Vontade de vencer

Saveiro Cross cabine dupla evolui para fazer frente à Strada Adventure

Parte frontal diferente do Gol e novo painel são as principais novidades de estilo da Volkswagen Saveiro Cross cabine dupla 2017, que passa a ter maior altura em relação ao solo. Eletrônica enfatiza segurança

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 24/04/2016 08:00 / atualizado em 25/04/2016 16:54 Paulo Eduardo /Estado de Minas

Euler Júnior/EM/D.A Press
A Saveiro cabine dupla na versão Cross concorre com a líder Fiat Strada, que tem porta traseira lateral para melhorar acesso ao espaço traseiro. O visual do modelo 2017 muda. A grade frontal é diferente do Gol e mais próxima da grandalhona Amarok. O painel é o mesmo do Gol, mais moderno, funcional e bonito. O volante parecido com o do Golf agrupa diversas funções. A suspensão de rodar confortável está mais alta para encarar caminhos difíceis. O espaço traseiro é apenas razoável e adequado a criança e adulto de estatura menos elevada. O dilema é o acesso. Praticamente proibido para idosos, exige contorcionismo. Não é fácil entrar e mais difícil ainda sair. Uma porta lateral poria fim ao dilema, como a concorrente.

SEGURANÇA É o que não falta nessa caminhonete. Controles de estabilidade e tração são de série. O primeiro reconhece situação crítica reduzindo a força do motor e freia uma ou mais rodas até atingir estabilidade ideal. Enquanto o segundo auxilia na arrancada em piso de baixa aderência e o bloqueio eletrônico do diferencial freia a roda de menor tração. O ABS off-road reduz espaço de frenagem em piso ruim. Além do conhecido controle de partida em rampa, freando o veículo em cerca de dois segundos, o controle de descida aciona os freios automaticamente por meio de tecla no painel central, em baixa velocidade, proporcionando mais segurança e controle. Os freios são a disco em todas as rodas.

A tampa da caçamba é bem leve e a abertura se dá por meio do logotipo da VW no centro - Euler Júnior/EM/D.A Press A tampa da caçamba é bem leve e a abertura se dá por meio do logotipo da VW no centro
A tampa da caçamba é bem leve e a abertura se dá por meio do logotipo da marca no centro. A capota marítima é de fácil manuseio tanto para retirar quanto para recolocar. O degrau lateral ajuda na colocação de carga. O estepe fica sob a caçamba e é de fácil furto. A picape cedida para testes teve o conjunto roda/pneu furtado. E durante a sessão de fotos, um parafuso quase perfura o pneu traseiro.

Painel igual ao do Gol tem visual agradável e comandos bem localizados - Euler Júnior/EM/D.A Press Painel igual ao do Gol tem visual agradável e comandos bem localizados

 

Comandos bem posicionados na porta do motorista - Euler Júnior/EM/D.A Press Comandos bem posicionados na porta do motorista
DIRIGINDO Alterações no sistema de suspensão e novos pneus implicam maior altura do solo. A picape fica mais desenvolta em caminhos de terra e surpreende na superação de obstáculos. A direção com assistência hidráulica é um pouco pesada em comparação com a elétrica nas manobras, enquanto o diâmetro de giro grande exige mais manobras em espaço apertado. A coluna de direção conta com regulagem de altura e distância. A visibilidade traseira é ruim, como na maioria desse tipo de carroceria. O quadro de instrumentos tem leitura imediata.

Espaço no banco traseiro é limitado, apenas razoável - Euler Júnior/EM/D.A Press Espaço no banco traseiro é limitado, apenas razoável
Porém, o melhor é acelerar e sentir a elasticidade do motor 1.6 MSI, que é derivado do 1.0 de três cilindros. Produz som agradável e suave. As respostas são rápidas e o motor não tem vocação para a bebedeira. Aliado a isso, o imbatível câmbio de engates macios e precisos da Volkswagen. O rodar se assemelha bem ao de automóvel, mas em superfície irregular nem sempre o sistema consegue filtrar as imperfeições, transferindo-as aos passageiros. A Saveiro Cross tem o comprimento de um sedã médio. Não é prática em espaços apertados, mas como as caminhonetes viraram febre no Brasil, a Saveiro cumpre o que promete, além de ter visual agradável. Está se aprimorando para fazer frente à rival.


Ficha técnica

• MOTOR
Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 1.598cm³ de cilindrada, 16 válvulas, que desenvolve potências máximas de 110cv (gasolina) e 120cv (álcool) a 5.750rpm e torques máximos de 15,8kgfm (gasolina) e 16,8kgfm (álcool) a 4.000rpm

• TRANSMISSÃO
Tração dianteira, com câmbio manual de cinco velocidades

• SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS
Dianteira, independente, do tipo McPherson, com braços triangulares transversais e barra estabilizadora; e traseira, interdependente, com braços longitudinais e barra estabilizadora / 6 x 15 polegadas, em liga leve / 205/60 R15 Pirelli Scorpion (de uso misto)

• DIREÇÃO
Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência hidráulica

• FREIOS
Disco ventilado na dianteira e sólido na traseira, com ABS (opcional)

• CAPACIDADES
Tanque, 55 litros; capacidade de carga (passageiros e bagagem) e volumétrica da caçamba, 607 quilos e 580 litros, respectivamente


Motor 1.6 MSI tem funcionamento suave, proporciona respostas rápidas e é econômico - Euler Júnior/EM/D.A Press Motor 1.6 MSI tem funcionamento suave, proporciona respostas rápidas e é econômico
Equipamentos

• DE SÉRIE
Alarme, airbag, ABS com função off-road, ar-condicionado, iluminação da caçamba, capota marítima e ganchos deslizantes na caçamba, coluna de direção com ajuste de altura e distância, controles eletrônicos de estabilidade e de tração, bloqueio eletrônico do diferencial, controle de partida em rampa (hill hold) e controle de descida (HDC) faróis auxiliares de dupla ação (neblina e milha), janela traseira deslizante, retrovisores com luzes de direção, rede para pequenos objetos na parte de trás da cabine, rodas de liga leve de 15 polegadas com pneus 205/60 de uso misto, vidros e trava com acionamento elétrico, volante multifuncional e rádio com MP3 player, Bluetooth, interface para iPod, entradas USB, auxiliar e cartão SD.

• OPCIONAIS

Cross completo – Espelho retrovisor interno antiofuscante (eletrocrômico); controle automático de velocidade, tomada 12V no console na parte de trás e caçamba; sensores de chuva e crepuscular, revestimento dos bancos em couro sintético “Native”; revestimento da porta parcialmente em couro; sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, tapetes de carpete (R$ 2.640). Módulo navegação – multimídia com tela tátil com navegação Discover Media e App-Connect e suporte para celular (R$ 1.840) e Pneus 205/60 R15 All Terrain (off-road), R$ 140


Quanto custa?
A Saveiro Cross cabine dupla tem preço básico sugerido de R$ 69.250. Com todos os opcionais, R$ 73.870.


Notas (0 a 10)

Desempenho 9
Espaço interno 7
Caçamba 8
Suspensão/direção 7
Conforto/ergonomia 8
Itens de série/opcionais 8
Segurança 8
Estilo 8
Consumo 8
Tecnologia 9
Acabamento 8
Custo/benefício 7

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação