Impressões ao dirigir:

Avaliação: Lexus RX 350 F-Sport agrada pelo design e conforto

SUV de R$ 301 mil é para quem deseja um carro de luxo e quer fugir do 'lugar comum' das marcas alemãs. Lexus RX 350 tem visual arrebatador, mas nova geração chega em breve

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 29/07/2015 12:10 / atualizado em 29/07/2015 14:32 Thiago Ventura /Portal Vrum
Veículo tem tração integral permanente  - Thiago Ventura/EM/D.A Press Veículo tem tração integral permanente

“Que carro é esse?” Responder essa pergunta a todo momento é um dos ‘prazeres’ dos proprietários de Lexus, marca de luxo da Toyota. Oficialmente no Brasil desde 2012, começa a aparecer mais no mercado nacional apostando nos SUV, entre eles o RX 350 F-Sport, um dos primeiros a desembarcar. Mesmo assim, o design exótico ainda causa estranheza num dos atributos alardeados pela Lexus: a exclusividade que chama atenção.

Para quem ainda não conhece detalhes da marca, um mini-guia: o numeral após a sigla refere ao tamanho do motor. Nesse caso, temos um 3.5 V6, com 277 cavalos de potência máxima e torque de 35,3 kgf.m. O câmbio é manual de seis velocidades e a tração é integral permanente. Com o pacote de acessórios F-Sport, o preço sugerido é de R$301.350.


Estilo

A linha RX da Lexus foi a primeira de SUV de luxo no mundo, com o RX 300 de 1997. Nesta terceira geração do modelo que o Vrum teve acesso, o carro exibe a segunda reestilização, já com a nova linguagem de estilo da marca japonesa. A dianteira é imponente, com a grade em formato de trapézio e os faróis de xenon no formato de ‘L’. O conjunto resulta num design incomum, denominado ‘'spindle grille'. om o pacote F-Sport, a grade term formato de colméia, para-choques encorpado e luzes diurnas de LED.

Interior segue receita de design ousado - Thiago Ventura/EM/D.A Press Interior segue receita de design ousado


Na lateral, vincos agressivos seguem a receita de linhas ousadas. As rodas aro 19 tem um tom grafite. As lanternas traseiras também são em LED de há detalhes cromados em diversos. No teto, um rack funcional. SUV de médio porte, possui 4,77 m de comprimento por 1,88 m de altura e 1,72 m de altura. A medida entre-eixos é de 2,74 m. O grandalhão pesa 2.085 kg.

Voltada para concorrer com marcas premium como Mercedes-Benz, Audi e BMW a Lexus aposta num design agressivo com linhas que chamam atenção. Essa linguagem também se aplica ao RX 350, que resulta num estilo ‘ame ou odeie’. De toda forma, há um consenso: os ocupantes não vão passar despercebidos.

Linguagem de estilo da Lexus tem grade em formato de trapézio  - Thiago Ventura/EM/D.A Press Linguagem de estilo da Lexus tem grade em formato de trapézio


Vida a bordo

Fabricado no Japão e mirando o mercado norte-americano (onde a marca tem bons resultados), o RX 350 foi projetado para agradar aquele consumidor. Conforto é palavra-chave e o grandalhão leva cinco passageiros com muito espaço. O ar-condicionado é digital com duas zonas e os bancos dianteiros têm sistema de aquecimento e regulagem elétrica.

Para regular o volante, outro mimo: os controles de altura e profundidade são elétricos. Volante e banco do motorista têm memória para três perfis: ao entrar no carro, ambos recuam para facilitar o acesso. Ao virar a chave, o conjunto retorna a uma das posições memorizadas. Quando o veículo é desligado, mais uma vez banco e volante abrem espaço.

Rodas têm 19 polegadas - Thiago Ventura/EM/D.A Press Rodas têm 19 polegadas


Os bancos traseiros têm regulagem de inclinação, dessa vez manual. Duas alavancas rebatem os bancos com facilidade oferecendo 1.132 litros. Na posição normal, o porta-malas leva 446 litros. E a tampa tem sistema de comando elétrico para abertura e fechamento.

O sistema multimídia conta com tela LCD de 8 polegadas. Apesar de não ser touch, o equipamento tem recurso bem interessante: um controle remoto no console central funciona como mouse, tornando fácil a operação. Oferece GPS, DVD Player (só funciona com o veículo parado), entradas auxiliar USB e conexão Bluetooth. São 12 alto-falantes e quatro tweeters.

Cofre do motor é totalmente coberto - Thiago Ventura/EM/D.A Press Cofre do motor é totalmente coberto


O veículo é muito bem construído, com acabamento impecável. Há apliques em couro, madeira e plásticos de qualidade e material sensível ao toque. São vários porta-trecos, porta-copos e outros compartimentos, a maioria com tampa. Há câmera de ré e sensores de estacionamento dianteiro e traseiro.

O design da cabine segue a linha ousada e agressive, com soluçõe incomuns para os instrumentos, central multimídia e controles de sistemas do carro. O senão fica por conta dos mostradores: gráficos muito simples para um veículo dessa categoria, que mostra a idade avançada da geração. Outro ponto negativo é o teto solar simples. Merecia um do tipo panorâmico.

Ao volante

O Lexus RX 350 F-Sport tem um powertrain eficiente que oferece desempenho adequado o porte do modelo. O motor V6 3,5 VVT-i 24V DOHC a gasolina controla o tempo de abertura das válvulas de admissão e escape, otimizando a dirigibilidade. O bloco oferece 277 cavalos a 6.200 rotações com torque máximo de 35,3 kfg.m a 4.700 rpm. O câmbio automático de seis velocidades tem modo sequencial com trocas suaves e há opção de modo manual com borboletas no volante.

Thiago Ventura/EM/D.A Press


É o SUV possui calibragem da suspensão que privilegia o conforto, mesmo com as esburacadas ruas brasileiras. Apesar dos bons números do motor, na prática temos um desempenho justo, mas que nao empolga. A questão é que o veículo tem mais de duas toneladas, atrapalhando a relação peso-torque e peso potência. Para obter uma arrancada firme é preciso pisar fundo.

O modelo responde, mas não na mesma rapidez de concorrentes alemães com motor turbo. As respostas de força e potência estão em rotações elevadas. E isso, é claro, corresponde no consumo. Segundo o Inmetro, o veículo faz 6,5 km/l na cidade e 8,5 km/l na estrada. Em nosso teste de 300 quilômetros, não conseguimos mais que 6 km/l em circuito misto.

Thiago Ventura/EM/D.A Press


Além disso, o modelo carece de novas tecnologias dos rivais, como sistema start-stop e regulagens eletrônicas da performance do veículo. O RX 350 até tem seleção para modo neve, mas isso é inexpressivo no Brasil. Modelos rivais permitem que o motorista regule a calibragem de motor, câmbio e suspensão para privilegiar conforto, performance ou economia, por exemplo.

Em relação à segurança, contudo o RX 350 tem pacote farto. São dez airbags (frontais, laterais, duplos de cortinas e de joelhos) e controles eletrônicos de estabilidade, e tração. Há sistema de partida em rampas, freios a disco nas quatro rodas com ABS, distribuição eletrônica de frenagem e sistema de assistência `afrenagem. Há ainda sistema adaptativo de luzes dianteiras, todos os retrovisores são eletrocrômico e sistema Isofix para cadeirinhas infantis.

Modelo tem abertura e fechamento elétrico do porta-malas - Thiago Ventura/EM/D.A Press Modelo tem abertura e fechamento elétrico do porta-malas


Conclusão

O Lexus RX 350 F-Sport é um SUV de luxo que marca presença por onde passa, graças ao design exótico e exclusividade da marca. É uma opção para quem deseja um modelo premium, mas quer fugir do ‘lugar comum’ das marcas alemãs. No entanto, há um porém: a nova geração será lançada ainda este ano nos Estados Unidos e deve chegar no próximo ao Brasil. Assim, deve-se considerar rivais como o Audi Audi Q5 Ambition, que tem motor 3.0 V6 Turbo FSI 272 cavalos (R$ 271.990) ou o BMW X4 xDrive35i M Sport, com bloco 3.0 L e 306 cavalos de potência (R$314.950).

Banco traseiro tem regulagem do encosto - Thiago Ventura/EM/D.A Press Banco traseiro tem regulagem do encosto
Detalhe do câmbio e do joystick para controle da central mutimídia - Thiago Ventura/EM/D.A Press Detalhe do câmbio e do joystick para controle da central mutimídia
Thiago Ventura/EM/D.A Press
Quadro de instrumentos merecia mais tecnlogia - Thiago Ventura/EM/D.A Press Quadro de instrumentos merecia mais tecnlogia
Thiago Ventura/EM/D.A Press

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação