Teste

Chevrolet Spin Activ: com visual mais agradável, minivan conserva a versatilidade de costume

Versão aventureira perdeu o estepe pendurado e ganhou configuração de sete lugares. Mudanças no visual da minivan foram positivas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 13/08/2018 14:22 / atualizado em 20/09/2018 14:26 Enio Greco /Estado de Minas


Se os SUVs estão nadando de braçada nas ondas do sucesso, outros segmento estão se desdobrando para tentar garantir um lugar ao sol. É o caso das minivans e monovolumes, que, assim como as peruas, perderam espaço para os utilitários-esportivos. E para não deixar de lado os consumidores cativos de sua minivan Spin, a General Motors resolveu repaginar o modelo, fazendo mudanças que tiveram efeito positivo, melhorando o visual, que era um de seus pontos fracos. Testamos a versão aventureira Activ, que não traz mais o estepe pendurado na traseira e ganhou a configuração de sete lugares, mas mantém o mesmo conjunto mecânico com motor 1.8 e câmbio automático de seis velocidades.


O Chevrolet Spin navega bem à vontade nos segmentos das minivans e monovolumes. Disponível nas configurações de cinco e sete lugares, o modelo nunca foi incomodado pela concorrência, apesar de seu design pouco atraente. Um de seus concorrentes de sete lugares era o chinês JAC J6, que não é mais importado para o Brasil, já que a marca optou por apostar nos SUVs por aqui. O outro opositor é o Citroën C4 Grand Picasso, também de sete assentos, que traz motor 1.6 turbo e teto panorâmico, mas por quase R$ 150 mil. Com isso, o Chevrolet Spin tornou-se uma opção interessante para quem procura um carro espaçoso para a família, com versatilidade na configuração interna.

E se o visual da Spin era um problema, que lhe rendeu até o apelido de Capivara, agora já não é mais tão ruim assim. Na verdade, os designers da GM acertaram a mão, pois, com pequenas mudanças, conseguiram dar aspecto mais agradável à minivan. Na frente, os faróis ganharam formato mais afilado e horizontalizado, com a opção de luzes diurnas de LED. A grade foi atualizada com os outros modelos da marca, com barras paralelas pintadas em preto e friso cromado que abriga a gravata dourada. O para-choque ganhou novo desenho e traz em preto a moldura dos faróis de neblina e em cinza o defletor de ar central.

Traseira não tem mais a roda sobressalente e ganhou lanternas bipartidas horizontalizadas - Beto Novaes/EM/D.A Press Traseira não tem mais a roda sobressalente e ganhou lanternas bipartidas horizontalizadas

O capô ficou mais inclinado e com vincos marcantes. As laterais permanecem com molduras de plástico nas caixas de roda e frisos largos na parte inferior das portas, porém não trazem mais o adesivo de gosto duvidoso que identificava a versão Activ. Aliás, a cor de lançamento, um amarelo-esverdeado, também dispensa comentários. No teto, o rack com barras de alumínio e arco de plástico dão um toque de esportividade ao modelo. Na traseira, a alteração mais significativa foi nas lanternas, agora mais horizontais e bipartidas, invadindo as laterais e a tampa do porta-malas. Ficou mais harmônico com o conjunto. O para-choque preto tem um friso cromado na parte superior. O estepe, que antes vinha pendurado em uma estrutura embutida no para-choque, agora é de emergência (com velocidade limitada a 80km/h) e foi parar dentro do porta-malas, sob uma bandeja de isopor que abriga o macaco, chave de roda e triângulo sinalizador.

Modelo tem boa área envidraçada, que favorece a visibilidade, além de rack no teto para bagagem - Beto Novaes/EM/D.A Press Modelo tem boa área envidraçada, que favorece a visibilidade, além de rack no teto para bagagem

POR DENTRO
As alterações podem ser percebidas também no interior, que ganhou novo painel, com material imitando fibra de carbono e plástico duro. Não é emborrachado. Nos painéis das portas, plástico e tecido. Os bancos são revestidos com couro nas laterais e dois tipos de tecido no assento e no encosto, com costura amarela e o nome Activ bordado. No centro do painel a tela do sistema multimídia Mylink, e no conole somente uma entrada USB e outra auxiliar. O painel de instrumentos ganhou novo desenho, com conta-giros e velocímetro circulares. O computador de bordo pode ser visualizado em pequena tela digital à direita. O volante, revestido em couro, traz comandos do áudio, telefonia e controlador de velocidade, mas só pode ser ajustado em altura.

Interior ganhou novo painel, com material imitando fibra de carbono e plástico duro - Beto Novaes/EM/D.A Press Interior ganhou novo painel, com material imitando fibra de carbono e plástico duro

A versatilidade do interior do Spin é destaque. O banco do motorista tem ajustes manuais de altura e lombar. Nesta configuraçãode sete lugares, novidade para a versão Activ, a segunda fileira de bancos é bipartida e desliza sobre trilhos, permitindo ajustar o espaço para os passageiros ou ampliar a capacidade de carga do porta-malas. O assoalho ali é quase plano e o espaço proporciona mais conforto para duas pessoas. Para acessar a terceira fileira é preciso recolher o banco individual da segunda, mas, mesmo assim, entrar e sair não é tarefa fácil. E lá atrás, só mesmo crianças pequenas, pois o espaço é limitado, o banco é baixo e não apoia bem as pernas. Mas o modelo tem cintos de segurança de três pontos retráteis e apoios de cabeça para os sete ocupantes.

Segunda fileira de bancos é bipartida e desliza sobre trilhos, permitindo  ajustar o espaço para os passageiros ou ampliar a capacidade de carga do porta-malas - Beto Novaes/EM/D.A Press Segunda fileira de bancos é bipartida e desliza sobre trilhos, permitindo ajustar o espaço para os passageiros ou ampliar a capacidade de carga do porta-malas

Com a versatilidade dos bancos é possível chegar à diferentes configurações. O porta-malas, com a terceira fileira de bancos montada, tem a capacidade limitada, permitindo apenas o transporte de pequenos volumes, como mochilas e sacolas. Na configuração de cinco lugares, a área para bagagem cresce muito, com 553 litros de capacidade. O porém ali é a falta da cobertura do porta-malas, que deixa os objetos ali guardados expostos.

Espaço na terceira fileira de bancos é limitado - Beto Novaes/EM/D.A Press Espaço na terceira fileira de bancos é limitado

MECÂNICA
O novo Spin Activ é equipado com o já conhecido motor 1.8 Eco, que proporciona bom desempenho, com bom torque em baixas rotações e reações seguras em retomadas de velocidade. Com os giros mais altos o ruído de funcionamento do motor invade a cabine e incomoda um pouco. O câmbio automático possibilita trocas manuais por meio de tecla na lateral do pomo da alavanca, que é pouco prático. Não tem aletas atrás do volante e nem modo sport. Mas motor e câmbio permitem uma condução confortável, sem trancos nas mudanças de marchas, que normalmente ocorrem na hora certa, evitando forçar o motor e gastar mais combustível. Em percurso misto de teste, com trecho de cidade e estrada, o computador de bordo registrou um consumo de 9km/l com gasolina.

Com apenas cinco lugares, porta-malas tem 553 litros - Beto Novaes/EM/D.A Press Com apenas cinco lugares, porta-malas tem 553 litros

A direção tem assistência elétrica bem calibrada para as manobras em baixa velocidade, mas é um pouco leve para trânsito mais rápido. A visibilidade é boa graças à ampla área envidraçada e a câmera de ré e os sensores ajudam nas manobras de estacionamento. As suspensões foram bem calibradas, proporcionando conforto ao rodar e segurança em curvas. Mas, para um carro que custa mais de R$ 80 mil, é inadmissível o Spin não sair de fábrica equipado com controles de tração e estabilidade, presentes em modelos de segmentos inferiores. Os freios, com discos na dianteira, tambores na traseira e ABS e EBD, funcionaram de forma eficiente e segura.


CONECTIVIDADE
Beto Novaes/EM/D.A Press

O novo Chevrolet Spin Activ tem uma lista de equipamentos de série razoável e um dos itens de destaque é o MyLink, central multimídia com tela tátil de sete polegadas. O sistema permite o fácil espelhamento do smartphone na tela por meio do Android Auto e Apple CarPlay, mas não conta com GPS nativo e a navegação tem que ser feita com o uso de aplicativos como o Waze. Só que para isso é preciso ter sinal de telefonia, que nem sempre está disponível nas estradas do país, além de um bom pacote de dados da internet, que será usado. Outra alternativa é usar o sistema OnStar, que oferece serviços de conveniência, segurança, resgate do veículo e indica como chegar ao destino solicitado. Outro benefício do sistema é lembrar ao motorista para conferir se deixou algum objeto no banco traseiro ou se esqueceu a criança. As mídias disponíveis no sistema multimídia são rádio, Bluetooth, com função streaming, e apenas uma entrada USB. Uma falha grave para um veículo de sete lugares que tem proposta familiar.


FICHA TÉCNICA
Beto Novaes/EM/D.A Press


MOTOR
Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, oito válvulas, 1.796cm³ de cilindrada, que desenvolve potências máximas de 106cv (gasolina) e de 111cv (etanol) a 5.200rpm e torques máximos de 16,8kgfm (gasolina) a 2.800rpm e de 17,7kgfm (etanol) a 2.600rpm

TRANSMISSÃO
Tração dianteira com câmbio automático de seis velocidades

DIREÇÃO
Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência elétrica progressiva (EPS)

FREIOS
A discos ventilados na dianteira e a tambores na traseira, com ABS

SUSPENSÕES/RODAS/PNEUS
Dianteira, independente, do tipo McPherson, com barra estabilizadora ligada à haste tensora; e traseira, semi-independente, com eixo de torção e barra estabilizadora/6,5 x 16 polegadas, de liga leve/ 205/60 R16

CAPACIDADES (*)
Do tanque, 53 litros; de carga (ocupantes e bagagem), 423 quilos; porta-malas, de 162 a 553 litros (com a terceira fileira de bancos rebatida)

DIMENSÕES (*)
Comprimento, 4,41m; largura, 1,76m; altura, 1,68m; distância entre-eixos, 2,62m

DESEMPENHO (*)
Velocidade máxima 160km/h (g/e); aceleração até 100km/h, 11,2 (g) e 10,9 (e) segundos

CONSUMO km/l (**)
Cidade, 10,9(g)/7,5(e); estrada, 13,1(g)/9,2(e)

(*) Dados dos fabricantes
(**) Dados do Inmetro
(g): gasolina e (e): etanol


EQUIPAMENTOS
Beto Novaes/EM/D.A Press


DE SÉRIE Airbag duplo, alarme anti-furto, alerta de pressão dos pneus, aviso sonoro do cinto de segurança, Brake Light, luz de posição em LED, lanterna de neblina, regulagem de altura dos faróis, faróis de neblina, freios ABS e EBD, sistema de fixação de cadeiras para crianças (Isofix), adesivo de coluna na cor preto, retrovisores externos elétricos, molduras de proteção lateral na cor preta, para-choques bicolores, rack de teto de barra dupla com design exclusivo Activ, rodas de alumínio aro 16 polegadas, saias laterais, volante com revestimento premium, destravamento do compartimento de gasolina por controle remoto na chave e botão no interior do veículo, ar-condicionado, chave tipo canivete, coluna de direção com regulagem em altura, computador de bordo, controlador de velocidade de cruzeiro com comandos no volante, direção elétrica progressiva, indicador de troca de marchas, sensor crepuscular, sensor de chuva com ajuste automático de intensidade, câmera de ré, sensor de estacionamento traseiro, sistema de grade ativa do radiador, tomada de força 12V, trava elétrica das portas com acionamento na chave, vidro elétrico nas portas com acionamento por um toque, antiesmagamento e abertura/fechamento automático pela chave, volante com controle das funções do rádio, telefone e piloto automático, banco do motorista com regulagem de altura, banco da segunda fileira bipartido e rebatível, banco da terceira fileira rebatível, banco da segunda fileira corrediço, bancos revestidos em couro e tecido, Chevrolet MyLink com Tela LCD sensível ao toque de sete polegadas, rádio AM/FM, USB e Aux-in, função áudio streaming, Bluetooth, aplicativos para smartphone e quatro alto-falantes.

OPCIONAIS
Pintura metálica (R$ 1.300)

QUANTO CUSTA
O Chevrolet Spin 1.8 tem preço de R$ 63.990 na versão de entrada, LS (de cinco lugares). A versão testada, Activ, tem preço de R$ 79.990 (cinco lugares) e R$ 83.490 (sete lugares).


NOTAS (0 a 10)

Desempenho 8
Espaço interno 9
Suspensão/direção 8
Conforto/ergonomia 8
Itens de série/opcionais 7
Segurança 7
Estilo 7
Consumo 7
Tecnologia 7
Acabamento 8
Custo/benefício 7

Tags: greco lugares sete nova spin chevrolet vrum teste

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
04 de agosto de 2018
30 de julho de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação