Volkswagen Fox Highline 1.6 MSI é equipado e tem bom desempenho

Hatch tem motor 1.6 de 120 cavalos, câmbio manual de seis marchas e controles de tração e estabilidade e itens de conforto Mas cobra preço elevado pelo pacote

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 29/04/2015 12:12 / atualizado em 29/04/2015 14:29 Thiago Ventura /Portal Vrum

Reestilização deixou compacto mais atualizado - Thiago Ventura/EM/D.A Press Reestilização deixou compacto mais atualizado
 

O Volkswagen Fox surgiu em 2003 para substituir o best seller Gol. Não deu certo e o carro acabou entrando num nicho acima, dos compactos-premium. Com o fim iminente do Polo, o hatch domina as forças da marca alemã no segmento. No ano passado, ganhou nova reestilização e boas novidades mecânicas, com destaque para o motor MSI de 120 cavalos. Por hora, está disponível a partir da versão Highline.


VEJA FOTOS DO FOX HIGHLINE! 

Nessa configuração, o modelo 2015 parte dos R$ 51.780 e inclui câmbio manual de seis marchas, controles eletrônicos de estabilidade e tração e assistente de partida em rampas, piloto automático e sensores dianteiros e traseiros de estacionamento. Além disso, oferece itens já disponíveis na versão Comfortline, como trio elétrico, vidros elétricos nas quatro portas, faróis e lanternas de neblina, sistema de som com rádio AM/FM, CD-player, Bluetooth, MP3 player e entradas USB, SD-card e auxiliar.



Estilo

Nesta reestilização, o Fox ganhou elementos típicos de modelos de categoria superior da Volkswagen. As linhas básicas seguem a plástica de 2008, mas de fato o carro ficou mais interessante. A dianteira tem detalhes que lembram o médio Golf, especialmente no para-choques. Além disso, há um filete cromado que liga dos dois farois, item que identifica as versões mais completas dos veículos da marca.

Acabamento tem plástico duro, mas ainda agrada - Thiago Ventura/EM/D.A Press Acabamento tem plástico duro, mas ainda agrada


Na traseira, a Volks implementou mais detalhes de modelos como Golf e Passat: as lanternas são horizontais, com um filete no meio da tampa do porta-malas, onde há o logo da marca. O tiro saiu pela culatra: se comparado com o modelo anterior, as novas lanternas dão impressão que o modelo é menor. Sério, a traseira ficou muito curta, mas na verdade é a mesma. Aliás, lembra da realidade que o Fox é um hatch compacto, com preço mais elevado. Para compensar, a versão Highline exibe belas rodas de liga-leve (Tango) de 15 polegadas.

Sensores de estacionamento dianteiros - Thiago Ventura/EM/D.A Press Sensores de estacionamento dianteiros


No interior, é difícil apontar as novidades e o layout segue a receita anterior. No entanto, há um novo volante multifuncional revestido em couro com base achatada, semelhante ao que equipa a versão de entrada do Golf. Há também pedaleiras em alumínio. O acabamento é bom para a categoria, mantendo o mesmo padrão do modelo anterior. Com ajustes de altura, o banco acolhe bem o motorista e o volante permite regulagem de profundidade. Ou seja, o carro segue com boa (e elevada) posição de dirigir, como de costume.

Rodando

O melhor do Fox reestilizado está na parte mecânica. A versão Highline oferece o motor quatro cilindros 1.6 MSI 16V, que faz parte da família EA211. O propulsor é capaz de render até 120 cavalos com etanol e 110 com gasolina, ante os 104/101 do antigo 1.6. O toque fica nos 15,8kgfm (G) / 16,8kgfm (E) a 4.000 rotações. O motor utiliza corrente ao invés de correia dentada e dispensa o famigerado tanquinho de combustível.

Belas rodas liga leve de Tango 16 polegadas (Opcionais por R$1.484) - Thiago Ventura/EM/D.A Press Belas rodas liga leve de Tango 16 polegadas (Opcionais por R$1.484)


Com novo propulsor, o carro ficou muito mais esperto, especialmente nas baixas rotações. Segundo a Volks, 85% do torque já está disponível a 2.000 rpm. Ao acelerar firme, o Fox mostra mais apetite e consegue desempenho superior que o modelo com bloco antigo.

O casamento fica perfeito com o câmbio manual de seis marchas. Os engates são precisos e o curso das marchas é curto, que torna a direção bem agradável. A sexta marcha permite maior economia, com o motor rodando em baixas rotações. O carro pode ser configurado com câmbio automatizado I-Motion de cinco marchas. Apesar do conforto, é praticamente um pecado não preferir a caixa de seis marchas.

Novas Lanternas dão impressão que a traseira é menor - Thiago Ventura/EM/D.A Press Novas Lanternas dão impressão que a traseira é menor
Cereja do bolo: câmbio seis marchas é ótimo - Thiago Ventura/EM/D.A Press Cereja do bolo: câmbio seis marchas é ótimo


Também são bem vindos os controles de tração e estabilidade, que levam o Fox a um patamar exemplar de segurança. Há ainda bloqueio de diferencial e sistema de distribuição de freios. Esses itens deixam o carro mais firme nas curvas. Por fim, oferece Hill Holder, que segura o carro em aclives e declives.

Veredicto

O Fox Highline é um carro com visual atualizado e muito bem equipado. Possui bons níveis de conforto e segurança, além de desempenho que agrada. Porém cobra um preço elevado para isso. O valor do modelo 2015 parte dos R$ 51.780, mas pode chegar aos R$ 64.245 com todos os opcionais: pintura metálica (R$ 1.178,0) teto solar (R$ 2.621), revestimento que imita couro (R$ 709) sistema de som com navegação (R$ 3.236), Módulo Tecnológico I (R$ 2.027), módulo de segurança I (R$ 1.209) e rodas de liga leve aro 16” (R$ 1.484). Como o câmbio automatizado I-Motion, o preço parte dos R$ 55.160.

Thiago Ventura/EM/D.A Press


Considerando os R$ 51,7 mil, o comprador pode pensar em Citröen C3 1.5 manual Tendance (R$49.490), Fiat Punto Essence 1.6 (R$ 50.410), Ford New Fiesta Hatch 1.6 SE (R$ 49.890), Honda Fit 1.5 Flex DX (R$ 49.990) ou o Peugeot Allure 1.5 (R$ 51.790), dentre outros.

Conjunto óptico com máscara negra - Thiago Ventura/EM/D.A Press Conjunto óptico com máscara negra
Motor 1.6 dispensa o tanquinho e rende até 120cv - Thiago Ventura/EM/D.A Press Motor 1.6 dispensa o tanquinho e rende até 120cv
Lanternas lembram a do irmão mais velho, Golf - Thiago Ventura/EM/D.A Press Lanternas lembram a do irmão mais velho, Golf
Posição de dirigir é elevada - Thiago Ventura/EM/D.A Press Posição de dirigir é elevada
Quem já teve carro Volks, já passou por isso. Cadê a tampa que tava aqui? Sumiu com o carro em movimento... - Thiago Ventura/EM/D.A Press Quem já teve carro Volks, já passou por isso. Cadê a tampa que tava aqui? Sumiu com o carro em movimento...
Thiago Ventura/EM/D.A Press
Completo, com todos os opcionais pode custar até R$ 64 mil - Thiago Ventura/EM/D.A Press Completo, com todos os opcionais pode custar até R$ 64 mil
VEJA FOTOS DO FOX HIGHLINE!

Tags: teste

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação