Ford Ka Sport 1.6 - Papa-curvas

Com visual exclusivo, versão Sport do Ford Ka é a única com motor 1.6. Com até 107cv de potência, compacto demonstra fôlego, agilidade e se agiganta em trechos sinuosos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 19/08/2011 13:35 / atualizado em 19/08/2011 14:00 Pedro Cerqueira /Estado de Minas
Marlos Ney Vidal/EM/D. A Press

Se a nova mortalha é o que primeiro salta aos olhos, o ponto alto do Ka Sport é seu comportamento na estrada, principalmente aquelas repletas de curvas. Os pneus posicionados nas extremidades da carroceria já sinalizam a boa estabilidade com o veículo ainda estático. E na prática isso se confirma, o carro é um verdadeiro papa-curvas. Os pneus na medida 195/55 ajudam a mantê-lo sob controle. Se por um lado a suspensão firme é uma aliada nessas condições, por outro ela também acaba repassando as saliências para os ocupantes.

Obviamente não se trata de um esportivo, mas o desempenho do motor 1.6, com 107cv de potência e 15,3kgfm de torque (com etanol), já garante muita diversão. Com 968kg, a relação peso/potência do Ka Sport é bem satisfatória para um veículo com motor 1.6 aspirado. O bom comportamento do carro é mais mérito do motor que do câmbio, cujas relações são um meio-termo entre desempenho e economia de combustível. Mesmo com o ar-condicionado ligado, o carrinho mostra bom fôlego, mas pede que o motorista trabalhe mais as marchas.

Bancos forrados em tecido esportivo não têm formato esportivo - Marlos Ney Vidal/EM/D. A Press Bancos forrados em tecido esportivo não têm formato esportivo


INTERIOR Como a proposta é esportiva, o interior merecia um cuidado maior. Os pedais e a manopla de câmbio poderiam, por exemplo, ter apliques em aço escovado. Além de receber tecidos em dois tons, preto e cinza, os bancos trazem o nome da versão bordada no encosto. A Ford forçou a barra ao divulgar que a versão traz bancos tipo concha, sendo que esses têm apenas discretos apoios no assento e encosto. Na versão sem airbag o volante tradicional recebe uma cobertura mais anatômica com o mesmo cubo. Mas não chega a ser um volante esportivo, como anuncia o fabricante.

O painel é minimalista, abrigando apenas velocímetro, conta-giros, nível de combustível, hodômetro total, parcial e relógio. Não conta nem com a luz que indica que o farol está ligado. Em compensação, o sistema de áudio MyConnection, com entrada auxiliar de iPod e USB, é de série. Como a coluna C é larga, a visibilidade traseira em manobras fica comprometida. Para as dimensões do compacto, o tamanho do porta-malas é bom. São 254 litros aferidos, facilitados pela entrada quase plana e a boa altura, que permite acomodar malas na vertical. Com o encosto do banco traseiro rebatido, aumenta-se a capacidade. O espaço para bagagem relativamente bom deve-se à localização do estepe embaixo do carro, mais exposto à sujeira e passível de furto.

Clique aqui e veja mais fotos

SEGURANÇA O único opcional do Ka Sport é o airbag duplo frontal, que acrescenta R$ 1 mil ao preço. Mas o carrinho merecia freios ABS, que segundo a Ford não estão disponíveis para sua plataforma. Não que os freios que equipam o Ka (disco no eixo dianteiro e lona no traseiro) sejam ruins, mas, sem dúvida, o ABS proporciona mais segurança. Assim como os dianteiros, os cintos de segurança traseiros laterais são de três pontos retráteis, o que estimula o uso. O passageiro do meio não foi contemplado com apoio de cabeça.

O laranja Ibiza, cor exclusiva desta versão, assim como o branco ártico e o prata geada é combinado com faixas pretas. Já o preto ebony e o vermelho bari vão com faixas brancas na tonalidade nude, que segundo a Ford acentuam o contraste com a carroceria.
Toques esportivos incluem faixas, rodas cinza, faróis escurecidos, minissaias laterais e spoilers - Marlos Ney Vidal/EM/D. A Press Toques esportivos incluem faixas, rodas cinza, faróis escurecidos, minissaias laterais e spoilers


AVALIAÇÃO TÉCNICA

ACABAMENTO DA CARROCERIA

Adesivo que encobre as colunas B tem bolhas. Já as faixas estão muito bem aplicadas, assim como a montagem do spoiler do teto. A junção das minissaias com a carroceria apresenta folga desigual. As portas estão desniveladas em relação à carroceria. A tampa traseira está descentralizada e desalinhada em relação à lanterna direita. A qualidade da pintura é razoável. O capô está descentralizado e tem grande folga fixa em relação ao centro do para-choque, aparentando não estar fechado. REGULAR

VÃO DO MOTOR

O acesso à manutenção é razoável e o resultado do isolamento acústico é limitado com o motor em alta rotação. REGULAR

ALTURA DO SOLO

Com carga máxima, ocorreram leves interferências com o solo. REGULAR

CLIMATIZAÇÃO

Apresentou bom funcionamento. O nível de ruído é satisfatório e está bem vedado. POSITIVO

FREIOS

O pedal de freio tem boa sensibilidade, mas o sistema não tem ABS. Apresentaram bom comportamento dinâmico com reações balanceadas nos dois eixos. POSITIVO
O motor 1.6 tem potência até 107 cv - Marlos Ney Vidal/EM/D. A Press O motor 1.6 tem potência até 107 cv


CÂMBIO

A qualidade de engate é boa e as relações de marchas/diferencial proporcionam um bom rendimento do automóvel, mas nos antigos XR e Action a dinâmica era superior. POSITIVO

MOTOR

As retomadas de velocidade e aceleração são satisfatórias. A performance é boa, mas com brilho esportivo discreto. O rendimento é superior com etanol, com ganho de 5cv e 0,8kgfm. POSITIVO

VEDAÇÃO

Boa contra água e poeira. POSITIVO

NÍVEL INTERNO DE RUÍDOS

O ruído é alto no habitáculo sobre paralelepípedo, asfalto ruim e estrada de terra. O efeito aerodinâmico é evidente já a 100km/h, sendo crescente com a velocidade. NEGATIVO

SUSPENSÃO

O conforto é limitado para um hatch leve com motor de baixa potência devido ao nível elevado de transferência das imperfeições do solo para dentro, piorando significativamente quando o veículo está carregado. A estabilidade é boa no contorno de curvas de raios variados com inclinação moderada da carroceria. REGULAR

DIREÇÃO

As cargas do sistema assistido estão bem definidas para o uso misto, e a precisão na reta e em curvas é muito boa. O sistema apresentou uma boa sensibilidade com reações equilibradas. O efeito-retorno tem boa velocidade e o diâmetro de giro é aceitável pelas dimensões do conjunto roda/pneu. Para condutores de estatura média/alta a posição de dirigir é incômoda pela posição baixa da coluna de direção (que é fixa) e a altura elevada do assento, que não tem regulagem
de altura. REGULAR

Emílio Camanzi também testou o veículo. Veja o que ele achou:


ILUMINAÇÃO
Os faróis têm eficiência normal no baixo e no alto, e contam com auxílio dos auxiliares de neblina. Não tem regulagem elétrica de altura em função da carga transportada. Há luz de cortesia somente no porta-malas e a iluminação na zona do teto é discreta. REGULAR

ESTEPE/MACACO

O estepe, que tem a roda em aço e o pneu (175/65 R14) diferente dos de uso (195/55 R15), está instalado abaixo do vão de carga. A operação de troca não é simples nem limpa, mas tem auxilio de prisioneiros fixos nos cubos, porém é necessário soltar as tampas plásticas de acesso do macaco nas minissaias que encobrem as soleiras. Não há em nenhum local na carroceria a etiqueta informando a pressão dos pneus, somente no manual. Ao utilizar o estepe em viagem, o veículo terá o seu comportamento dinâmico bastante alterado, obrigando o breve reparo do conjunto roda/ pneu danificado (aro 15), que cabe no suporte basculável com pneu murcho sem o espaçador superior de espuma. NEGATIVO

LIMPADOR DE PARA-BRISA

As áreas varridas são boas no para-brisa e no vidro traseiro. Ao esguichar água, palhetas de boa qualidade atuam automaticamente e os comandos são fáceis de operar. O reservatório d’água instalado dentro do vão motor tem fácil manuseio, mas a tampa poderia ser na cor azul. POSITIVO

ALARME

A chave de ignição é codificada e há proteção volumétrica e perimétrica. Ao dar comando para travar as portas, se o botão continuar sendo pressionado, os vidros sobem automaticamente. O sistema antiesmagamento funcionou bem. POSITIVO

VOLUME DO PORTA-MALAS

O declarado é de 263 litros, e o encontrado foi de 254.

Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan

Bem que o interior merecia retoques para se adequar à proposta da versão - Marlos Ney Vidal/EM/D. A Press Bem que o interior merecia retoques para se adequar à proposta da versão


Palavra de especialista
O antigo era melhor
Daniel Ribeiro Filho
Engenheiro

As antigas versões XR e Action tinham uma dirigibilidade bem mais prazerosa para a proposta esportiva. O câmbio tinha relações de marchas/diferencial mais bem definidas, proporcionando uma dinâmica surpreendente para a cilindrada de 1.6 litro no uso misto. A direção era direta, com ótima sensibilidade, posição correta da coluna de direção e volante com melhor pega, além da altura mais baixa do banco do condutor. As suspensões tinham um melhor conforto de marcha e excelente estabilidade, mesmo com pneus na medida 185/60 R14 (esteticamente mais condizentes para este automóvel e dimensões da carroceria), além de uma altura do solo coerente. O motor, mesmo com potência inferior (95cv) em relação ao atual (107cv álcool), com o câmbio homologado, formava um belo par que realmente dava prazer numa condução usual e esportiva, também favorecido pelo menor peso em ordem de marcha (+/- 40kg). A tubulação de descarga tinha o terminal aparente com sonoridade agradável e ponteira aletada. Apesar de gostar mais da antiga carroceria pelo seu traço diferenciado, as novas faixas decorativas e o novo spoiler do teto agradam, assim como o formato de revestimento
dos bancos.  


Capacidade do porta-malas , 254 litros, é boa para o segmento - Marlos Ney Vidal/EM/D. A Press Capacidade do porta-malas , 254 litros, é boa para o segmento


FICHA TÉCNICA
MOTOR

Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, oito válvulas, 1.598cm³ de cilindrada, que desenvolve potências de 102,4cv (gasolina) e 107,3cv (etanol) a 5.500rpm e torques máximos de 14,6kgfm (gasolina) e 15,3kgfm (etanol) a 4.250rpm

TRANSMISSÃO
Tração dianteira e câmbio manual de cinco marchas

SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS
Dianteira, independente, tipo McPherson, com braços inferiores; e traseira, semi-independente, com eixo autoestabilizante Twist Beam / 6 x 15 polegadas, em liga leve / 195/55/R15

DIREÇÃO
Tipo pinhão e cremalheira, com assistência hidráulica

FREIOS
Disco na dianteira e tambor na traseira, sem ABS (nem como opcional)

CAPACIDADES
Tanque, 45 litros; de carga (passageiros e bagagem), 442 quilos

PESO
968 quilos

Versão vem com rodas em liga leve aro 15 polegadas - Marlos Ney Vidal/EM/D. A Press Versão vem com rodas em liga leve aro 15 polegadas

EQUIPAMENTOS
DE SÉRIE
Conforto/conveniência
– Travas elétricas; controle remoto para abertura das portas e do porta-malas; abertura elétrica do porta-malas no painel; alça interna para auxílio de fechamento do porta-malas; banco traseiro com encosto bipartido; console central com porta-objetos e porta-latas integrado; espelho retrovisor externo do passageiro com controle manual interno; ar-condicionado; direção hidráulica; vidros elétricos; luz no porta-malas; limpador do para-brisa com temporizador; luz no teto; porta-objetos nas portas dianteiras; quatro alto-falantes; travamento das portas aos 15km/h; retravamento depois de 45 segundos sem abertura da porta; tomada de energia 12 volts; som MyConnection.

Segurança – Botão de “pânico” (que produz um bip e pisca as luzes do veículo quando acionado); alarme volumétrico; sistema antifurto PATS; apoios de cabeça dianteiros e traseiros com regulagem de altura; cintos laterais traseiros de três pontos; desembaçador do vidro traseiro; alça dianteira no teto no lado do passageiro.

Aparência – Vidros verdes escurecidos; antena de teto; retrovisores externos, para-choques na cor da carroceria; maçanetas internas e anéis de saídas de ar-condicionado na cor cinza; painéis de porta com revestimento em tecido; régua do porta-malas na cor do veículo; rodas em liga leve aro 15 polegadas.

OPCIONAL
Airbag duplo.

Notas (0 a 10)
Desempenho    8
Espaço interno    6
Porta-malas    7
Suspensão/direção    7
Conforto/ergonomia    5
Itens de série/opcionais    8
Segurança    7
Estilo    9
Consumo    7
Tecnologia    7
Acabamento    6
Custo/benefício    7

QUANTO CUSTA
O Ford Ka Sport 1.6 tem preço sugerido de R$ 35.900. Com airbag, único opcional disponível, o preço sobe para R$ 36.900.

Os elementos da traseira são lanternas translúcidas, faixas e o aerofólio - Marlos Ney Vidal/EM/D. A Press Os elementos da traseira são lanternas translúcidas, faixas e o aerofólio

Tags:

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação