Estilingue avarento

TESTE: Aceleramos o up! TSi, versão turbinada do compacto da Volkswagen

Com turbo suave e progressivo, modelo apresentou desempenho esportivo já em baixas rotações, além de menor consumo. Confira suas diferenças em relação à versão aspirada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 16/08/2015 11:28 / atualizado em 16/08/2015 12:32 Paulo Eduardo /Estado de Minas

Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press
Esta é a fórmula ideal: desempenho excepcional e baixo consumo. O up! TSi proporciona isso. O motor de três cilindros 1.0 aspirado tem desempenho de cilindrada maior, mas o turbo não deixa dúvidas: o carro parece ter um estilingue. Primeiro, ouve-se o som grave da turbina entrando em funcionamento, a força extra e suave vem em seguida, e o up! TSi dispara. Não joga o motorista contra o banco, apenas faz o carro se deslocar muito rápido. Segundo o fabricante, os comandos variáveis de admissão e escape, a válvula (wastegate) de aceleração do turbo e o intercooler dentro do coletor de admissão eliminam o retardo do turbo, denominado “turbo lag”. Outra vantagem da turbina é diminuir as condições em que ocorreria pré-detonação quando se usa gasolina.


As ultrapassagens são seguras e feitas em curto espaço de tempo. O TSi sai da imobilidade e atinge 100km/h em apenas 9,1 segundos. A velocidade máxima de 184km/h é de carro 2.0 aspirado, mas o desempenho vai muito além. O comportamento dinâmico é sempre previsível. E o controle de tração segura a fera, evitando escorregar nas arrancadas ou quando começa a destracionar em curvas. O up! é fácil e agradável de dirigir, com direção leve e precisa.

 

Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press


O torque aparece cedo (1.500rpm) e se as retomadas em quinta e quarta marchas levam mais tempo por causa do diferencial alongado em 26% em relação ao motor aspirado, basta engatar a terceira e obter resposta imediata. O consumo é ainda menor em relação ao motor aspirado. E o menor já registrado pelo Inmetro. Uma das razãoes é o diferencial mais longo, pois as rotações demoram mais a subir. Além do menor consumo, a vantagem é o interior mais silencioso. Em rotação mais baixa, há menos ruído vindo do motor. Segundo a Volks, foram feitas muitas alterações no motor turbo em relação ao aspirado. Suspensão, molas e amortecedores foram recalibrados. Freios e embreagem, redimensionados. Virabrequim, pistãos e bielas são forjados e têm menor peso. Para abrigar o intercooler, mecanismo que resfria o ar para entrar na câmara, o comprimento do carro aumentou em 4cm.


Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press


INJEÇÃO Passa a ser direta na câmara de combustão. Além de mais eficiente, dispensa o sistema de partida a frio. E os injetores de cinco orifícios realizam múltiplas injeções em cada ciclo. A pressão do turbo varia de 0,9 bar a 1,2 bar. O sensor de etanol fica antes da bomba e identifica o combustível, evitando demora no reconhecimento.

CARROCERIA A tampa traseira é pintada na cor preta para diferenciar a versão turbo da aspirada. As configurações são as mesmas e apenas a versão take, de entrada, não tem turbo. E a versão testada, a Speed, é a topo de linha. As faixas laterais e retrovisores pintados na cor azul fazem referência ao Gol Gti. O up! é o carro mais seguro do país em sua categoria e ganhou nota máxima em segurança de adultos e crianças, além de ter o menor indice de reparabilidade. Custa menos no conserto.


Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press


DEVENDO A VW deve encosto traseiro fracionado (1/3, 2/3) para transportar, se for o caso, bagagem e passageiros, regulagem de distância do volante, cinto de três pontos para o assento central traseiro e regulagem de altura dos cintos dianteiros, pelo menos.
O up! é um dos melhores carros já produzidos no país e apontado como o mais confiável de sua categoria na Europa.

 

 

Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press

 

CONECTIVIDADE: Navegador inflexível (Pedro Cerqueira)

Assim como nas demais versões, o sistema multimídia do VW up! TSi é manuseado a partir da telinha fixada no painel. O mais legal disso é que a tela pode ser facilmente removida, evitando o furto. A navegação é fácil de ser usada e também informa sobre os radares. Definido o endereço, o GPS dá algumas opções de rota, o que pode ser bom para sair de pontos em que você sabe que o trânsito está ruim. Mas, caso você saia dessa rota, o sistema não mostrou capacidade de recalcular o trajeto a partir dali, e nos indicou retorno ao caminho inicial.


Quanto às mídias, percebe-se logo a ausência de entrada USB. Estão disponíveis CD/MP3 player, rádio, entrada auxiliar e cartão SD. O Bluetooth funciona com aplicativos do smartphone, como o Spotify, mas, naturalmente, o conteúdo fornecido vai onerar seu pacote de dados. A telefonia não tem comando de voz, mas pode ser facilmente operada pela telinha do multimídia. Porém, o manuseio desta função exige que o motorista tire uma mão do volante e desvie o olhar para a tela. Talvez por se tratar de um carro pequeno, onde tudo está à mão, falta ao up! comandos no volante.


Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press


FICHA TÉCNICA

MOTOR

Dianteiro, transversal, turbo de três cilindros em linha, 999cm³, 12 válvulas, flex, 101cv (gasolina) e 105cv (etanol) a 5.000rpm de potências máximas e torque de 16,8kgfm (g/e) a 1.500rpm

TRANSMISSÃO
Tração dianteira, com câmbio manual de cinco marchas

SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS
Dianteira, independente, do tipo McPherson, barra estabilizadora; e traseira interdependente com braços longitudinais/de liga leve de 15 polegadas/185/60 R15

DIREÇÃO

Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência elétrica

FREIOS
Discos ventilados na dianteira, tambor na traseira, com ABS

CAPACIDADES
Do tanque, 50 litros; carga útil (passageiros mais bagagem), 410 quilos; porta-malas, 280 (**)/250 (***);

PESO

999kg
Dimensões (AxBxCxDxE) (m) (*) 3,65x1,65x1,50x 2,42x1,85

DESEMPENHO

Velocidade máxima (km/h) (**) 182(g)/184(e); aceleração até 100 km/h (s) (**) 9,3 (g)/9,1(e)
Consumo cidade (km/l) (****) 13,8(g)/9,6(e); consumo estrada (km/l) (****) 16,1(g)/11,1 (e))

(*) A: comprimento; B: largura; C: altura; D: entre-eixos e E: medida de conforto (distância entre o pedal do freio e o encosto do banco traseiro)
(**) Dados dos fabricantes
(***) Medição do caderno Vrum
(****) Dados do Inmetro

Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press


EQUIPAMENTOS


DE SÉRIE
Ar-condicionado, computador de bordo, coluna de direção com regulagem de altura, airbags frontais, freios ABS, controle de tração, sensor de estacionamento traseiro, CD player com Bluetooth, e conexões USB, iPod e auxiliar, alarme, alerta de frenagem de emergência, banco do motorista com ajuste de altura, chave tipo canivete, retrovisor com luzes indicadoras, faróis auxiliares, lanterna de neblina, tampa do porta-malas com abertura elétrica, vidros dianteiros, retrovisor e travas elétricas, entre outros.

OPCIONAIS
Não há.



NOTAS (0 a 10)


Desempenho 10
Espaço interno 8
Porta-malas 7
Suspensão/direção 9
Conforto/ergonomia 8
Itens de série/opcionais 9
Segurança 9
Estilo 8
Consumo 10
Tecnologia 9
Acabamento 9
Custo/benefício 8



QUANTO CUSTA

O up! TSi Speed tem preço sugerido de R$ 49.990.

Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press


AVALIAÇÃO TÉCNICA


Acabamento da carroceria
A qualidade da pintura é boa. As quatro portas têm montagem satisfatória; e capô e tampa traseira, apenas razoável. POSITIVO

Vão do motor

O vão é muito pequeno pelo projeto da carroceria e o motor, mesmo com três cilindros, o preenche totalmente, dificultando bastante o acesso à manutenção de vários componentes. O capô tem bom ângulo de abertura. O vão tem aspecto organizado e limpo e os itens de verificação constante têm fácil acesso e manuseio. REGULAR

Altura do solo
Não ocorreram interferências com o solo, inclusive com 410kg de carga útil. POSITIVO

Climatização

É por comando manual. No painel, há dois difusores de ar nas laterais, além de um difusor na parte superior do painel. Funciona bem e proporciona conforto em pouco tempo, favorecido pela pequena área da cabine. A caixa de ar tem quatro velocidades e são quatro as opções de direcionamento do fluxo. POSITIVO

Freios

O pedal de freio apresentou boa relação e sensibilidade. O ABS apresentou calibragem e resposta razoáveis. Em frenagem de emergência, com o veículo em velocidade, sobre asfalto seco, a desaceleração foi satisfatória e com boa manutenção da trajetória, seja com o veículo carregado ou vazio. O freio de estacionamento atuou normalmente. POSITIVO

Câmbio
O veículo é dotado de controle de tração que minimiza a “patinagem” das rodas dianteiras num uso mais esportivo, preservando a transmissão. A embreagem é macia, tem boa progressividade e curso. Merecia um câmbio com seis marchas, com relações mais próximas e diferencial mais curto para proporcionar mais prazer numa condução esportiva. O câmbio de cinco marchas tem relações muito longas quando a troca é feita na rotação máxima do motor, onde a 2ª marcha atinge 100km/h, a 3ª, 160km/h e a 4ª, 190km/h. Em 5ª marcha, a 110km/h, o motor gira a 2.500rpm. A qualidade de engate é ótima em precisão, maciez, curso da alavanca e pega no pomo, além do funcionamento silencioso do trambulador. As relações longas não prejudicam a dirigibilidade no uso urbano, com torque máximo a apenas 1.500rpm. REGULAR

Motor
É brilhante a performance para a cilindrada e número de cilindros. A injeção direta de combustível e o turbo muito bem dimensionado e calibrado fazem a grande diferença na curva em relação à versão aspirada. A aceleração é ótima e as retomadas de velocidades são muito eficientes, trazendo prazer na condução. A rumorosidade de funcionamento é baixa. POSITIVO

Vedação
Boa contra água e poeira. POSITIVO

Nível interno de ruídos
O efeito aerodinâmico inicia-se a 100km/h, sendo crescente com a velocidade. Ao trafegar sobre piso de paralelepípedo, asfalto em má conservação e estrada de terra batida com algumas imperfeições, surgem vários pequenos ruídos no habitáculo. NEGATIVO

Suspensão

O conforto de marcha está em um nível aceitável para a proposta dinâmica da versão, mas tem perda significativa quando com carga útil máxima e pressão dos pneus para essa condição. A estabilidade é alta, proporcionando um excelente handling, com uma dirigibilidade prazerosa e segura em rodovias, onde se pode andar mais rápido. REGULAR

Direção
A coluna de direção tem ajuste em altura com bom curso. As cargas do sistema eletromecânico estão muito bem calibradas, seja para o uso na cidade com boa leveza e agilidade, seja em estrada, com ótima sensibilidade e reações seguras e rápidas. A velocidade do efeito retorno é razoável e o diâmetro de giro é bom. A precisão na reta e em curvas é muito boa. É baixa a rumorosidade do conjunto em curvas sobre piso irregular usual. POSITIVO

Iluminação
Não tem iluminação nos comandos elétricos de acionamento dos vidros, trava e regulagem elétrica dos retrovisores externos, mesmo com os faróis acesos. Os faróis têm construção com parábola simples e contam com o auxiares de neblina. Não tem regulagem elétrica de altura em função da carga transportada, nem nenhuma luz de cortesia. O quadro de instrumentos tem fácil leitura dia/noite. NEGATIVO

Limpador do para-brisa

Não tem sensor de chuva. Os sistemas de limpeza no para-brisa e no vidro traseiro são eficientes, com boa área varrida, bons esguichos e palhetas de qualidade. É fácil o acesso ao reservatório d’água instalado dentro do vão do motor. POSITIVO

Estepe/macaco

O estepe tem a roda em aço e pneu (175/70R14), limitado à velocidade máxima de 80km/h, diferente dos de uso (185/60R15) no fabricante e nas medidas. Está instalado no fundo do porta-malas. Para retirar a calota central, tem grampo no kit. A operação de troca é normal, mas há alteração no comportamento dinâmico do veículo ao utilizar o estepe em rodovias, principalmente com o veículo carregado. REGULAR

Alarme

A chave de ignição é codificada e do tipo canivete. Há proteção perimétrica das partes móveis e a volumétrica dentro do habitáculo. Não tem função um toque para descer/subir os vidros dianteiros e, ao dar comando para travar as portas, com o controle na chave, os vidros dianteiros não sobem automaticamente. REGULAR

Volume do porta-malas
O declarado pela fábrica é de 285 litros, e o encontrado foi de 250 litros, sendo prejudicado pelo suporte lateral que tem duas opções de altura do recobrimento do assoalho, estando a tampa do bagagito fechada e fechamento suave da tampa traseira.

Avaliações do engenheiro Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan.
www.danieltecnodan.com.br

Tags: avaliação turbinado turbo tsi up! wv volkswagen vrum caderno teste

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
Queremos sua ajuda para deixar a experiência no VRUM ainda melhor! Participe Participe