Publicidade

Estado de Minas TESTE

Audi A1 S Line 1.4 TFSI - Pise que ele responde

Compacto de quatro portas equipado com motor nervosinho fica ainda mais interessante, pois desempenho é de um autêntico esportivo. Suspensão dura garante boa estabilidade


postado em 28/11/2012 11:27 / atualizado em 28/11/2012 13:12

Modelo da marca alemã faz curvas com segurança e apresenta performance que entusiasma, com arrancadas e retomadas de velocidade eficientes(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Modelo da marca alemã faz curvas com segurança e apresenta performance que entusiasma, com arrancadas e retomadas de velocidade eficientes (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)

A Audi já está trazendo para o Brasil o A1 S Line 1.4 TFSI com a carroceria de quatro portas, uma opção para aqueles que não pensam de forma tão egoísta e admitem a possibilidade de socializar o automóvel, facilitando o acesso para quem vai atrás. Mesmo que o carro tenha uma proposta esportiva. E essa é a ideia dessa versão do compacto de luxo, que tem visual invocado e conjunto mecânico muito eficiente. O espaço interno pode não ser seu principal atrativo, mas não faltam itens de segurança e conforto.

Clique aqui e veja mais fotos do carro


ESTILO

Motor tem compressor Roots e uma turbina, desenvolvendo 185cv(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Motor tem compressor Roots e uma turbina, desenvolvendo 185cv (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
O visual do A1 S Line é basicamente o mesmo das outras versões, tendo como principal diferença as duas portas traseiras. A frente do compacto tem faróis diurnos com LEDs, grade do tipo bocão com barras paralelas e a tradicional logo da marca com as quatro argolas enfileiradas. Vincos no capô e nas laterais e a linha de cintura elevada conferem aspecto robusto, mas as colunas traseiras largas prejudicam a visibilidade, problema amenizado pelo sensor de estacionamento. Alguns detalhes enfatizam a esportividade, como o teto pintado na cor preta, rodas de liga leve aro 17 polegadas, aerofólio traseiro e saídas duplas do escapamento.

POR DENTRO

As quatro portas facilitaram o acesso, mas o espaço interno do A1 continua o mesmo, ou seja, é ideal para duas pessoas, mas pode até levar quatro. Na frente, motorista e passageiro vão bem em bancos de desenho esportivo, com ajustes de altura e lombar. Já atrás o espaço é limitado para dois, porém conta com apoios de cabeça e cintos de segurança retráteis de três pontos. Um discreto console com porta-copos é um mimo para quem senta no banco traseiro.

Confira o teste do modelo feito por Emilio Camanzi no programa Vrum

SOFISTICADO

Acabamento interno de boa qualidade e comandos bem localizados(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Acabamento interno de boa qualidade e comandos bem localizados (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
O acabamento interno do A1 S Line mantém o padrão Audi, com materiais de boa qualidade. Os bancos são revestidos com tecido nos tons cinza e preto, o painel tem detalhes em alumínio, com cobertura de material emborrachado. O volante de três raios é revestido em couro, tem boa pega e traz os comandos do som, computador de bordo e navegação. Os instrumentos do painel têm fundo preto e são de fácil visualização. No centro do painel uma tela mostra as informações do sistema de navegação e áudio.

DESEMPENHO

Mas o principal atrativo do A1 S Line é o conjunto mecânico. O motor 1.4 TFSI de 185cv esbanja eficiência, com bom torque já a partir de 2.000rpm. O turbo entra em ação de forma discreta, sem trancos, e proporciona um ruído agradável aos ouvidos, que deixa o motorista ainda mais entusiasmado. Se pisar fundo no acelerador, as respostas são imediatas, empurrando o cidadão contra o encosto do banco, favorecendo arrancadas e retomadas de velocidade. O brilho esportivo se deve também ao câmbio S Tronic de sete velocidades, com ótima relação de marchas e possibilidade de trocas em aletas atrás do volante. Tem ainda a opção S, que deixa o carro ainda mais esperto. Detalhe interessante do carro é o baixo consumo de combustível: o computador de bordo acusou média de 9,3km/l na cidade e 14,2km/l na estrada. Nada mal para um esportivo.

TECNOLOGIA

Rodas de liga leve aro 17 polegadas calçadas com pneus perfil 40(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Rodas de liga leve aro 17 polegadas calçadas com pneus perfil 40 (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
A direção foi bem calibrada e não traz problemas nem em manobras de estacionamento nem em velocidades elevadas. É claro que a Audi privilegiou a estabilidade no ajuste das suspensões, deixando o carrinho firme em curvas, mas o conforto fica de lado, já que a transferência das irregularidades do solo é notória. O carro é baixo e raspa a frente em entradas e saídas de rampas e lombadas. Os freios com ABS, EBD e outros atrativos demonstraram eficiência em diferentes situações, garantindo segurança em situações de emergência. Aliás, o A1 S Line esbanja em tecnologia e não fica devendo em nada à concorrência.

É ATREVIDO, MAS DETESTA BEBEDEIRA
Versão S Line do Audi A1 tem detalhes que enfatizam a esportividade, como aerofólio traseiro e rodas de liga leve aro 17 polegadas. Consumo de combustível impressiona
A1 Sportback tem carroceria de quatro portas e linha de cintura elevada(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
A1 Sportback tem carroceria de quatro portas e linha de cintura elevada (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)

AVALIAÇÃO TÉCNICA

ACABAMENTO DA CARROCERIA
As quatro portas apresentam alguns pontos com desnivelamento entre si. A tampa traseira está descentralizada em relação às lanternas e laterais traseiras. O capô tem boa montagem e a pintura bom acabamento. REGULAR


VÃO DO MOTOR

O motor preenche todo o vão, mas o acesso à manutenção é aceitável. O capô tem bom ângulo de abertura e é sustentado por amortecedores. Os itens de verificação constante têm fácil identificação e manuseio. Tem isolante acústico somente no painel de fogo, mas o resultado da insonorização em relação ao habitáculo é satisfatório. POSITIVO


ALTURA DO SOLO

Não tem chapa em aço para toda a zona inferior do motopropulsor, e sim, plástica de resistência aceitável. Toca com frequência em saídas de garagem com desnível a base inferior do para-choque/proteção plástica inferior e a parte central do chassi ao transpor quebra-molas salientes e curtos, devido à configuração bem esportiva das suspensões mais baixas. REGULAR


CLIMATIZAÇÃO

Não tem regulagem de temperatura diferenciada para condutor e passageiro nem difusor de ar específico para os passageiros de trás. É por comando manual, com função automática. Os difusores do painel têm formato circular e não giram 360 graus, mas o corpo interno das aletas tem boa angulação. Apresentou ótimo funcionamento. O tempo gasto para climatizar o habitáculo foi muito baixo e está bem vedado, porém ocorre incidência solar com aumento da temperatura nas cabeças do condutor/passageiro devido ao modelo do recobrimento interno do teto solar, que é perfurado, além da incidência solar nos olhos. REGULAR


FREIOS

Em uma condução bem esportiva não ocorre o afundamento exagerado do eixo dianteiro e permite frear forte na entrada de curvas de raios variados. O pedal de freio tem boa sensibilidade e o conjunto dianteiro e traseiro atuou com precisão, com ótima desaceleração, mantendo a trajetória. Não ocorreu fading e o freio de estacionamento atuou normal. POSITIVO


CÂMBIO

É automatizado com sete marchas e opção de uso manual sequencial por meio de aletas atrás do volante e na alavanca principal. As relações de marchas/diferencial estão muito bem definidas para esse motor turbinado com a nova curva e em função do peso em ordem de marcha. Tem a opção de uso mais esportivo com a alavanca na posição S. Proporciona dirigibilidade agradável, segura e ágil no uso misto. As trocas são suaves, rapidíssimas e a resposta em kick-down imediatas. POSITIVO


MOTOR

A nova calibragem desse motor 1.4 TFSI proporciona dirigibilidade muito superior ao da versão básica do A1 duas portas. Os ganhos de potência e torque são bem expressivos. São notáveis a aceleração e as retomadas de velocidade. O motor/filtro de ar produz uma rumorosidade agradável de funcionamento. POSITIVO


VEDAÇÃO

Boa contra água e poeira. POSITIVO


NÍVEL INTERNO DE RUÍDOS

O efeito aerodinâmico inicia-se a 110km/h e é crescente com a velocidade. Ao trafegar sobre pisos irregulares surgem vários ruídos no habitáculo que incomodam. NEGATIVO


SUSPENSÃO

O conforto de marcha é aceitável para a proposta dessa versão com essa nova motorização e pela calibragem das suspensões mais esportivas, mas quando sobre piso irregular (encontrados em BH e em algumas rodovias estaduais e federais), as transferências são facilmente passadas para dentro. Proporcionam um alto handling com destaque para excelente estabilidade pela precisão, rapidez e manutenção da velocidade no contorno de curvas de raios variados, além de mínima inclinação da carroceria. Tem controles eletrônicos de tração e estabilidade, que atuaram com precisão. REGULAR


DIREÇÃO

Os pneus são da série 40, muito vulneráveis a buracos, e qualquer descuido acarretará prejuízo e insatisfação em uma viagem longa. O volante tem boa pega e tamanho. O diâmetro de giro satisfaz e também a velocidade do efeito/retorno. A precisão na reta e em curvas é ótima e as suas reações são homogêneas. A coluna de direção tem ajuste manual em altura e distância com um bom curso. As cargas do sistema assistido estão muito bem definidas para estrada/cidade. REGULAR


ILUMINAÇÃO

Merece destaque a qualidade da iluminação no habitáculo. Há luz de cortesia no porta-malas, porta-luvas, pés do condutor/passageiro, base inferior das portas dianteiras, moldura dos altos-falantes e alça dos painéis de porta. No teto tem lanterna integrada com duplo spot fixo, com LEDs de alta qualidade em claridade, junto ao retrovisor, e duplo spot fixo, também com LEDs, acima do banco traseiro para os passageiros de trás. Os faróis são bixênon com regulagem automática de altura e lavador, sendo muito eficientes no facho baixo/alto, e conta com auxílio de faróis de neblina inseridos no para-choque. Um conjunto de LEDs instalado na base inferior dos faróis tem iluminação permanente dia/noite. Há sensor crepuscular. POSITIVO
Traseira tem aerofólio, saída dupla de escapamento e visibilidade ruim(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Traseira tem aerofólio, saída dupla de escapamento e visibilidade ruim (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)


LIMPADOR DO PARA-BRISA

São seis os esguichos no para-brisa, que têm boa abertura e vazão. Palhetas de boa qualidade limpam uma área razoável. No vidro traseiro o sistema também é eficiente, com esguicho acoplado ao braço da palheta e boa área de varredura. É fácil a identificação e manuseio do reservatório de água instalado dentro do vão do motor. O sistema tem sensor de chuva. POSITIVO


ESTEPE/MACACO

O estepe está instalado dentro do porta-malas, no fundo do assoalho. É especifico para pequenos deslocamentos e com velocidade máxima de 80km/h, o que no Brasil não é funcional, devido a baixa qualidade da manutenção em varias rodovias e ruas. A operação de troca é normal, mas é necessário retirar a calota central para ter acesso aos parafusos. Tem porca autoadaptadora antifurto. REGULAR


FERRAMENTAS

Tem chave de fenda combinada com Philips e duas opções de medida com halen estriada. POSITIVO


ALARME

O sistema é completo, com chave de ignição codificada do tipo canivete, que não precisa ser usada devido ao modo de ligar e desligar o motor, por meio de botão instalado no painel que reconhece a proximidade dela. Tem proteção perimétrica e volumétrica. Ao dar comando para travar as portas os vidros só sobem automaticamente se a tecla continuar sendo pressionanda. Tem função de abertura/ fechamento por um toque nas quatro portas e o sistema antiesmagamento atuou com precisão. POSITIVO


VOLUME DO PORTA-MALAS

O declarado é 270 litros e o encontrado foi 182 litros com a tampa do bagagito fechada, banco traseiro na posição normal e fechamento suave da tampa traseira.

Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan - www.danieltecnodan.wordpress.com


ERGONOMIA

(Ciência que estuda a adaptação das ferramentas de trabalho às características do corpo humano)

Positivo


1- Bancos revestidos em tecido facilitam a transpiração
2- Volante tem regulagens de altura e distância, boas espessura e pega, não permitindo a compressão dos tecidos moles das mãos
3- Direção com assistência hidráulica reduz esforço muscular nos braços
3- Comandos elétricos dos vidros e retrovisores externos estão corretamente posicionados próximo ao tronco do motorista
2- Pedais têm altura adequada, não exigindo posicionamento incorreto das articulações e flexão do quadril
3- Alavanca do freio de estacionamento corretamente localizada junto ao tronco do motorista
3- Alavanca do câmbio está corretamente posicionada próxima ao tronco do motorista

Negativo

1- Bancos dianteiros têm regulagem de altura, mas não contam com ajuste lombar, exigindo maior esforço da coluna. E os ajustes do assento e do encosto estão mal localizados, levando à postura inadequada e desconfortável
2- Apesar de ter duas pegas internas, tampa do porta-malas é
3- pesada, dificultando o fechamento e exigindo esforço dos braços
4- Banco traseiro não tem regulagens de assento, encosto e proteção lombar, exigindo maior esforço da coluna
5- Acesso ao banco traseiro é dificultado pelo teto baixo e deslizamento pesado dos bancos dianteiros
6- Cintos de segurança não têm regulagem de altura
7- Painel recuado dificulta acesso aos comandos, principalmente os do ar-condicionado, exigindo o deslocamento do tronco para a frente
8- Volante é feito com material liso, que possibilita que as mãos escorreguem

