Nissan Versa SL 1.6 16V flex - Sombreiro tamanho família

Sedã da marca japonesa segue receita atual de preço de carro compacto e espaço de médio. Bom desempenho e porta-malas amplo caracterizam modelo importado do México

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 29/03/2012 11:14 / atualizado em 29/03/2012 12:54 Paulo Eduardo /Estado de Minas

Faróis enormes em forma de olhos de tigre e grade frontal cromada se harmonizam com o restante da carroceria desse sedã - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press Faróis enormes em forma de olhos de tigre e grade frontal cromada se harmonizam com o restante da carroceria desse sedã

A receita inaugurada pelo sedã Logan faz sucesso e foi seguida pelos outros fabricantes. A Nissan, associada à Renault, colou a fórmula e colocou a cereja à sua maneira. Com carroceria de formas arredondadas, o Versa atrai olhares de admiração e de reprovação em relação ao estilo. Com cerca de 4,50 metros de comprimento, o sedã da Nissan é o segundo modelo da marca a usar a plataforma V (de versátil), a mesma do compacto March, que nada tem a ver com a B0 dos Renaults Duster, Logan e Sandero.

 

Clique aqui e veja a galeria completa de fotos do Nissan Versa SL!

 

O sedã Versa impressiona pelas dimensões externas e também pelo amplo espaço no habitáculo. Porém, se as formas arredondadas dão ar de modernidade, o carro perde em praticidade. Três adultos se apertam no banco traseiro justamente pela curvatura no teto. Incomodam muito os assentos curtos, tanto os dianteiros quanto o de trás. Parece economia de projeto, pois poucos carros têm tanto espaço para as pernas no banco traseiro quanto o Versa. Em compensação, a sensação é de amplidão e os cintos de três pontos retráteis contemplam todos os ocupantes. Porém, o passageiro do assento central não conta com apoio de cabeça. Economia que compromete a segurança.

Sensação de volume é realçada pela linha de cintura alta com ligeiros ressaltos - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press Sensação de volume é realçada pela linha de cintura alta com ligeiros ressaltos


ESTILO As linhas do Versa agradam e desagradam na mesma proporção. Ou recebe elogios ou nariz torcido. As formas arredondadas dão ar de modernidade, que são completadas pelos faróis e lanternas de grandes proporções. O interior não é requintado, mas tem bom acabamento e quadro de instrumentos de bom gosto e fácil visualização.
O banco do motorista conta com regulagem de altura, o que facilita encontrar a melhor posição de dirigir. E o volante é regulável apenas em altura, mas tem boa pega, e a calibragem da direção com assistência elétrica é leve em manobras e firme em velocidades elevadas, mas é muito barulhenta em piso irregular. Os engates do câmbio são precisos e macios. O dilema é que o torque a 4.000rpm exige trocas de marchas em alta para otimizar o desempenho.

 

Emílio Camanzi também testou o Nissan Versa SL. Assista: 

 

CONFORTO Se há itens de conforto e conveniência, o sistema de suspensão fica devendo em superfícies irregulares. As batidas são secas para os ocupantes do banco traseiro, provocando desconfortos físico e auditivo. Mas é firme nas curvas. O porta-malas é de ótimo tamanho e comporta a bagagem da família sem arrumação. O encosto bipartido do banco traseiro facilita a colocação de bagagem comprida. A tampa do porta-malas pode ser aberta internamente por meio de comando no assoalho e também pelo comando na chave.

As lanternas grandes e o porta-malas elevado se destacam e completam o conjunto com a caída abrupta do teto na traseira - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press As lanternas grandes e o porta-malas elevado se destacam e completam o conjunto com a caída abrupta do teto na traseira


DIRIGINDO O Versa agrada pelos engates fáceis e precisos do câmbio. O motor da Nissan, que usa corrente em vez de correia dentada, é rumoroso em alta, mas proporciona bom desempenho desde que o câmbio seja bem manipulado para evitar queda de rotação. Dessa maneira, o Versa é muito esperto e se pisar fundo o sedã da Nissan deixa muito carro de cilindrada maior para trás. Os retrovisores estão bem dimensionados e compensam a deficiência de todos os sedãs, a visibilidade lateral traseira limitada.

O computador de bordo registrava números otimistas demais. Por isso, não aferimos o consumo. Mas o Versa não é beberrão.

Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press

AVALIAÇÃO TÉCNICA
Acabamento da carroceria

A qualidade da pintura é razoável. O capô está descentralizado e desalinhado. A tampa do porta-malas está descentralizada. As quatro portas estão desniveladas entre si e a carroceria, e tem folga fixa bastante desigual. NEGATIVO

Vão do motor

O motopropulsor preenche bem o vão pequeno, limitando o acesso à manutenção de vários itens. O resultado da insonorização é ruim e a transferência de ruído de funcionamento em rotação média/alta incomoda no habitáculo. O capô tem ângulo de abertura razoável. REGULAR

Altura do solo

Não houve interferências com o solo no percurso misto de provas e não tem de série chapa protetora para zona inferior do motopropulsor. POSITIVO

Climatização

É por comando manual. Apresentou bom funcionamento, está bem vedado e com vazão razoável pelos quatro difusores do painel (formato circular e giram 360°), além de rumorosidade satisfatória. A caixa de ar tem quatro velocidades que poderiam ter as rotações aumentadas proporcionalmente, e cinco opções de direcionamento do fluxo. POSITIVO

Comandos dos vidros e travas de portas estão bem localizados  - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press Comandos dos vidros e travas de portas estão bem localizados


Freios

O pedal de freio tem boa sensibilidade e relação. O conjunto dianteiro/traseiro está bem dimensionado. Apresentaram reações equilibradas, ABS eficiente e boa desaceleração. O freio de estacionamento atuou normalmente. POSITIVO

Câmbio

As relações de marchas/diferencial estão bem definidas e proporcionam uma dirigibilidade prazerosa no uso misto com poucas trocas em retomadas. A qualidade de engate é boa em precisão, maciez, curso da alavanca e o trambulador tem rumorosidade aceitável. A embreagem é bem macia, tem bom curso e progressividade. POSITIVO

Motor

Apesar de ter o torque máximo em alta rotação (4.000rpm), a sua dinâmica a baixo regime é satisfatória. As retomadas de velocidade e aceleração satisfazem e a rumorosidade de funcionamento é evidente, mas aceitável. A performance agrada pela cilindrada. POSITIVO
As lanternas grandes e o porta-malas elevado se destacam e completam o conjunto com a caída abrupta do teto na traseira - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press As lanternas grandes e o porta-malas elevado se destacam e completam o conjunto com a caída abrupta do teto na traseira

Vedação

Boa contra água e poeira. POSITIVO

Nível interno de ruídos

O efeito aerodinâmico é contido mesmo em alta velocidade. Os ruídos no habitáculo (principalmente painel e quadro de instrumentos) são evidentes quando se trafega sobre piso de terra e asfalto ruim. REGULAR

Suspensão
O conforto de marcha é satisfatório e a estabilidade é boa, passando a razoável numa condução mais esportiva.
POSITIVO

Rodas de liga leve são de série na versão testada, a topo de linha - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press Rodas de liga leve são de série na versão testada, a topo de linha


Direção

As cargas do sistema assistido (elétrica com assistência variável) estão muito bem definidas. A caixa de direção apresentou-se bem rumorosa em curva sobre terra, paralelepípedo e asfalto danificado. A coluna de direção tem ajuste manual em altura com bom curso e o volante boa pega. O diâmetro de giro e a velocidade do efeito/retorno satisfazem, e a precisão na reta e em curvas é boa. REGULAR

Iluminação

Os faróis têm parábola simples e são eficientes no baixo/alto, e contam com auxílio de faróis de neblina embutidos no para-choque, mas não tem ajuste elétrico de altura. A iluminação no habitáculo é boa com uma lanterna junto ao retrovisor e outra no centro do teto. Há luz de cortesia somente no porta-malas. O quadro de instrumentos tem iluminação permanente e fácil leitura.REGULAR

Estepe/macaco

O estepe tem a roda em aço, mas o pneu é igual ao de uso. Está instalado dentro do porta-malas e a operação de troca é normal. POSITIVO

Limpador de para-brisa

Os esguichos são do tipo spray em V com boa vazão e abertura. As palhetas têm qualidade e varrem uma área satisfatória. Não tem sensor de chuva e é fácil o acesso ao reservatório d’água dentro do vão do motor. POSITIVO

Interior tem boa montagem e acabamento semelhante ao  dos concorrentes  - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press Interior tem boa montagem e acabamento semelhante ao dos concorrentes


Alarme

A chave de ignição é codificada e há proteção perimétrica das partes móveis, mas não tem a volumétrica dentro do habitáculo. A porta do condutor tem função um toque para descer o vidro. REGULAR

Volume do porta-malas

O declarado pela fabrica é 460 litros, o mesmo encontrado na nossa medição.


Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan


Cintos de três pontos retráteis para todos atrás, mas falta apoio de cabeça central - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press Cintos de três pontos retráteis para todos atrás, mas falta apoio de cabeça central


Palavra de especialista
Aguardando o primeiro face lift
DANIEL RIBEIRO FILHO
ENGENHEIRO

Merece destaque pela habitabilidade de todos os ocupantes, e é notável para os passageiros do banco traseiro mesmo com os bancos dianteiros para trás. Com apenas 2,6 metros de entre-eixos e bancos com construção e posicionamento inteligentes no pavimento, é muito superior a todos do seu segmento de mercado, e da um “olé” a vários do segmento superior como Civic, Corolla, Cruze, Linea, Focus, Jetta, Cerato, etc., e até no Sentra. O volume do porta-malas é muito bom com 460 litros aferidos, e o motor Nissan 1.6 16V tem acionamento por corrente e comando variável proporcionando uma performance bem interessante favorecido pelo peso de 1.069kg. O conjunto mecânico está bem definido (a caixa de direção apresentou-se rumorosa), mas as linhas da carroceria, lanternas, faróis, para-choques e painel/quadro de instrumentos destoam do conjunto, que tem ótima funcionalidade. Há alguns anos e principalmente atualmente considero o principal funcionário de uma montadora o chefe do departamento de design, que deve criar protótipos com várias soluções de estilo externo/interno, pois automóveis bonitos são os que vendem mais. O grupo Nissan/Renault carece de beleza em vários dos seus modelos, que já provaram ter boa durabilidade e confiabilidade.

FICHA TÉCNICA
MOTOR

Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 16 válvulas, 1.598cm³ de cilindrada, que desenvolve potência máxima de 111cv (gasolina/etanol) a 5.600rpm e torque máximo de 15,1kgfm (g/e) a 4.000rpm

TRANSMISSÃO
Tração dianteira com câmbio manual de cinco velocidades

DIREÇÃO

Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência hidráulica



FREIOS
A disco na dianteira e a tambor na traseira, com sistema ABS (de série)

SUSPENSÕES/RODAS/PNEUS
Dianteira independente, do tipo McPherson, com barra estabilizadora; e traseira, eixo de torção com barra estabilizadora/ 6 x 15 polegadas, em liga leve (de série) / 185/65 R15

CAPACIDADES
Do tanque, 41 litros; e de carga (ocupantes e bagagem), 385 quilos

Motor é um dos destaques e usa corrente em vez de correia dentada - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press Motor é um dos destaques e usa corrente em vez de correia dentada


EQUIPAMENTOS
DE SÉRIE
Conforto/conveniência
– Ar-condicionado, abertura interna do porta-malas, banco do motorista com regulagem de altura, computador de bordo, console central inteiriço com quatro porta-objetos e porta-copos, direção elétrica progressiva, desembaçador traseiro com temporizador, coluna de direção com regulagem de altura, iluminação interna central, para-sol com espelho de cortesia para motorista e passageiro, porta-malas com iluminação, portas dianteiras com porta-objetos, spots de leitura para motorista e passageiro dianteiro, tampa de combustível com abertura interna, trava elétrica das portas e porta-malas com comando a distância, encosto traseiro bipartido, comando elétrico para os vidros dianteiros e traseiros com sistema um toque do motorista, sistema de som com CD/MP3, rádio AM/FM, conexão para iPod, espelhos retrovisores com comando elétrico.



Aparência – Grade frontal com acabamento cromado, maçanetas internas e externas cromadas, painel de instrumentos “Fine Vision”, retrovisores na cor da carroceria, revestimento das portas em tecido e rodas de liga leve.

Segurança – Airbag duplo frontal, alarme de advertência para chave no contato e lanternas acesas, imobilizador eletrônico de motor, três cintos de segurança traseiros de três pontos, freios ABS com EBD (distribuição eletrônica da força de frenagem) e BAS (assistência de frenagem), faróis de neblina, alarme antifurto perimétrico, limpador de para-brisa com nove velocidades, pontos de ancoragem para cadeiras infantis (Isofix) e travamento automático de portas com o carro em movimento.

OPCIONAIS
Não tem.

Porta-malas de boa capacidade pode ser aberto por dentro e por comando na chave - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press Porta-malas de boa capacidade pode ser aberto por dentro e por comando na chave


NOTAS (O A 10)
Desempenho    8
Espaço interno    9
Suspensão/direção    7
Conforto/ergonomia    7
Itens de série/opcionais    8
Segurança    8
Estilo    7
Consumo    8
Tecnologia    7
Acabamento    8
Custo/benefício    8

QUANTO CUSTA

O Nissan Versa SL tem preço sugerido de R$ 42.990, a S de R$ 35.490 e a SV de 39.990.


Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press

Tags:

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação