segurança; alarme com abertura de portas a distância; faróis de neblina; apoios de cabeça para todos ocupantes; faróis e lanternas de neblina.

Aparência – Maçanetas com acabamento cromado; para-choques na cor do veículo; retrovisores externos com detalhes cromados; manopla de câmbio esportivo; revestimento dos bancos em couro; rodas de liga aro 16 e volante em couro com detalhes cromados.


Opcionais
Airbags de tórax laterais dianteiros e navegador com tela integrada de 7 polegadas.

QUANTO CUSTA
O C3 Picasso Exclusive tem preço sugerido de R$ 57.400 e completo, R$ 61.100.

NOTAS (0 A 10)
Desempenho 7
Espaço interno 8
Porta-malas 8
Suspensão/direção 6
Conforto/ergonomia 8
Itens de série/opcionais 9
Segurança 8
Estilo 9
Consumo 5
Tecnologia 8
Acabamento 8
Custo/benefício 8
Lanternas no alto da coluna e traseira sem estepe realçam as linhas do monovolume compacto - Lanternas no alto da coluna e traseira sem estepe realçam as linhas do monovolume compacto

 

Tags: novidade

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
Queremos sua ajuda para deixar a experiência no VRUM ainda melhor! Participe Participe