Land Rover restaura dez unidades da primeira geração do Range Rover Classic

Lançado em 1970, modelo é considerado o pioneiro dos SUVs de luxo. Restauração é feita pela Divisão de clássicos da marca, e o preço da 'brincadeira' parte de R$ 500 mil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 09/02/2017 11:16 / atualizado em 09/02/2017 11:45 Pedro Cerqueira /Estado de Minas
Nick Dimbleby/Land Rover/Divulgação

A Jaguar Land Rover preparou uma série de atrações para o Salão Rétromobile 2017, reservando como principal novidade a apresentação de uma unidade da primeira geração do Range Rover restaurada pela própria fábrica, um fruto do programa Reborn, da Divisão Land Rover Classic. O Rétromobile 2017 também será palco da primeira apresentação na Europa do XKSS original construído pela Jaguar Classic, uma história já contada aqui no Vrum.

No evento de hoje ainda será exibido o primeiro E-Type Fixed Head Coupe restaurado direto na fábrica, absolutamente original. O veículo foi emplacado na França em 1962 e pertence a um colecionador. Ele foi restaurado por meio do processo de engenharia reversa, iniciado a partir de uma única peça (original ou simulada). No caso do E-Type, foram usados os painéis da carroceria. O veículo conserva seu motor original de 3.8 litros e a transmissão completamente recondicionada.

Nick Dimbleby/Land Rover/Divulgação

O MODELO O objetivo do programa Reborn é oferecer aos clientes a oportunidade de comprar um Range Rover original e colecionável diretamente da Divisão Land Rover Classic, no Reino Unido. Inicialmente serão restaurados 10 exemplares do modelo, um dos primeiros SUVs lançados no mundo, mas pioneiro mesmo pelo luxo de seu interior, até então inédito no segmento. O Range Rover foi lançado em 1970, e sua primeira geração foi vendida até 1996, tendo coexistido por dois anos no mercado com a segunda geração. Foi por esse motivo, para diferenciá-lo, que ele recebeu a alcunha de Range Rover Classic.

Nick Dimbleby/Land Rover/Divulgação

A unidade apresentada no Rétromobile 2017 foi cuidadosamente selecionada pela equipe de especialistas da Land Rover Classic. Trata-se de um Range Rover Classic de 1978 na cor Bahama Gold. A carroceria de duas portas era a única oferecida até então. Foi só em 1981 que passou a ser oferecida a carroceria de quatro portas, que teve excelente aceitação. Sob o capô, um motor V8 a gasolina com 3.528cm³ de cilindrada fornecia 134cv de potência a 5000rpm e 25,6kgfm de torque a 2500rpm. A transmissão trazia câmbio manual de 4 velocidades e opção de tração nas quatro rodas.

Nick Dimbleby/Land Rover/Divulgação

A RESTAURAÇÃO O processo de restauro de cada Range Rover Reborn segue as especificações originais da marca, sendo usadas apenas peças da Land Rover Classic para preservar a autenticidade veículo. Para não deixar o cliente fazer uma compra ruim, a equipe especializada da Land Rover orienta a respeito das melhores opções disponíveis para o veículo base, informando sobre o quão colecionável o carro se tornará e suas características únicas.

“Isso reforça nosso comprometimento com a rica herança da Land Rover e com a oportunidade de nossos clientes em ter veículos genuínos e colecionáveis. É uma maneira maravilhosa de preservar o tão procurado Range Rover de três portas da década de 1970, desde o ano-modelo desejado até as cores de exterior e interior”, afirma Tim Hannig, diretor da Jaguar Land Rover Classic.

Nick Dimbleby/Land Rover/Divulgação

O CHEQUE Mas tudo tem um preço, e o valor a ser pago por um Range Rover renascido da década de 1970 começa em 135 mil libras esterlinas, ou mais de R$ 500 mil. Esse é o valor da restauração. Se o cliente ainda não tiver o veículo, considere ainda um acréscimo. Está interessado no Range Rover Reborn? Então, anote os contatos da Land Rover Classic: classic@landrover.com ou pelo telefone +44 (0) 203 601 1255.

Tags: vrum cerqueira pedro restauração rover land classic rover range

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
23 de outubro de 2017
06 de outubro de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação