Fiat 500 Sport Air 1.4 16V - Invocado e atraente

Subcompacto produzido no México chega ao Brasil isento de alíquota de importação e preço diminui bastante. Leia o teste da versão esportiva com o sistema MultiAir

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 28/10/2011 16:46 / atualizado em 31/10/2011 12:33 Paulo Eduardo /Estado de Minas

Os faróis redondos e os indicadores de direção separados completam o visual nostálgico do carrinho - Fotos: Marlos Ney Vidal/EM/D.A PRESS Os faróis redondos e os indicadores de direção separados completam o visual nostálgico do carrinho
Fabricado na unidade da Chrysler em Toluca, no México, o 500 passa a ser vendido também nos Estados Unidos e Canadá. A isenção do imposto de importação diminui o preço e a versão de entrada custa cerca de R$ 40 mil, enquanto a Sport Air básica ronda a casa dos R$ 50 mil. O que chama mais a atenção é a tecnologia MultiAir, um sistema eletroidráulico de acionamento das válvulas, que possibilita controle dinâmico e direto do ar admitido pelo motor, otimizando desempenho e diminuindo consumo e emissões de poluentes.

Veja a galeria de fotos do Fiat 500 Sport Air!

Feito para a cidade
O Fiat 500 é unanimidade em design. As linhas do carro agradam à primeira vista. Trata-se de releitura do modelo lançado em 1957, denominado na época de New 500, pois era releitura do 500 Topolino, de 1936. O 500 atual mantém as duas portas e quatro lugares, sendo que os bancos de trás são mais adequados a pessoas de baixa estatura e crianças. O

porta-malas também é mínimo e coerente com as dimensões do carro urbano, que mede menos de 3,60m de comprimento.

 

Fiat 500 Sport Air será testado neste domingo pelo programa Vrum!

 

O 500 é feito sob medida para o trânsito congestionado das grandes cidades, no qual se desloca com mais facilidade e não despreza vagas apertadas. O diâmetro de giro pequeno facilita as manobras em espaços mínimos. O melhor do 500 é a facilidade para deslocamentos urbanos.

Teto solar elétrico Sky Wind figura na lista dos opcionais - Teto solar elétrico Sky Wind figura na lista dos opcionais


ENGORDOU Para ser vendido no mercado norte-americano (EUA e Canadá), o 500 passou por um regime de engorda, recebendo muitos reforços estruturais. O aumento de peso de 160 quilos não chega a comprometer o desempenho. Por dentro, mantém o ar nostálgico na painel central e outros comandos. Os bancos forrados em couro estão longe de agradar em anatomia. Eles poderiam ser bem melhores e a memória mecânica nem sempre funciona. Quando alguém entra no banco traseiro, o dianteiro não retorna à posição original, obrigando o motorista a regulá-lo novamente. A visibilidade lateral traseira é muito ruim.

O QUE É? O sistema MultiAir patenteado pela montadora é o pulo do gato nessa versão. Segundo o fabricante, essa tecnologia representa para os motores a gasolina o mesmo que o commom rail para os motores a diesel. A dosagem do combustível é muito mais precisa do que a tradicional, controlada pela abertura da válvula do tipo borboleta do acelerador e também pela abertura total e constante das válvulas de admissão. Com as melhorias de torque e potência, a resposta dinâmica do motor é superior por causa da maior pressão do coletor de aspiração, juntamente com o controle de massa de ar muito rápido, cilindro a cilindro e ciclo a ciclo.
Sistema controla com precisão o ar admitido pelo motor 1.4 - Sistema controla com precisão o ar admitido pelo motor 1.4


Com o aumento do peso do carro, os números de desempenho e consumo são praticamente os mesmos da versão sem o sistema MultiAir. Mesmo assim, o motorista poderá sentir os efeitos das respostas mais rápidas do motor quando se pressiona o acelerador.

CONFORTO Os pneus de perfil muito baixo (45) prejudicam o conforto em pisos irregulares, transferindo as imperfeições intensamente para o habitáculo. Em compensação, com tantos itens de segurança eletrônicos, o 500 devora curvas sem cerimônia, dando confiança ao motorista. O porta-malas diminuto é suficiente para levar a bagagem de duas pessoas em viagens de fim de semana.
Banco traseiro apenas para duas pessoas - Banco traseiro apenas para duas pessoas


As proezas do pequenino 500

AVALIAÇÃO TÉCNICA
Acabamento da carroceria
As portas estão desniveladas em relação à carroceria. A tampa traseira está descentralizada e o capô interfere em três pontos com os para-lamas, onde já apresenta falta de tinta por atrito. A qualidade da pintura é boa. O campo de visão dos retrovisores é excelente. As montagens das minissaias estão muito benfeitas. REGULAR

Vão do motor
O acesso à manutenção é bem limitado, pois o motor e seus componentes laterais preenchem todo o pequeno vão. O resultado da insonorização presente em parte do painel de fogo e no capô é limitado em relação ao habitáculo, pois é evidente e causa desconforto auditivo a transferência de ruído de funcionamento do motor em rotações médias e altas. O layout do vão é racional apesar do pequeno espaço. NEGATIVO

Altura do solo
Toda a parte inferior do motopropulsor tem proteção parcial por chapa plástica de resistência limitada. Toca com frequência a aba inferior do para-choque, que é saliente, em saídas de garagem com desnível. Numa utilização prudente do automóvel sobre piso usual de terra batida, calçamento e ao transpor quebra-molas normais, não ocorreram interferências significativas. REGULAR

Climatização
É automático digital. Não tem opção de regulagem de temperatura diferenciada para condutor e passageiro. São onze as velocidades da caixa de ar, que proporcionam uma boa vazão pelos difusores do painel com três opções de direcionamento, além de nível de ruídos e de funcionamento razoáveis. O tempo gasto para climatizar todo o habitáculo foi bom, favorecido pela pequena área interna, mas a incidência do sol pelo tipo de cobertura (tela perfurada) do vidro do teto solar causa desconforto aos olhos devido à claridade excessiva com o Sol alto, além da maior sensação de calor nos ocupantes. O sistema está bem vedado. REGULAR

Freios
O pedal de freio tem boa sensibilidade e relação, e o freio de mão atuou normal. O veículo está dotado do sistema Hill holder, muito útil, prático e funcional. Apresentaram bom comportamento dinâmico com reações bem balanceadas nos dois eixos, boa desaceleração e ABS bem calibrado. POSITIVO

Câmbio
É manual com cinco marchas à frente. A qualidade de engate é boa em precisão, maciez, curso da alavanca, pega no pomo e, para utilizar a marcha a ré, há mecanismo inibidor. As relações de marchas/ diferencial atendem a dirigibilidade no uso na cidade e em rodovias, mas as trocas são mais constantes em topografia irregular e com carga máxima e ar ligado. Em 3ª marcha a 60km/h, o motor gira numa rotação (3.400rpm) razoável de força, e em 5ª a 110km/h, na rotação correspondente (3.850rpm), que é a de torque máximo do motor. POSITIVO

Motor
Não tem a opção flex. Sua performance não tem brilho esportivo, mas é agradável de dirigir, apesar dos 105cv (somente a 6.250rpm) declarados para uma massa de 1.090kg. Os benefícios dinâmicos do sistema MultiAir são evidentes. A aceleração é boa e as retomadas de velocidade satisfazem. Apresentou uma pequena aspereza no funcionamento, mas em nível aceitável. Com carga útil de 320kg (4 pessoas de 70kg + 40kg de bagagem) e ar-condcionado ligado perde bem na dinâmica, mas ainda tem um comportamento dinâmico que atende. POSITIVO

