Aulas em simulador de direção nas autoescolas estão em vigor no Brasil

Donos de autoescolas questionavam resolução do Contran que entenderia prazo para compra do simulador por mais 180 dias. Detran-MG esclarece início da obrigação do equipamento

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 07/01/2016 12:01 Portal Vrum
Autoescopa em Pará de Minas que já possui o equipamento desde 2014  - Juarez Rodrigues/EM/D.A Press Autoescopa em Pará de Minas que já possui o equipamento desde 2014


Deliberação nº 146 expedida pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) do dia 05 de janeiro esclarece a obrigatoriedade das aulas em simulador de direção nas autoescolas para os candidatos à Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria B. O uso do equipamento é obrigatório desde 1º de janeiro.

A confusão veio de uma interpretação errônea da Resolução nº 571 do Contran, de dezembro de 2015, que trata do credenciamento de centros de formação de condutores (CFC), que extipula veículos e equipamentos necessários para ministrar aulas aos candidatos à CNH. A resolução estabelece 180 dias para adequação às exigências. Proprietários de CFC entendiam que o prazo inclui também o uso do simulador de direção.

A dúvida foi analisada pelo Contran, que expediu a deliberação 146. O órgão entende que o prazo não isenta da obrigação do candidato realizar as aulas no simulador, ou seja o uso do equipamento está em vigor. Os CFC têm até 180 dias para comprar o equipamento, com pena de perder a licença.

Em Minas, portaria 1377 do Detran possibilita que os CFC que não tenham o equipamento optem pelo compartilhamento do simulador. No interior, há ainda possibilidade de utilizar o simulador itinerante.

O candidato que for tirar a primeira habilitação terá que fazer, no mínimo, 25 horas de aula prática. Do total, 20 horas em veículo de aprendizagem, sendo quatro horas no período noturno. As demais cinco horas serão feitas no simulador de direção, sendo uma hora com conteúdo noturno. Quem já tem carteira de motorista e vai adicionar a Categoria B faz 20 horas de aula, sendo cinco horas no simulador.

No simulador, os alunos têm reproduzidas situações como ultrapassagem, mudança de faixa, direção com chuva e manobra em marcha à ré. De acordo com o Contran, numa segunda etapa será obrigatório o uso do simulador para quem dirigir veículos comerciais, caminhão, ônibus e motos.

Tags: brasil autoescolas contran detran cnh cfc direção simulador aulas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
ROBSON
ROBSON - 07 de Janeiro às 16:38
Ao meu ver essa obrigatoriedade do simulador, tem alguém levando vantagem, por que na pratica não tem efeito., qualquer criança dirige muito bem no simulador.
 
Márcia
Márcia - 07 de Janeiro às 15:49
Como pode um simulador dar noção de trânsito assim? Deste jeito então esta meninada que vivem nestes fliperamas vão ser cobras criadas no trânsito, pois vários brinquedos simulam que eles estão dirigindo. Brincadeira isto viu!
 
Marcos
Marcos - 07 de Janeiro às 15:14
Significa que o consumidor terá que arcar com mais despesas para tirar carteira. Alguém aqui acredita que um simulador pode ajudar a pessoa ter noção de direção?
Encontre seu veículo
O ano inicial não pode ser maior que o ano final.
O preço inicial não pode ser maior que o preço final.

Refinar busca

Últimas notícias

ver todas
25 de maio de 2016
24 de maio de 2016
23 de maio de 2016