Portal Vrum

Citroën/Divulgação
Citroën/Divulgação

FICHA TÉCNICA
MOTOR
Dianteiro, transversal, de quatro cilindros em linha, com 1.761 cm3 de cilindrada, 16 válvulas, que gera 112 cv de potência máxima a 5.500 rpm e torque máximo de 16,1 kgfm a 4.250 rpm
TRANSMISSÃO
Câmbio manual de 5 marchas; tração dianteira
DIREÇÃO
Tipo pinhão e cremalheira. Assistência hidráulica
SUSPENSÃO
Dianteira Independente, tipo McPherson, braço triangular transversal, mola helicoidal e barra estabilizadora
Traseira Autodirecional, braço longitudinal, barra de torção e barra estabilizadora
FREIOS
À disco nas quatro rodas, sendo ventilados na dianteira
RODAS / PNEUS
Rodas em liga leve de 5,5 J x 14 polegadas / pneus 185/65 R 14
CAPACIDADE DO PORTA-MALAS
517 litros
TANQUE DE COMBUSTÍVEL
54 litros
PESO
1.150 kg
CITROEN XSARA BREAK 1.8 X CONCORRENTES
Citroen Xsara Break GLX Fiat Marea Weekend ELX Ford Escort SW GLX Peugeot 306 Break Passion
Potência (cv) 112 142 115 112
Dimensões (AxBxCxDxE) 4,35x1,70x1,43x2,54x1,94 4,49x1,74x1,53x2,54x1,90 4,30x1,70x1,41x2,52x1,89 4,34x1,68x1,45x2,58x1,88
Porta-malas (litros) 517 500 460 440
Velocidade máxima (km/h) 196 201 196 193
Aceleração de 0 a 100 km/h (s) 11,1 9,8 9,8 11,8
A COMPRIMENTO, B
* AVALIAÇÃO TÉCNICA
ACABAMENTO DA CARROCERIA
Apresenta um acabamento de pintura geral bom. As portas, com bom ângulo de abertura, têm funcionamento suave. Os inconveniêntes ficam por conta da antena do rádio sobre o teto, fácil de roubar, e do desnivelamento do capô, tampa traseira e portas dianteiras.
VÃO DO MOTOR
O acesso para a manutenção periódica é bom, graças também ao capô - sustentado por amortecedores a gás -, que tem bom ângulo de abertura.
ALTURA DO SOLO
A ausência de chapa protetora do motor e caixa de câmbio é preocupante, já que com carga máxima o vão livre é muito limitado. Só com o motorista passa bem sobre quebra-molas de perfil alto. Outro problema é com o estepe, fixado abaixo do porta-malas, o que dificulta sua retirada com o carro carregado.
FREIOS
A disco nas quatro rodas (dianteiros auto-ventilados), apresentaram um bom comportamento dinâmico, apesar da falta do ABS. Em
situações de emergência e com o carro carregado, porém, as rodas dianteiras bloqueiam com facilidade, alterando a trajetória.
CÂMBIO
É muito bom. Macio, preciso e com curso de alavanca correto, tem ainda relações de marcha bem dimensionadas. Aliado ao motor, produz um conjunto motriz que dá prazer ao dirigir.
MOTOR
Com 1.8 litro, 16 válvulas, tem boa elasticidade - mesmo em baixas rotações - e baixa rumorosidade de funcionamento. É
progressivo na aceleração e, apesar da cilindrada, com carga máxima e ar-condicionado ligado mantém ainda um bom desempenho. Entretanto apresentou uma pequena variação na marcha lenta, seja com ar-condicionado ligado ou não, além de transmitir uma ressonância (sentida no volante e pedaleira) do compressor do ar-condicionado em funcionamento.
VEDAÇÃO
Não foram notadas infiltrações de água durante o teste.
NÍVEL DE RUÍDOS
Deixa a desejar quando se trafega sobre piso de paralelepípedos, asfalto ruim e estrada de terra, com ruídos provenientes,
principalmente, do porta-malas. O barulho do vento contra a carroceria é baixo, mesmo em alta velocidade.
SUSPENSÃO
Os amortecedores não têm “stop hidráulico” e a caída de rodas em buracos (principalmente as dianteiras) é sentida com forte
barulho. Por outro lado, a suspensão permite ao carro uma grande estabilidade e proporciona um bom conforto interno. Absorve bem as imperfeições e não deixa a carroceria inclinar. Em curvas no limite, se percebe o eixo traseiro auto-direcional
trabalhando em sintonia com a dianteira, permitindo reações progressivas e não desbalanceando o veículo.
DIREÇÃO
O sistema hidráulico está bem calibrado, proporcionando boa progressividade e leveza. Aliado à suspensão, é muito eficaz,
dando ao motorista muita confiança devido à precisão e rapidez de resposta. Tem bom diâmetro de volante e jogo.
ILUMINAÇÃO
O grupo óptico é de parábola simples em peça única, incorporando a seta, e apresenta uma eficiência de iluminação apenas satisfatória. Os faróis de neblina, incorporados ao párachoque, ajudam na visibilidade lateral. Porta-malas e porta-luvas
têm luz de cortesia, que está presente no vão do motor, pára-sóis e base das portas. O quadro de instrumentos e console são bem identificados, mas a luz interna é de pouca eficiência.
* Estas avaliações foram realizadas para o Caderno de Veículos do jornal Estado de Minas pelo Eng. Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan

Fonte: Fabricante

Encontre seu veículo