Vedação
Boa contra água e poeira. POSITIVO

Nível interno de ruídos
É muito alto o nível dos ruídos gerados no habitáculo quando o carro roda sobre piso de paralelepípedo, terra e asfalto ruim. O efeito aerodinâmico é contido até 110km/h. REGULAR

Suspensão
O conforto de marcha não está bem definido, pois é notória a transferência das imperfeições do solo para dentro, trazendo desconforto para um hatch leve com essa motorização. Em algumas situações do solo, as suspensões não são silenciosas. A estabilidade é muito boa sobre asfalto liso e seco, onde contorna curvas de raios variados em velocidade elevada, com precisão e mínima inclinação da carroceria. O veículo está dotado de controle eletrônico de estabilidade e tração, que atuaram com eficiência no início da perda da estabilidade lateral e direcional. Os pneus homologados na medida 195/45 R16 têm perfil baixíssimo para o solo brasileiro (cidade e algumas estradas), e não contribuem em nada para o conforto de marcha, somente no handling, além de serem vulneráveis a buracos. REGULAR

Direção
A assistência é elétrica e tem cargas bem elaboradas para o uso urbano e em rodovias. O diâmetro de giro satisfaz, ajudado pela leveza e rapidez da direção, e é boa a velocidade do efeito retorno. A coluna de direção tem ajuste em altura com bom curso e o volante boa pega. A precisão na reta é boa, assim como em curvas com boa sensibilidade e reações equilibradas, sem ser do tipo direta. POSITIVO
Parte de baixo do painel tem a mesma cor externa e incorpora a alavanca de marcha - Parte de baixo do painel tem a mesma cor externa e incorpora a alavanca de marcha


Iluminação
Há luz de cortesia somente no porta-malas. Não tem sensor crepuscular. Os faróis dianteiros têm um par específico independente para o facho baixo e outro para o alto, sendo o resultado em iluminação satisfatório. Contam com auxilio de faróis de neblina embutidos no para-choque. Em função da carga transportada, tem regulagem elétrica em altura. No teto há uma lanterna/duplo spot fixo integrados ao retrovisor de eficiência discreta para todo o habitáculo. Não existe a opção de apenas luzes do farolete ligadas com motor funcionando, e os ponteiros do conta-giros e velocímetro não têm fácil leitura à noite. REGULAR

Limpador do para-brisa
Ao esguichar seis jatos de água no para-brisa, o sistema de limpeza feito por palhetas de qualidade varre uma área satisfatória automaticamente. No vidro traseiro, o sistema também é eficiente. É fácil a identificação e manuseio do reservatório d%u2019água instalado dentro do vão do motor. Não há sensor de chuva. POSITIVO

Estepe/macaco
O estepe está instalado fora do porta-malas, abaixo do assoalho, em suporte basculável com acionamento por dentro do porta-malas. É específico para pequenos deslocamentos e a baixa velocidade. Ao utilizá-lo em rodovias, o veículo terá o seu comportamento dinâmico totalmente alterado. Essa solução não é prática nem funcional para o Brasil, ainda mais com os pneus da série 45. O conjunto roda/ pneu de uso a ser consertado não cabe na área específica, obrigando a ir com a bagagem, e se o porta-malas, que é pequeno, estiver lotado... A operação de troca é cansativa, suja e demorada. NEGATIVO

Alarme
A chave de ignição do tipo canivete é codificada. Existe proteção perimétrica das partes móveis, e a volumétrica dentro do habitáculo. A porta do condutor e passageiro tem vidro com sistema de um toque somente para descer. Ao dar comando por controle remoto inserido na chave de ignição para travar as portas os vidros não sobem automaticamente. REGULAR

Volume do porta-malas
O declarado pela fabrica é de 185 litros, o mesmo encontrado na nossa medição.


(*) Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan
Inspirado no modelo de 1957, o pequenino Fiat 500 tem visual nostálgico - Inspirado no modelo de 1957, o pequenino Fiat 500 tem visual nostálgico

Tags:

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação