Portal Vrum

Fiat/Divulgação
Fiat/Divulgação

FICHA TÉCNICA
MOTOR
Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 16 válvulas, 999,1 cm3 de cilindrada, 70 cv de potência máxima a 5.750 rpm e 9,6 mkgf de torque máximo a 4.000 rpm
TRANSMISSÃO
Câmbio manual de 5 marchas; tração dianteira
FREIOS
Discos ventilados na dianteira e tambor na traseira
DIREÇÃO
Tipo pinhão e cremalheira, com assistência hidráulica
SUSPENSÃO
Dianteira Independente, tipo McPherson, braços oscilantes inferiores transversais e barra estabilizadora;
Traseira rodas independentes, braços oscilantes longitudinais e barra estabilizadora
TANQUE DE COMBUSTÍVEL
48 litros
PESO
965 kg
CAPACIDADE DO PORTA-MALAS
280 litros
DIMENSÕES EXTERNAS (C X L X A) (m) (*)
3,76 x 1,62 x 1,44
DESEMPENHO / CONSUMO (**)
Velocidade máxima (km/h) 160
Aceleração de 0 a 100 km/h 14 s
Consumo cidade/estrada (km/l) 13 / 17,4
(*) C - COMPRIMENTO; L - LARGURA; A - ALTURA
(**) DADOS FORNECIDOS PELO FABRICANTE
EQUIPAMENTOS DE SÉRIE
Acionamento elétrico (um toque para o motorista) dos vidros dianteiros; apoios de cabeça no banco traseiro; barra de proteção
nas portas; cintos traseiros de três pontos retráteis nas laterais; abertura interna do porta-malas; direção hidráulica; tacômetro (“conta-giros”); Fiat Code; sistema “follow me” de faróis; trava elétrica das portas; e vidros verdes com toca-fitas.
OPCIONAIS
Predisposição para som; sistema ABS de freios; kit iluminação (“break light” e faróis de neblina); rodas de liga leve; rádio com CD Player; ar condicionado; desembaçador com ar quente; air bag para motorista e passageiro; e banco traseiro bipartido.
* AVALIAÇÃO TÉCNICA
ACABAMENTO DA CARROCERIA
Foram detectados problemas na montagem do capô e tampa do porta-malas (descentralizados e desnivelados), enquanto as portas
apresentaram um bom enquadramento na carroceria. Muito bem montados os vários componentes como pára-choques, frisos,
recobrimentos plásticos das soleiras, grade, faróis, lanternas e espelhos retrovisores.
VÃO DO MOTOR
O layout e a sistematização dos vários componentes no vão do motor estão muito bem elaborados, com um aspecto geral limpo.
O reservatório de expansão do radiador, porém, é muito maleável na fixação (se movimenta ao abrir o capô) e com o tempo poderá se romper. O isolamento acústico é bom.
ALTURA DO SOLO
Com carga máxima, foram notadas interferências na parte central inferior da carroceria ao passar por quebra-molas salientes.
Por isso deveria ter proteção de carter e caixa de câmbio de série.
FREIOS
O sistema de freios está bem dimensionado. É sensível ao menor toque no pedal, mas têm reações balanceadas e desacelera bem
o automóvel mesmo em frenagens fortes. O freio de estacionamento atuou bem.
CÂMBIO
O funcionamento é muito bom, tanto em maciez nas manobras quanto em precisão de engate, além de comandos silenciosos e
bom curso da alavanca. As relações de 2ª, 3ª e 4ª marchas, e a dediferencial, poderiam ser um pouco mais curtas para aproveitar melhor a potência e torque do motor. A embreagem (de acionamento hidráulico) é macia e progressiva, além de ter suportado sem super aquecimento a prova de arrancadas seqüenciais em subida e com carga máxima e ar-condicionado ligado.
MOTOR
Sua performance não surpreendeu na cidade, apesar de ter boa potência máxima e ótimo torque para um motor desta cilindrada.
O ar-condicionado ligado é sentido pelo motor, com perda de rendimento. As retomadas de velocidade e aceleração são discretas
quando o motor está em baixo regime de rotação, melhorando quando ultrapassa as 3.900 rpm. Na estrada, inclusive em
trechos com subida, acelerando bastante e mantendo uma rotação elevada, o desempenho é bom.
VEDAÇÃO
Não foram detectadas infiltrações de água ou poeira durante o teste.
NÍVEL DE RUÍDOS
Andando em ruas de paralelepípedos, o painel, quadro de instrumentos, painéis de porta e zona do porta-malas, apresentaram
ruidos. O barulho do ar de encontro com a carroceria é contido até 100 km/h.
CLIMATIZAÇÃO
O conjunto está bem dimensionado para o veículo. A rumorosidade produzida pela vazão de ar pelas boquetas é satisfatória, mesmo nas velocidades 3 e 4. Foi notada pequena admissão de gases/fumaça do exterior mesmo com o sistema de recirculação de
ar. O tempo gasto para climatizar o habitáculo e ter a sensação de conforto foi aceitável, mesmo após ficar parado ao sol com vidros fechados por meia hora.
SUSPENSÃO
Muito boa a estabilidade, tanto vazio como com carga máxima (400 kg).
DIREÇÃO
Está mais leve e imediata, além de mais sensível ao menor toque do volante. Tem boa precisão tanto em retas como em curvas. Só requer atenção em desvios rápidos, quando a carroceria inclina muito e a direção tem reações delicadas, principalmente com
carga máxima.
ILUMINAÇÃO
O novo grupo óptico é eficiente, tanto no facho baixo como no alto, bem auxiliado por faróis de neblina. Não possui regulagem
elétrica em altura, o que faz falta quando o veículo está com carga máxima. Luzes de cortesia somente no porta-luvas, porém ao tirar a chave da ignição a luz do habitáculo (no teto) acende. O quadro de instrumentos o console são bem identificados à noite.
LIMPADOR DO PÁRA-BRISA
Não limpa uma área grande junto à coluna A do lado do motorista, prejudicando a visibilidade. Mas, finalmente, ao esguichar
água as palhetas entram em funcionamento automaticamente e o limpador traseiro é intermitente. Agora só falta acertar o reservatório de água do esguichador, que devido ao seu posicionamento e diâmetro do bocal, continua sendo difícil reabastece-lo.
ESTEPE/MACACO
Os cubos de roda têm pinos guia fixos muito úteis, principalmente numa troca noturna. A troca é simples, e apesar do aro
do estepe não ser em liga leve, como as rodas, não requer parafusos diferenciados. Para facilitar ainda mais, o cabo plástico
da chave de fenda serve como guia dos parafusos de roda. Pena que a alavanca de acionamento do macaco não tenha proteção para as mãos.
FERRAMENTAS
Possui uma chave de fenda conjugada com Philips e um gancho para reboque de emergência.
ALARME
Todos os novos Palio tem sistema de Fiat-Code (imobilizador do motor) na chave de ignição que, finalmente, teve o botão de
acionamento do alarme modificado, o que evita aciona-lo involuntariamente. Ao ligar o alarme, o sistema trava as quatro
portas. O porta-malas tem abertura interna manual e não trava eletricamente.
* Estas avaliações foram realizadas pelo Eng. Daniel Ribeiro Filho, da Tecnodan

Fonte: Fabricante

Encontre seu veículo