Análise feita pela ergonomista Flávia Gomes Soares dos Reis


PALAVRA DE ESPECIALISTA: PURA ADRENALINA

Daniel Ribeiro Filho, engenheiro

Se a versão com 1.4 turbo (122cv) já era muito prazerosa e mais fácil de conduzir dentro de lei, essa com o mesmo motor potenciado (185cv) é sem-noção. A aceleração é absurda pela rapidez com que atinge altas velocidades. As ultrapassagens em rodovias são precisas e muito seguras, e no trânsito urbano travado (máxima de 60km/h) o A1 “sofre” para a sua proposta dinâmica, mas é também agradável a sua condução. O acabamento interno é fino e de bom gosto. A qualidade do áudio Bose dispensa comentários.

FICHA TÉCNICA

MOTOR
Traseiro, transversal, quatro cilindros em linha, 1.390cm³ de cilindrada, de 185cv de potência máxima a 6.200rpm e 25,5kgfm de torque máximo entre 2.000rpm e 4.500rpm

TRANSMISSÃO
Tração dianteira, com câmbio automatizado S-Tronic, de sete velocidades, e dupla embreagem

DIREÇÃO
Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência eletrohidráulica

SUSPENSÕES/RODAS/PNEUS
Dianteira, independente, do tipo McPherson, com barra estabilizadora; e traseira com eixo de torção / 7 x 16 polegadas/ 215/40 R17

FREIOS
Discos ventilados na dianteira e rígidos na traseira, com sistema ABS (antitravamento), EBD (distribuição eletrônica da força de frenagem) e ESP (controle eletrônico de estabilidade)

CAPACIDADES
Do tanque, 45; porta-malas, 270; de carga (ocupantes e bagagem), 350kg

EQUIPAMENTOS

DE SÉRIE

Conforto/conveniência - Apoio de braço dianteiro, ar-condicionado, banco traseiro bipartido, bancos dianteiros esportivos, revestimento interno em tecido, coluna de direção ajustável, computador de bordo com marcador de temperatura, pacote de luzes com LEDs, pacote porta-objetos, volante esportivo em couro, multifuncional e com shift-paddles, retrovisores externos eletricamente ajustáveis, vidros laterais e traseiro com isolante térmico, Audi Music Interface, Bluetooth, rádio Concert.

Atrás vão duas pessoas em espaço militado, mas com itens de segurança(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Atrás vão duas pessoas em espaço militado, mas com itens de segurança (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Aparência - Acabamento interno em preto brilhante, alavanca de câmbio em couro, arco de pintura na cor do veículo, capa do espelho retrovisor externo na cor do veículo, lanternas traseiras com LEDs, para-brisa com faixa cinza de bloqueio solar, roda de liga leve aro 17 polegadas.

Segurança - Suporte Isofix para banco traseiro, airbag lateral dianteiro frontal, lateral e de cabeça dianteiro e traseiro, alarme antifurto, assistente de partida em aclives, cintos de segurança com sensor de afivelamento, dispositivo para desativação do airbag do passageiro, controle de estabilidade (ESP), espelho retrovisor interno com função antiofuscamento automático, faróis bixênon com luzes diurna em LED, faróis com ajuste automático de altura, faróis de neblina, luz de neblina traseira, preparação para rastreador, sensor de luz e de chuva, sistema de limpador dos faróis, travamento central com controle remoto a distância.

OPCIONAIS

Teto solar elétrico panorâmico Open Sky, arco e teto com pintura contrastante, sistema de navegação, ar-condicionado automático, sensor de estacionamento traseiro, controle de cruzeiro, Keyless-go, rádio com MMI, sistema de navegação, sistema de som Bose.
Na lista de opcionais do compacto premium está o teto solar elétrico(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Na lista de opcionais do compacto premium está o teto solar elétrico (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)

Quanto custa
O Audi A1 Sportback 1.4 TFSI é vendido nas versões Attraction, por R$ 99.900, e Ambition, por R$ 114.900. Com todos os opcionais chega a R$ 131.900.

Notas (0 a 10)

Desempenho 10
Espaço interno 7
Porta-malas 7
Suspensão/direção 8
Conforto/ergonomia 7
Itens de série/opcionais 9
Segurança 9
Estilo 10
Consumo 10
Tecnologia 9
Acabamento 9
Custo/benefício 9

Confira o teste feito por Emilio Camanzi no programa Vrum da TV Alterosa:


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade