Publicidade

Estado de Minas SERÁ QUE PEGA?

Chinesa Zotye oficializa construção de fábrica até 2018 em Goiás

Zoyte planeja construir fábrica em Goianésia para produzir o subcompacto Z100 Logic com motor de três cilindros. Investimentos são de R$ 150 milhões e inauguração é prevista para 2018


postado em 22/04/2016 12:06 / atualizado em 22/04/2016 12:14

(foto: Zoyte/Divulgação)
(foto: Zoyte/Divulgação)
A chinesa Zotye assinou termo de compromisso com o estado de Goiás para a construção de uma fábrica de automóveis em Goianésia, a cerca de 170km de Goiânia. Os investimentos são de R$ 150 milhões e a inauguração está prevista para 2018.

A nova unidade terá capacidade para 20 mil veículos ao ano e produzirá inicialmente o subcompacto Z100 Logic nas versões a gasolina e elétrica. O modelo tem o mesmo porte do recém-lançado Fiat Mobi e do Volkswagen up!, e a exemplo do último, vem equipado com motor 1.0 tricilíndrico. A potência é de 68cv e o torque, de 12,4kgfm, sempre transmissão manual de cinco marchas. A chegada do Z100 no Brasil está atrasada – a previsão anterior era o ano passado – e agora a Zoyte espera começar as vendas até o fim de 2016, com o subcompacto inicialmente importado da China.

Seguindo a estratégia já adotada por outras montadoras chinesas presentes no mercado nacional, a Zoyte sustenta que venderá seus carros em versões completas. As primeiras unidades importadas do Z100 para homologação, vieram equipadas com alarme, ar-condicionado, direção hidráulica, faróis de neblina, freios ABS com EBD, rádio CD MP3, rodas de liga leve e limpador, sensor de estacionamento traseiro, Isofix, desembaçador do vidro traseiro, trio elétrico e travamento automático das portas a 10 km/. A versão final, contudo, ainda passaria por modificações visuais, recebendo itens como o terceiro encosto de cabeça no banco traseiro.

(foto: Zoyte/Divulgação)
(foto: Zoyte/Divulgação)
NOVA FÁBRICA Serão gerados 1,4 mil empregos na unidade produtiva de Goianésia, informou o diretor-geral da Zotye do Brasil, Kadu Barbosa. Empresário brasileiro do ramo de concessionárias, ele arcará com 51% do investimento e os chineses com 49% – estratégia semelhante à adotada pela JAC para o projeto de construção da fábrica de Camaçari (BA).

Em outubro, a Zotye adquiriu por R$ 190 milhões, a brasileira TAC, criada por um grupo de fornecedores de peças. A fábrica funciona em Sobral (CE) e produz o jipe Stark, vendido sob encomenda. O Brasil abriga hoje só uma fábrica chinesa de carros, a Chery, em Jacareí (SP). (Com informações da Agência Estado)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade