Publicidade

Estado de Minas

Primeiras impressões: Renault Duster Oroch tem bom espaço interno

Renault agita o concorrido segmento de picapes com a Duster Oroch, modelo que se situa entre a compacta e a média, com capacidade de 650 quilos e duas opções de motor


postado em 30/09/2015 09:00 / atualizado em 30/09/2015 09:02

(foto: Pedro Bicudo/Renault/Divulgação)
(foto: Pedro Bicudo/Renault/Divulgação)

Do Rio de Janeiro - Pela primeira vez em sua história, a Renault entra no segmento de picapes e chega inovando ao lançar a Duster Oroch, com dimensões intermediárias entre a compacta e a média. Derivado do SUV Duster, o modelo tem cabine dupla, quatro portas, bom espaço interno e capacidade de carga de 650 quilos, incluindo os cinco ocupantes. A picape será vendida em três versões, com motor 1.6 ou 2.0, e câmbio manual de cinco ou seis marchas.

AO VOLANTE

 

A grande expectativa em torno da picape Duster Oroch era em relação ao espaço interno e principalmente ao desempenho da versão equipada com motor 1.6. As dimensões internas e o conforto da picape são semelhantes aos do SUV compacto, do qual é derivada. Na frente, motorista e passageiro vão muito bem acomodados, com todos os comandos do painel acessíveis. Já no banco traseiro, o espaço é ideal para dois adultos e uma criança, mas vale ressaltar que o encosto é muito vertical e o assento não apoia totalmente as pernas. E tem ainda o túnel central no assoalho, que também atrapalha.


VEJA FOTOS DA RENAULT DUSTER OROCH


O acabamento interno não é ruim, mas também não é primoroso, pois o plástico duro ainda predomina, mantendo o padrão Dacia que a Renault aplica no Brasil. Se o tamanho da caçamba não for satisfatório para alguns, a Renault tem uma linha de acessórios que inclui um extensor e rack de teto.

Espaço interno se destaca na família Duster, e interior é o mesmo do utilitário(foto: Pedro Bicudo/Renault/Divulgação)
Espaço interno se destaca na família Duster, e interior é o mesmo do utilitário (foto: Pedro Bicudo/Renault/Divulgação)

 

Equipada com o motor 1.6, a picape apresenta desempenho satisfatório. No trânsito urbano ou em estradas planas, com pouco peso, ela vai bem graças às relações de marchas mais curtas do câmbio de cinco marchas. Mas as retomadas de velocidade são mais lentas e nas subidas a picape exige trocas de marchas constantes.

Já a 2.0, com câmbio manual de seis marchas, tem desempenho bem melhor, mostrando mais agilidade tanto na cidade quanto na estrada. As suspensões foram muito bem calibradas e proporcionam conforto ao rodar e segurança nas curvas.

Ver galeria . 73 Fotos Renault Duster Oroch 2016Pedro Bicudo/Renault/Duster
Renault Duster Oroch 2016 (foto: Pedro Bicudo/Renault/Duster )

 

SUSPENSÃO INDEPENDENTE

A Duster Oroch, que foi vista pela primeira vez como conceito no Salão do Automóvel de São Paulo, no ano passado, teve seu desenho desenvolvido pelo Technocentre da Renault, na França, em parceria com o Renault Design América Latina. Seu desenho é moderno, com linhas robustas, 4,70m de comprimento e medida entre-eixos de 2,82m, ou seja, 15cm maior do que a do Duster, o que resulta em ganho no espaço interno. A caçamba não é das maiores, mas comporta 683 litros e conta com oito pontos de fixação de carga. Porém, na prática, se o veículo estiver com cinco ocupantes com cerca de 75 quilos cada, só será possível levar 275 quilos na caçamba.

A capacidade da caçamba é de 275kg com cinco ocupantes, que desfrutam de mais conforto pela suspensão traseira multilink(foto: Pedro Bicudo/Renault/Divulgação)
A capacidade da caçamba é de 275kg com cinco ocupantes, que desfrutam de mais conforto pela suspensão traseira multilink (foto: Pedro Bicudo/Renault/Divulgação)


Com suspensões independentes, sendo a traseira multilink, a picape foi desenvolvida para encarar pisos irregulares com desenvoltura, proporcionando equilíbrio entre conforto e estabilidade. O motor 1.6 tem potências de 110cv (gasolina) e 115cv (etanol), com torques máximos de 15,1kgfm (g) e 15,9kgfm (e), e a ele é acoplada uma transmissão manual de cinco velocidades, com tração 4x2. O 2.0 tem potências de 143cv (g) e 148cv (e), e torques de 20,2kgfm (g) e 20,9kgfm (e), com câmbio manual de seis marchas.


A picape será comercializada nas versões Expression 1.6 e Dynamique 1.6 e 2.0. A versão de entrada tem de série ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricas, CD Player com USB e Bluetooth, protetor de caçamba e rodas de liga leve aro 16 polegadas. A versão Dynamique (1.6 e 2.0) traz ainda sistema Media NAV Evolution, computador de bordo, faróis de neblina e pneus de uso misto. Couro nos bancos será opcional. Existe ainda a opção do Pack Outside, um pacote de opcionais que inclui protetores frontais, faróis auxiliares, grade no vidro traseiro, capota marítima e alargadores de para-lamas. Todas as versões são equipadas com sensor de estacionamento.

(foto: Pedro Bicudo/Renault/Divulgação)
(foto: Pedro Bicudo/Renault/Divulgação)


PREÇOS

 

As vendas da Oroch começam em novembro. A versão Dynamique 2.0 será vendida por R$ 70.790 e com forração em couro, R$ 72.490. A Expression 1.6 tem preço sugerido de R$ 62.290, enquanto a Dynamique 1.6 salta para R$ 66.790. A Renault não descarta as possibilidade de em um futuro próximo a picape ganhar câmbio automático e tração 4x4.

* Jornalista viajou a convite da Renault do Brasil.

(foto: Pedro Bicudo/Renault/Divulgação)
(foto: Pedro Bicudo/Renault/Divulgação)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade