Gincana motorizada

Prova de rali de regularidade realizada no último fim de semana na região de Nova Lima (MG) é diversão para quem pisa leve no acelerador, adora cálculo e é meticuloso

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 11/07/2007 14:05
Único trecho com mais dificuldade na prova de regularidade era a passagem por um riacho no distrito de São Sebastião das Águas Claras (Macacos/MG) - Fotos: Arício Filho/Peugeot/Divulgação Único trecho com mais dificuldade na prova de regularidade era a passagem por um riacho no distrito de São Sebastião das Águas Claras (Macacos/MG)
Cada um tem seu conceito de diversão. A associação entre automobilismo e velocidade é imediata quando se pensa em participar de um rali. Porém, para as 45 duplas formadas por navegadores e pilotos que participaram do Rali de Regularidade da Peugeot, no último domingo (8/7), a emoção está na meticulosidade e não na pressa. Diferente da prova de velocidade realizada no sábado e domingo, quando perícia e braço são exigidos no limite, a prova de regularidade requer muito cálculo, paciência e pouca aceleração.

A planilha indica o caminho e a quilometragem que deverá ser registrada no hodômetro. Por isso, é preciso calcular o tempo exato em que o carro deve cruzar cada trecho, para assim não perder pontos quando passar pelo posto de cronometragem. É preciso paciência, pois são feitas várias largadas depois dos deslocamentos - trechos em que não há pontos de cronometragem. Deve-se arrancar no momento exato, o que obriga a uma espera de muitos minutos com o carro parado.
Trilhas de terra com poucos buracos permitiram carros sem ajustes. Rali de velocidade exigiu técnica e levantou muita poeira - Trilhas de terra com poucos buracos permitiram carros sem ajustes. Rali de velocidade exigiu técnica e levantou muita poeira

A pouca aceleração se deve ao perfil da prova, com a planilha imposta pela organização que limitou a velocidade média a 24 km/h em alguns trechos. Por isso, todos os modelos em produção da marca participam da prova sem alteração para enfrentar a trilha: 206, 307, 206 SW e Escapade, este último o único que tem os mínimos de requisitos para um leve off-road, com suspensão elevada e pneu de uso misto. Veículos participou da prova dirigindo uma perua Escapade 1.6, o que poderia ser feito com um 206 sem problema.

A prova teve duração de três horas e percurso de 80 quilômetros, com largada no Bairro Buritis, em Belo Horizonte, passando pelas trilhas de São Sebastião de Águas Claras (Macacos), Honório Bicalho, que são distritos de Nova Lima e por estradas de terra batida de Rio Acima, além de trechos de asfalto de todas as cidades citadas. Os vencedores foram a dupla de namorados Camila Hermont Quites Álvares e Rafael de Paulo Assis. Entramos para nos divertir e vencemos, disse Camila.

Velocidade
O piloto Rafael Túlio venceu a terceira etapa seguida do rali de velocidade e segue favorito ao título. Ele comparou a pista das imediações de Belo Horizonte à grega: "Comparo essa etapa à ocorrida no Mundial de Rali, na Grécia: pista com pedras, muita poeira, subida, descida, teve de tudo. Testou a habilidade de todos no primeiro dia e a coragem das duplas no segundo". A etapa foi realizada em quatro diferentes trechos de estradas de terra, totalizando 104 quilômetros cronometrados, e contou com 18 duplas de diversas regiões do país.

O carro que compete no rali de velocidade é um 206 modificado. O motor é o 1.6 16V, que rende 130 cv. A potência extra é obtida com mudanças no comando de válvulas, taxa de compressão e no coletor de escapamento, além de novo mapeamento do módulo de injeção. Todos os carros são idênticos e, por isso, o motor e o módulo de injeção são lacrados. No câmbio, há modificação na relação final e a suspensão tem molas e amortecedores da Peugeot Sport Franca, que são específicos para rali. O pneu é Goodyear aro 14 185/70 de competição. As alterações mais profundas são em relação à segurança: tubos de aço sem costura formam a gaiola, há protetores de cárter e do tanque de combustível. Três extintores de incêndio equipam o veículo, os bancos são do tipo concha para competição, com cintos de quatro pontos.

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
06 de agosto de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação