Estado de Minas

O povo tinha razão »

Tarifa zero é solução para o transporte público no Brasil, diz Ipea

Pesquisa propõe plano para melhorar a mobilidade urbana no país, que inclui gratuidade e redução da passagem. Belo Horizonte teria 289.351 beneficiados e queda de 13% na tarifa


Thiago Ventura - Portal Vrum

Publicação: 12/12/2013 15:00 Atualização: 12/12/2013 17:44

Estudo propõe isentar das tarifas pelo menos 7,5 milhões de pessoas em todo país (Leandro Couri/EM /D.A Press.jpg)
Estudo propõe isentar das tarifas pelo menos 7,5 milhões de pessoas em todo país

A solução para o transporte público no Brasil, com menos engarramentos e melhor acesso ao cidadão, parece ter sido tirada de uma das propostas conclamadas nas manifestações em junho deste ano: tarifa zero. É o que revela estudo divulgado nesta quinta-feira pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), órgão ligado à Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República.

O estudo propõe isentar das tarifas pelo menos 7,5 milhões de pessoas em todo país. Outras medidas sugeridas são a redução do valor da passagem em até 50% e a desoneração fiscal no setor. Tudo isso com a aplicação do “plano de Transporte Integrado Social (TIS)”, que dependerá da interligação entre União, governos estaduais e municípios para ser colocado em prática.

Clique aqui e baixe o arquivo completo do estudo do Ipea

Para chegar nessas conclusões, os técnicos do Ipea analisaram projetos de Lei em tramitação no Congresso Nacional e experiências bem-sucedidas de políticas de mobilidade urbana. Caso o plano seja aceito pelas autoridades, há um planejamento de dois anos para implementação completa, que requer, entre outros requisitos, a desoneração de PIS/Cofins para veículos de passageiros e combustível.

“O aumento do preço e a baixa qualidade do transporte público estão relacionados ao recente aumento da frota de veículos privados, que provoca fortes externalidades negativas às cidades e, especificamente, ao transporte público por ônibus: aumento do custo e tempo de viagem.”, analisam os pesquisadores.

O plano propõe ações em até 44 cidades brasileiras, começando com os 24 municípios com mais de 700 mil habitantes. O número seria ampliado para outras 20 cidades com mais de 500 mil e numa fase final a todos os municípios que pertencem a alguma Região Metropolitana. As primeiras cidades a receber o TIS são São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Recife, Curitiba e Belo Horizonte

Estudantes, trabalhadores informais e desempregados teriam direito à tarifa zero (Marcos Vieira/EM/D.A Press)
Estudantes, trabalhadores informais e desempregados teriam direito à tarifa zero


A tarifa zero será destinada a estudantes de níveis fundamental, médio e superior, alunos vinculados ao Prouni e Fieis, trabalhadores informais e desempregados. Num primeiro momento, apenas com as cidades citadas, o investimento para garantir o plano é de R$ R$ 1,69 bilhão, já para o 2014. “Tal sistema teria um custo relativamente baixo para atingir diretamente 4,5 milhões de habitantes dessas cidades que pagam o sitema de transporte coletivo e que teriam suas tarifas minoradas. Indiretamente, o número de atingidos chega a 25 milhões”, diz o estudo. Segundo o Ipea, o governo terá que desembolsar mais de R$ 8 bilhões por ano para conceder o benefício a todas as outras 44 cidades do plano.

Em Belo Horizonte, por exemplo, teria 289.351 beneficiados com a gratuidade do transporte público. Segundo o Ipea, a capital mineira tem potencial de até 13% de redução da tarifa, mesmo com as gratuidades. Em Uberlândia, o número de beneficiários chega a 35.902, enquanto Contagem pode ter 63.168 pessoas com direito à tarifa zero.

O maior número de beneficiados está em São Paulo, Fortaleza e Rio de Janeiro, com 761.011, 619.365 e 570.711 pessoas respectivamente. Já a maior redução de tarifa aconteceria em Feria de Santana (BA), que teria desconto de 60% no valor e em Boa Vista, com 53%.

A proposta é um plano teórico. Resta saber se governos, estados e municípios conseguirão chegar num entendimento – suprapartidário – para colocá-lo em prática.
Redução do valor e investimentos em infraestrutura seriam garantidos com desoneração fiscal  (Marcos-Michelin/EM/D.A Press)
Redução do valor e investimentos em infraestrutura seriam garantidos com desoneração fiscal

Esta matéria tem: (17) comentários

Autor: Lucas Brandão
Meu deus, quanto bla, bla bla. É papel do estado garantir a mobilidade urbana e de seus cidadãos e até financiar a mesma. É claro que alguém vai pagar, todos nós, que contribuímos através de impostos. O que ocorrerá será desoneração de impostos para a cadeia de transporte público. | Denuncie |

Autor: André Rocha
Pode até ser golpe... mas que isso seria uma boa para quem recebe salario mínimo seria... agora! Só não pode é continuar esses aumentos abusivos de gasolina, alimentação e etc e o salario(vergonha mundial)mínimo continuar com baixo poder aquisitivo. Quem acreditou nisso ai acredita em papai noel etc | Denuncie |

Autor: Ricardo Pontes
O Domicio está certo, pois não existe almoço grátis e alguém terá que pagar a conta. E o povo pode ter certeza que irá pagar esta conta de outra maneira. Isto é falsidade política e de muita má fé, propaganda comunista. | Denuncie |

Autor: helenno souza
É cada lunatico escrevendo para jornal, o nivel do jornal esta igual ao do transporte. | Denuncie |

Autor: Campos Campos
Eu nao troco meu carro por onibus nem a pau juvenal! Onibus sem segurança nenhuma, todo mundo em pé... se bater forma-se um monte de pessoas no chao. Sem cinto de seguranca... segurança ZERO! Sem falar nos manos ouvindo funk em celular e os CCzudos e mal educados q saem empurrando todo mundo! to fora | Denuncie |

Autor: THiago Lobato
Tarifa zero? Estamos em cuba? QUem trabalha de graça é relogio. È só colocar pedagio durante a semana dentro da contorno. qualquer carro que quiser entrar dentro da area da contorno vai ter que pagar pedagio com valor superior ao de taxi, estacionamentos. | Denuncie |

Autor: rogerio barbosa
A receita é simples: é só roubar menos. Parar de doar para campanha de político e depois "receber" na licitação. O problema maior é quando os políticos (né ecin, clesin) são os empresários. | Denuncie |

Autor: Guilherme ferreira
A ideia é fazer com que as pessoas troquem o transporte particular pelo público. No entanto, quem vai ter gratuidade é quem já necessita do transporte público, assim não vai adiantar nada, quem tem carro vai continuar usando. | Denuncie |

Autor: Rodrigo Andrade
É uma faca de dois gumes: do jeito que está, ninguém quer usar porque a qualidade é ruim e o preço é alto. Com tarifa zero, ninguém vai querer usar por que vai lotar e abaixar a qualidade mais ainda. É difícil ser prefeito nessa cidade, viu. | Denuncie |

Autor: Ricardo Fonseca
SÓ MAIS UMA PROPAGANDA POLITICA DO GOVERNO QUE AI ESTÁ . 2014 ESTÁ CHEGANDO . A PROPOSTA É UM PLANO TEORICO, DAQUI A ALGUNS DIAS JÁ VÃO DIZER QUE O GOVERNO VAI IMPLANTAR.KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK | Denuncie |

Autor: joao paulo
é cada ideia! ai pra cada ônibus ao invés de enfiarem 80 pessoas, serão 500 né? | Denuncie |

Autor: Rodrigo Andrade
Tarifa zero é exagero. Diminui o preço da passagem para R$1,50 e pronto. É justo para ônibus com chassis de caminhões e sem ar condicionado e que trafegam nessas ruas irregulares. | Denuncie |

Autor: Claudinei Manoel Campos
KKKKKKKKK Quem teve essa ideia? kkkkkkkk | Denuncie |

Autor: renilson jeronimo
de todas as ideias essa é de longe a mais ridícula ,se o transporte sendo cobrado já é esse lixo imagina grátis,será o caos completo. | Denuncie |

Autor: Marisa Martins da Silva
Tarifa zero? Ai que o transporte público vai virar um caos mesmo...eita Brasil. | Denuncie |

Autor: domicio junior
Em lugar nenhum existe almoço grátis,alguém sempre paga a conta | Denuncie |

Autor: Teo Fernandes
Se pagando os ônibus já não cabem mais passageiros, imagino de graça como será. Quem não precisa usar vai passar a usar, só porque é de graça. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »


ofertas de particular
    ofertas em destaque